Esports

Sim, nós jogamos: Mulheres contam sobre sua relação com videogames em documentário

Melany, Cherna, Marina, Victoria, Carol e Eliana são apaixonadas por games
@biaacoutinhoo
Escrito por
Beatriz Coutinho

Melany Lee é streamer de Fortnite, Carol Costa é apresentadora e jornalista no IGN Brasil, Eliana Dib é produtora de jogos, Danielle "Cherna" Andrade é pro player de Rainbow Six Siege, Victoria Moreira é editora de vídeos sobre games e Marina Leite é sócia da organização PRG Esports. Há uma coisa em comum na história destas seis mulheres: o amor pelos videogames.

Março é o mês em que o Dia Internacional das Mulheres é comemorado e, enquanto a falácia de que videogame é coisa de menino continua sendo repetida, milhares de garotas crescem jogando e desenvolvendo games, trabalhando com esports, disseminando informação sobre a indústria dos jogos e muito mais.

Embora a consolidação das mulheres nos games e esports apresente obstáculos, muitas vezes denunciados pelas próprias integrantes da comunidade gamer, elas seguem trabalhando no meio e fazendo história. Nos links abaixo você encontra textos sobre mulheres importantes para os cenários de games e esports no Brasil e no mundo.

Siga o Versus nas redes sociais para mais notícias - Facebook, Twitter, Instagram e YouTube.

Tags Relacionadas
Esports
Mais notícias
Prêmio Esports Brasil 2020 acontece em dezembro
Esports

Prêmio Esports Brasil 2020 acontece em dezembro

Quarta edição da premiação terá adaptações e mais jurados
Helena Nogueira
Herman Miller e Logitech lançam cadeira gamer de R$ 10,7 mil
Mercado

Herman Miller e Logitech lançam cadeira gamer de R$ 10,7 mil

Com foco na ergonomia, produto já pode ser comprado no Brasil
Beatriz Coutinho
Filha do dono da Garena e mais: 10 memes brasileiros dos esports
Esports

Filha do dono da Garena e mais: 10 memes brasileiros dos esports

Saiba a origem de memes como brTT preso, Qué Ota e mais
Beatriz Coutinho