Street Fighter

Street Fighter: O que mudou com a Arcade Edition?

Quais personagens podem voltar ao competitivo? Quais podem sumir?
@_matheusf23
Matheus Oliveira
escreve para o Versus.
Foto: Reprodução
Foto: Reprodução

A expansão Arcade Edition de Street Fighter V chegou na última terça-feira (16), e com ela também vieram os balanceamentos para a temporada de 2018. Será que alguns personagens que sumiram no competitivo têm chance de reconquistar o seu espaço? E quanto aos lutadores poderosos da antiga versão, eles podem desaparecer dos campeonatos?

Leia mais:

Foto: Reprodução
Foto: Reprodução

Ryu

O protagonista da série brilhou no começo de Street Fighter V, marcando presença como escolha de grande parte dos jogadores, seja em campeonatos ou nas partidas ranqueadas.

Para a segunda temporada, Ryu teve mudanças que fizeram com que o personagem sumisse do cenário, já que muito de seu potencial foi apagado.

Para a terceira temporada, o lutador recebeu - além de muitas outras alterações - um novo V-Trigger, que se resume em um parry extremamente poderoso que pode abrir espaço para muito dano, além do retorno de seu famoso Donkey Kick, possibilitando jogadas criativas ao custo de uma barra EX.

Foto: Reprodução
Foto: Reprodução

Chun-Li

No ano de lançamento, a personagem foi uma das que dominou o cenário competitivo, com ataques rápidos e poucas situações de desvantagem.

Mas a policial chinesa perdeu espaço após a transição para a segunda temporada do game.

Com a Arcade Edition, Chun-Li teve mudanças que melhoraram seu alcance dentro das lutas (que já era longo), e o novo V-Trigger ajuda a lutadora a ficar pronta para continuar as investidas.

O Kikosho traz novas possibilidades para extensões de combo, inclusive com sua capacidade de quebrar defesas, se carregado.

Foto: Reprodução
Foto: Reprodução

Kolin

A personagem chegou em meados da segunda temporada e ganhou o carinho dos fãs. Muito jogadores de alto nível chegaram a usar a lutadora e algumas de suas partidas, mas ainda era uma escolha rara.

Com a chegada da Arcade Edition, Kolin recebeu seu novo V-Trigger melhorando vários pontos de seu gameplay, já que aumenta o alcance de seus ataques e traz recursos que aumentam consideravelmente sua velocidade de movimento.

Foto: Reprodução
Foto: Reprodução

Karin

A herdeira da família Kanzuki era dada como uma das mais fortes personagens do jogo, tanto na primeira temporada quanto na segunda.

Após as alterações da Arcade Edition, Karin recebeu alterações em certos movimentos chave, como seu soco forte que agora serve como Crush Counter, diminuindo a variedade de combos a serem feitos.

Outros recursos, como seu chute médio enquanto agachado, ainda funcionam muito bem, e seu novo V-Trigger é uma ótima alternativa para lidar com situações específicas.

A lutadora continua sendo uma forte candidata a dominar as partidas no cenário competitivo, mas vai exigir mais dos jogadores que se interessarem por sua jogabilidade.

Foto: Reprodução
Foto: Reprodução

Ibuki

Desde seu lançamento, como um dos primeiros personagens extras de Street Fighter V, Ibuki é conhecida por ser uma lutadora que demanda muita habilidade do jogador para que seja completamente explorada.

Seus golpes imprevisíveis e mix-ups variados faziam a ninja japonesa ser uma escolha predominante no competitivo.

Com as últimas mudanças, Ibuki teve algumas dessas possibilidades alteradas, tornando muitos de seus principais artifícios um pouco previsíveis.

Seu novo V-Trigger também não adiciona muito à personagem, fazendo com que os jogadores prefiram a primeira versão do golpe - a famosa bomba ninja.

Foto: Reprodução
Foto: Reprodução

Alex

Quando foi adicionado ao game, Alex era poderoso a ponto de ser escolhido como counter pick de diversos lutadores usados no começo do jogo.

Na segunda temporada, o personagem ficou apagado do competitivo: seu alcance diminuiu e muitos ataques que davam certo antes, foram alterados.

Para a terceira temporada, o lutador recebeu melhorias, mas que ainda não trouxeram o personagem de volta ao cenário. Mesmo com os novos golpes dados por seu novo V-Trigger, Alex deve continuar esquecido.


Matheus Oliveira é redator do Versus. Siga-o no Twitter.

Tags Relacionadas
Street Fighter
Mais notícias
Street Fighter: Brasil é um dos selecionados para o Intel World Open 2020
Street Fighter

Street Fighter: Brasil é um dos selecionados para o Intel World Open 2020

As qualificatórias para o torneio começam em março
Beatriz Coutinho
Street Fighter 5 terá novo modo de torneios online em breve
Street Fighter

Street Fighter 5 terá novo modo de torneios online em breve

Várias novidades de Halloween também estão por vir
Matheus Oliveira
Street Fighter: Momochi perde mais de 85% da premiação por não ter licença de pro player
Street Fighter

Street Fighter: Momochi perde mais de 85% da premiação por não ter licença de pro player

O japonês recebeu apenas cerca de US$ 560 dos mais de US$ 46 mil do torneio da Tokyo Game Show
Beatriz Coutinho