PUBG

"Temos a melhor, senão uma das melhores lines de PUBG", diz dono da FURIA eSports

Nascida de um sonho e hoje no topo do cenário
@_matheusf23
Matheus Oliveira
escreve para o Versus.
Foto: Reprodução
Foto: Reprodução

Quem acompanha o cenário de eSports brasileiro conhece algumas equipes que se mantém consistentes em suas modalidades. Em Counter-Strike: Global Offensive e, agora, também em PlayerUnknown’s Battlegrounds, um dos destaques é a famosa FURIA eSports.

O Versus conversou com alguns dos pro players de PUBG do time e Jaime “raizen” Pádua, um dos donos da organização, para saber como tudo começou, além de saber mais a respeito da classificação do esquadrão para as qualificatórias sul-americanas do Global Invitational (PGI).

Leia mais:

Nascida de um sonho

Além de raizen, Cris Guedes e André Akkari (famoso jogador profissional de pôquer) também estão por trás da organização, que nasceu com apenas um objetivo: levar uma equipe brasileira a um campeonato mundial.

A FURIA surgiu em agosto de 2017, com seu elenco de CS:GO, e em um curto período de tempo alcançou o topo do cenário brasileiro do jogo de tiro da Valve, participando de grandes campeonatos - como a primeira edição da La League, onde terminou em segundo lugar.

Desde então, as apostas só aumentaram. Hoje, a equipe marca presença também em competições de PUBG e Street Fighter V.

Foto: Reprodução
Foto: Reprodução

Um campo de batalha recente

PlayerUnknown’s Battlegrounds foi lançado oficialmente em março de 2017, e, meses depois, já promovia suas primeiras competições. Assim, a organização que brilhava no CS decidiu entrar no cenário do battle royale para garantir seu espaço.

“O principal foco da FURIA era apenas ser campeã de Majors no CS:GO. Hoje, temos como objetivo ser uma organização de elite, com atletas de ponta em todas as modalidades que investimos”, diz Jaime, um dos donos orgulhosos do time. “Acredito que temos a melhor, senão uma das melhores lines de PUBG da América do Sul, portanto nosso objetivo é sempre ser campeão de todos os torneios que disputarmos.”

A FURIA eSports conquistou a terceira colocação da Copa IGN de PUBG, primeiro grande campeonato brasileiro do game, além de garantir vaga nas qualificatórias sul-americanas do Global Invitational (PGI), torneio mundial que distribuirá US$ 2 milhões.

“Campeonatos como o PGI fazem o nosso investimento na modalidade valer a pena”, comenta Jaime. “Com maiores investimentos em campeonatos e premiações, o jogo se torna mais atrativo para outras organizações. Isso não só traz mais público para assistir os torneios, como aumenta o nível técnico do cenário. Tudo isso é muito positivo.”

Foto: Marcelo Paixão
Foto: Marcelo Paixão

Apoio dos brasileiros

Mesmo com pouco tempo de atuação, a equipe é uma das que mais conta com a torcida brasileira ao seu lado, além de possuir o apoio de um dos maiores ícones do esporte brasileiro: Neymar Jr.

O jogador de futebol já demonstrou em suas redes sociais que acompanha diversos cenários dos eSports como PUBG e Counter-Strike, além de não esconder que sua torcida vai sempre para a FURIA.

“O Neymar Jr é um grande amigo nosso fora das redes sociais e sempre acompanha as nossas equipes. As imagens dele torcendo pra FURIA a caminho de Londres com a seleção são apenas parte do carinho que ele tem conosco e com os nossos jogadores”, continua Jaime.

Foto: Reprodução
Foto: Reprodução

Rumo ao mundial

A próxima aparição da FURIA eSports será durante as qualificatórias sul-americanas do PUBG Global Invitational, que acontece entre os dias 29 de junho e 1 de julho, com as 20 melhores equipes do cenário latino-americano disputando por uma vaga na grande final mundial.

O elenco da FURIA é um dos poucos que possui experiência em disputas offline, já que foram uma das equipes que participaram da fase presencial da Copa IGN de PUBG. O time é composto por Gabriel "pino" Fernandes, Ricardo "Rdnx" Queiroz, Guilherme "chuckpira" Stolf e Hiago "hiagguin" Hubner.

“O presencial foi um marco no cenário de PUBG nacional e fazer parte dessa festa foi algo inesquecível pela estrutura e pelo carinho da torcida, que realmente nos motivou”, conta chuckpira.

“Hoje, somos uma das poucas que sabemos como é jogar em lan. Creio que isso vai agregar bastante experiência para o próximo presencial que virá”, afirma rdnx.


Você poderá ver a FURIA eSports em ação na próxima sexta-feira (29), a partir das 18h, no canal oficial de PUBG na Twitch.




Matheus Oliveira é redator do Versus. Siga-o no Twitter.

Tags Relacionadas
PUBGCS:GOComunidade
Mais notícias
PUBG: RED Canids encerra participação no Mundial 2019 na 17-20º colocação
PUBG

PUBG: RED Canids encerra participação no Mundial 2019 na 17-20º colocação

Os companheiros de região da WClick conseguiram se classificar
Beatriz Coutinho
PUBG: RED Canids Kalunga avança para semifinais do Mundial 2019
PUBG

PUBG: RED Canids Kalunga avança para semifinais do Mundial 2019

Uma vitória na última queda garantiu a vaga para os brasileiros
Beatriz Coutinho
Guia PUBG Global Championship 2019: Times, horários, recompensas, skins e mais
PUBG

Guia PUBG Global Championship 2019: Times, horários, recompensas, skins e mais

Acompanhe os brasileiros da RED Canids Kalunga no torneio
Beatriz Coutinho