Guias

TFT, Underlords, Auto Chess ou Chess Rush: qual o autobattler certo para você

Matheus Oliveira
Já são tantos jogos do gênero que fica até difícil escolher
Confira a lista para ajudar a escolher qual o melhor autobattler para você. | Foto: WePlay!/Reprodução
Confira a lista para ajudar a escolher qual o melhor autobattler para você. | Foto: WePlay!/Reprodução

Games do gênero autobattler são um dos mais jogados do momento, mas com o aumento súbito de títulos disponíveis, pode ser que fique difícil saber qual o melhor para você. Na lista abaixo mostramos os quatro games mais populares - Teamfight Tactics, Dota Underlords, Auto Chess e Chess Rush - assim como seus pontos fortes e fracos, tudo para ajudar a decidir em qual mergulhar por horas e horas.

Leia mais:

Auto Chess Origins é o game criado pelos desenvolvedores de Dota Auto Chess, que popularizou o gênero. | Foto: Drodo Studio/Reprodução
Auto Chess Origins é o game criado pelos desenvolvedores de Dota Auto Chess, que popularizou o gênero. | Foto: Drodo Studio/Reprodução

Auto Chess Origins

O game produzido pela Drodo Studio, que popularizou o gênero com um mod de Dota 2, está disponível apenas para o mobile (iOS e Android) e traz aos jogadores uma experiência agradável, mas sem muitos diferenciais.

Como o título do qual partiram os outros desta lista, Auto Chess Origins serviu de base para que as outras empresas criassem os seus jogos a partir dele.

Auto Chess apresenta bem as mecânicas do gênero autobattler com seus tutoriais, mas não passa muito disso, assim sendo, os jogadores mais interessados deverão buscar por conteúdo gerado pela comunidade para obter mais informações sobre estratégias e afins.

O game não apresenta personagens memoráveis, afinal, são apenas versões de heróis de Dota 2 com pequenas mudanças. No entanto, o visual deles evolui ao longo das partidas, de acordo com o tier que alcançam.

Para os players competitivos, Auto Chess é o único desta lista que já possui uma temporada ranqueada vigente. Por mais que Dota Underlords e Chess Rush possuam partidas que valem pontos, apenas o game da Drodo Studio dá recompensas pelo progresso.

Dota Underlords está disponível para PC e mobile com crossplay entre as plataformas. | Foto: Valve/Reprodução
Dota Underlords está disponível para PC e mobile com crossplay entre as plataformas. | Foto: Valve/Reprodução

Dota Underlords

Após tentar adquirir a Drodo Studio (criadora de Auto Chess), a Valve decidiu investir em um game próprio e daí surgiu Dota Underlords, autobattler da empresa que conta com os personagens de Dota 2.

O game é o único da lista disponível para PC e mobile (iOS e Android) e também apresenta as mecânicas de jogo por meio de um breve tutorial, além de disponibilizar partidas contra bots de diversos níveis.

Underlords, assim como Teamfight Tactics, possui o atrativo de trazer personagens icônicos, já que as peças são figuras populares vindas diretamente do MOBA, mas o apelo visual termina por aí, já que estes não apresentam evoluções ao longo das partidas (apenas aumentam de tamanho com o progresso de tiers), e o jogador não possui sequer um avatar para si, como nos outros títulos desta lista.


TFT foi lançado há pouco e já está no topo das plataformas de streaming. | Foto: Riot Games/Reprodução
TFT foi lançado há pouco e já está no topo das plataformas de streaming. | Foto: Riot Games/Reprodução

Teamfight Tactics (TFT)

A investida da Riot Games no cenário do autobattler é a que mais atraiu o público de PC, conquistando a comunidade quase instantaneamente e subindo ao topo das plataformas de streaming em poucos dias.

Um dos defeitos - e talvez o maior deles - de TFT é a falta de introduções ou apresentações de mecânicas para os novatos. Teamfight Tactics não tem nenhum tutorial ou sequer uma maneira de enfrentar bots para praticar, por mais que as partidas ranqueadas ainda não tenham chegado, a falta de explicações pode assustar os menos experientes.

A parte disso, o game é o único da lista não disponível para o mobile, sendo exclusivo para os PCs, porém, o uso do aplicativo Steam Link pode auxiliar os jogadores que não podem ficar próximos ao computador, mas ainda assim querem participar de algumas partidas.

Outro ponto positivo, compartilhado entre TFT e Dota Underlords, é a presença de personagens icônicos, afinal, em Teamfight Tactics os jogadores terão como peças os campeões de League of Legends.

Por ser o que mais conquistou audiência e jogadores, o autobattler da Riot Games também é o com maior concorrência, e para ajudar a todos em suas partidas, confira nossas dicas sobre economia, sobre as melhores composições, nossa lista com todos os itens do game e suas combinações e quais builds fazer para quais campeões.

Chess Rush é o mais novo entre os games da lista e é o autobattler produzido pela Tencent. | Foto: Tencent/Reprodução
Chess Rush é o mais novo entre os games da lista e é o autobattler produzido pela Tencent. | Foto: Tencent/Reprodução

Chess Rush

O último lançamento da lista é Chess Rush, game produzido pela Tencent - mesma responsável por PUBG Mobile e Arena of Valor - o único que apresenta novos ares para os que já se consideram experientes no gênero autobattler.

Assim como Dota Underlords e Auto Chess, o título introduz todos os jogadores às mecânicas com um breve tutorial e também tem uma aba para recomendações de composição e posicionamento, disponíveis, inclusive, nas partidas ranqueadas.

A singularidade do título da Tencent em relação aos outros está nos modos de jogo oferecidos. Além do tradicional com oito jogadores lutando entre si normalmente, Chess Rush possui o Modo Turbo, no qual todos começam a partida com 60 pontos de vida (tornando tudo mais rápido), e o Cooperativo, com os participantes separados em duplas, podendo dividir peças entre si e explorar ainda mais possibilidades.

Além disso, Chess Rush é o mais otimizado para as plataformas móveis (o game está disponível gratuitamente para iOS e Android), possibilitando aos jogadores participar de diversas partidas sem necessidade de recarregar os smartphones.

Gostou e quer ainda mais dicas? Confira no vídeo acima os conselhos de Gabriel "Mit" Souza, técnico da equipe de LoL da paiN Gaming, para ajudar nas partidas de TFT.

Siga o Versus nas redes sociais para mais notícias - Facebook, Twitter, Instagram e YouTube.

Matheus Oliveira é redator do Versus. Siga-o no Twitter.