Street Fighter

Street Fighter: Início da Capcom Pro Tour 2018 é anunciado

O circuito profissional de Street Fighter começa em março
@_matheusf23
Matheus Oliveira
escreve para o Versus.
Foto: Reprodução
Foto: Reprodução

Foram anunciados na última segunda-feira (5), os dois campeonatos que abrirão as portas da Capcom Pro Tour 2018, circuito profissional de Street Fighter.

Leia mais:

Em uma publicação no site oficial da Capcom Pro Tour, foi revelado que os dois primeiros torneios do circuito serão o Final Round 2018, que acontece entre os dias 16 e 18 de março, em Atlanta, nos EUA, e o NorCal Regionals (NCR) 2018, que acontece de 30 de março a 1 de abril, na Califórnia.

A Capcom Pro Tour é o circuito anual de campeonatos de Street Fighter, no qual cada torneio rende pontos que organizam os jogadores em um ranking, culminando na Capcom Cup, embate final entre os mais bem colocados.

Em 2017, tivemos destaques brasileiros com o pro player Thomas "Brolynho" Proença e Renato "DidimoKOF" Martins, campeão latino-americano, mas o grande campeão foi o dominicano Leonardo "MenaRD" Mena.

Para aquecer o coração dos fãs mais ansiosos, também foi divulgado uma retrospectiva em vídeo da Capcom Cup 2017, que você pode conferir abaixo:

Mais detalhes como novos anúncios e calendário completo serão revelados no dia 19 de fevereiro.


Matheus Oliveira é redator do Versus. Siga-o no Twitter.

Tags Relacionadas
Street Fighter
Mais notícias
Street Fighter: Brasil é um dos selecionados para o Intel World Open 2020
Street Fighter

Street Fighter: Brasil é um dos selecionados para o Intel World Open 2020

As qualificatórias para o torneio começam em março
Beatriz Coutinho
Street Fighter 5 terá novo modo de torneios online em breve
Street Fighter

Street Fighter 5 terá novo modo de torneios online em breve

Várias novidades de Halloween também estão por vir
Matheus Oliveira
Street Fighter: Momochi perde mais de 85% da premiação por não ter licença de pro player
Street Fighter

Street Fighter: Momochi perde mais de 85% da premiação por não ter licença de pro player

O japonês recebeu apenas cerca de US$ 560 dos mais de US$ 46 mil do torneio da Tokyo Game Show
Beatriz Coutinho