Street Fighter

Street Fighter chega à Brasil Premier League da ESL

Vai ter é muito soquinho!
@_matheusf23
Matheus Oliveira
escreve para o Versus.
Foto: Reprodução
Foto: Reprodução

Os lutadores de plantão acabam de ganhar mais um motivo para treinar. Foi anunciado pela ESL nesta quarta-feira (07), que Street Fighter V: Arcade Edition agora é parte da Brasil Premier League.

Leia mais:

A Brasil Premier League (BPL) é a principal liga brasileira da ESL, que já promoveu campeonatos de outros jogos como Counter-Strike: Global Offensive, Dota 2 e Clash Royale.

A BPL de Street Fighter V: Arcade Edition terá inscrições abertas ao público, que deverão ser feitas através do ESL Play, plataforma conhecida de organização de torneios amadores.

Serão duas qualificatórias, que acontecem nos dias 17 e 24 de março, no modelo de eliminação simples com confrontos em melhor de três.

As inscrições devem ser feitas até 30 minutos antes dos torneios classificatórios de cada dia, que começam às 13 horas.

Os oito melhores competidores serão selecionados para a próxima fase do campeonato, que distribuirá R$ 11 mil em premiação.

“Adicionar mais um grande título ao Brasil Premier League é uma conquista muito especial para a ESL Brasil e para todo o mercado de esports do país", comenta Leo De Biase, CEO da ESL Brasil.


Matheus Oliveira é redator do Versus. Siga-o no Twitter.

Tags Relacionadas
Street Fighter
Mais notícias
Street Fighter: Brasil é um dos selecionados para o Intel World Open 2020
Street Fighter

Street Fighter: Brasil é um dos selecionados para o Intel World Open 2020

As qualificatórias para o torneio começam em março
Beatriz Coutinho
Street Fighter 5 terá novo modo de torneios online em breve
Street Fighter

Street Fighter 5 terá novo modo de torneios online em breve

Várias novidades de Halloween também estão por vir
Matheus Oliveira
Street Fighter: Momochi perde mais de 85% da premiação por não ter licença de pro player
Street Fighter

Street Fighter: Momochi perde mais de 85% da premiação por não ter licença de pro player

O japonês recebeu apenas cerca de US$ 560 dos mais de US$ 46 mil do torneio da Tokyo Game Show
Beatriz Coutinho