Injustice

Segundo Ed Boon, Injustice 2 "é mais digerível que Mortal Kombat"

Criador dos dois games de luta esteve no Brasil para a BGS 2017
@_matheusf23
Matheus Oliveira
escreve para o Versus.
Ed Boon é criador de uma das maiores franquias dos videogames: Mortal Kombat. Foto: Reprodução
Ed Boon é criador de uma das maiores franquias dos videogames: Mortal Kombat. Foto: Reprodução

Ed Boon, criador de Mortal Kombat e Injustice, presenteou os fãs brasileiros com sua vinda a Brasil Game Show 2017. Em entrevista ao Versus, o desenvolvedor comentou um pouco sobre o cenário de eSports brasileiro.

Sobre Injustice 2, percebe-se uma mecânica diferente na curva de aprendizado do jogo em relação a Mortal Kombat e até seu antecessor. O game é muito mais amigável para jogadores novatos, isso foi pensado para que mais pessoas pudessem aprender a jogar e alcançar um nível mais avançado?

Sim, Nós queríamos fazer o game o mais acessível possível para o maior número de jogadores que conseguíssemos, quando as pessoas assistem jogadas em campeonatos pensam "eu quero fazer isso", mas é algo quase impossível, é desestimulante. Então queríamos fazer o mais acessível possível.

Você acha que Injustice tem potencial para alcançar um público maior por ter menos violência do que Mortal Kombat e contar com personagens que já são adorados, como os heróis da DC que as pessoas já amam?

Existem certas coisas que não podemos mostrar na TV ou algo do tipo, e Injustice não tem todas aquelas coisas violentas e malucas do Mortal Kombat, é mais "digerível" do que Mortal Kombat.

Como você vê o cenário brasileiro de eSports em geral, acredita que ainda pode crescer mais?

Eu com certeza espero que sim! O que é demais nos jogadores brasileiros é que trazem cada vez mais pessoas, eles inspiram todos no Brasil e América do Sul e mostram que os brasileiros podem vencer também. Existem muitos jogadores com nossos jogos, antes os vencedores de grandes campeonatos eram todos dos EUA, hoje existem pessoas na Inglaterra, como o "Foxy Grandpa". É muito bom ver alguém do Brasil representando o país também.

Tem uma mensagem para o Bruno Henrique, o "Kilerxinok", o campeão da Liga Latina que vai representar o Brasil com o Flash, seu personagem favorito?

Espero que ele ganhe, acho que seria incrível vê-lo representar bem seu país.

Lembrando que as finais mundiais de Injustice 2 acontecem durante os meses de outubro e novembro, logo após as últimas qualificatórias que acontecem no dia 21 de outubro.

Serão 16 melhores jogadores do mundo concorrendo ao título de campeão e ao prêmio de US$250 mil. Veja as datas das partidas:

Grupo A: 24 a 28 de outubro.

Grupo B: 01 a 04 de novembro

Finais gerais: 07 a 11 de novembro

O Brasil conta com a representação dos dois melhores jogadores da América Latina: Bruno "KilerXinok" Henrique - atual campeão sul-americano - e Wellington "Konqueror249" De Castro, ambos classificados pela Liga Latina de Injustice 2.

Os jogos serão transmitidos no canal oficial da NetherRealm Studios na Twitch.

Matheus Rodrigues é redator do Versus e agradece até hoje por terem nerfado o Aquaman. Siga-o no Twitter em @_omanfred.

Tags Relacionadas
Injustice
Mais notícias
Dicionário Fighting Games: O glossário completo de termos dos jogos de luta
Jogos de Luta

Dicionário Fighting Games: O glossário completo de termos dos jogos de luta

Quer aprender todas as gírias usadas nos confrontos?
Matheus Oliveira
EVO Moment #37, Relógio congelado e mais: As 5 maiores viradas em games de luta
Vídeos

EVO Moment #37, Relógio congelado e mais: As 5 maiores viradas em games de luta

O famoso "comes e bebes"
Matheus Oliveira
SonicFox: Gay, negro, furry e o melhor jogador de esports
Perfil

SonicFox: Gay, negro, furry e o melhor jogador de esports

Conheça a história pro player do ano!
Matheus Oliveira