Dota

Quem são os jogadores de DotA 2 que mais ganharam dinheiro com premiações?

Já pensou em virar pro player também?
@biaacoutinhoo
Escrito por
Beatriz Coutinho

DotA é um dos primeiros MOBAs que surgiu no cenário de eSports, permitindo há tempos que diversas pessoas façam daquilo que amam uma profissão: jogar videogame.

Antes até poderia ser difícil seguir o sonho de ser pro player, mas hoje em dia com campeonatos milionários como o The International, o mundial de Dota 2, é comum encontrarmos alguns jogadores que já ganharam muito dinheiro em prêmios.

Quer saber quais são eles? Confira a lista dos cyberatletas de Dota que mais ganharam dinheiro com premiações:

Kuro “KuroKy” Takhasomi - U$ 3.366.465,01

KuroKy é um verdadeiro colecionador de primeiros lugares e começou sua carreira no Dota 2 bem cedo, sendo um dos poucos jogadores que foram convidados a participar do primeiro The International em 2011. Atualmente ele defende a Team Liquid e foi campeão do The International 2017.

KuroKy segurando o troféu do TI 7 - © Reprodução
KuroKy segurando o troféu do TI 7 - © Reprodução

Amer “Miracle” Barqawi - US$ 2.942.665,85

O companheiro de equipe de KuroKy nasceu na Jordânia e começou a jogar DotA e seu sucessor em lan houses, junto com seus irmãos mais velhos. Quando o ranking de MMR foi lançado, ele percebeu seu grande potencial e rapidamente foi convidado pelo veterano Johan “N0tail” a se juntar à equipe profissional OG. Atualmente, ele defende a Team Liquid.

© Reprodução
© Reprodução

Saahil “UNiVeRsE” Arora - US$ 2.900.960,27

Com uma carreira cheia de altos e baixos, o americano já teve momentos de tristeza e glória. Após anos lutando por um título mundial, venceu o The International 2015 pela Evil Geniuses, equipe que ainda representa e que terminou o TI 7 na décima posição.

UNiVeRsE segurando o troféu do TI 5 - © Reprodução
UNiVeRsE segurando o troféu do TI 5 - © Reprodução

Ivan “MinD_ContRoL” Ivanov - US$ 2.707.671,96

O búlgaro de 22 anos começou a jogar videogames aos 5 anos em um computador que sua avó lhe deu de presente. Aos 12 conheceu o Dota 2 e em 2015 foi chamado para ser jogador da Team Liquid pelo próprio Kuroky, equipe da qual ainda faz parte.

MinD_ContRoL ao meio - © Reprodução
MinD_ContRoL ao meio - © Reprodução

Lasse “Matumbaman” Urpalainen - US$ 2.707.376,24

A carreira de Matumbaman começou quando o finlandês jogava o nível mais alto dos torneios de beisebol do seu país. Quando o técnico de sua equipe deixou o time, sua paixão pelo esporte também foi embora e ele teve diversos problemas com bebidas alcóolicas e seu estado emocional. O Dota 2 ajudou o bem humorado Matumbaman a renascer como pessoa e como jogador. Atualmente, ele defende a Team Liquid.

"Matumbaman" ao meio - © Reprodução
"Matumbaman" ao meio - © Reprodução

Sumail “SumaiL” Hassan - US$ 2.602.795,94

SumaiL é um dos jogadores profissionais de Dota 2 mais novos do cenário competitivo. O paquistanês começou a jogar Dota aos oito anos de idade, junto com seu primo, e desde então nunca mais parou. Charlie Yang, um dos gerentes da Evil Geniuses foi quem chamou o garoto para jogar na equipe, surpreendendo-se com seu talento. SumaiL foi campeão do The International 2015 com apenas 16 anos.

SumaiL segurando o troféu do TI 5 - © Reprodução
SumaiL segurando o troféu do TI 5 - © Reprodução

Peter “ppd” Dager - US$ 2.602.008,62

Ppd já era um jogador incrível quando ele e seus amigos da equipe SADBOYS foram jogar pela Evil Geniuses. Com o tempo, a convivência tornou-se complicada e o pro player aprendeu da maneira mais difícil a lidar com problemas ao ver os colegas Ludwig "zai" Wåhlberg e Artour "Arteezy" Babaev saindo do time para jogar na Team Secret. Ao lado de novos jogadores, o americano foi campeão do TI 5 e ainda é um dos maiores jogadores de Dota 2 do cenário.

"ppd" segurando o troféu do TI 5 - © Reprodução
"ppd" segurando o troféu do TI 5 - © Reprodução

Clinton “Fear” Loomis - US$ 2.381.799,79

Depois de terminar a faculdade, o americano - que é um dos jogadores mais velhos e respeitados do circuito competitivo -, percebeu que o que ele queria de verdade era jogar videogames. Sua jornada passou do seu primeiro torneio amador de Dota, no qual ganhou US$ 90 para campeão do The International 2015, quando faturou US$ 1.326.932,14 do prêmio total de primeiro colocado. Joga pela Evil Geniuses desde 2011 e está sempre alternando entre as posições de treinador e jogador.

Fear (direita) segurando o troféu do TI 5 - © Reprodução
Fear (direita) segurando o troféu do TI 5 - © Reprodução

Maroun “GH” Merhej - US$ 2.323.767,40

GH jogava por um time local do Líbano, seu país de origem, antes de se juntar à Team Liquid. Em entrevistas durante o TI 7, ele contou que jogava apenas em lan houses ou cybercafés porque ter uma boa conexão de internet em casa no Líbano é extremamente caro. Jogando pela Team Liquid desde janeiro deste ano, GH garantiu o título do The International 2017 ao lado de seus colegas.

© Reprodução
© Reprodução

Li “iceice” Peng - US$ 1.998.558,23

Iceice foi campeão do The International 2016 pela Wings Gaming. Após ser campeão mundial, ele e sua equipe deixaram a Wings por causa de atraso no pagamento de seus salários, e criaram a Team Random, que foi banida do circuito competitivo chinês por tomar essa decisão sem rescindir os contratos da maneira correta.

Em seguida, iceice decidiu pausar sua carreira, mas voltou a formar o time DanGo em 2017, e chegou a disputar a qualificatória aberta para o TI7, mas não teve sucesso.

iceice (meio) segurando o troféu do TI 6 - © Reprodução
iceice (meio) segurando o troféu do TI 6 - © Reprodução

Bia Coutinho é redatora no Versus. Siga-a no Twitter.

Tags Relacionadas
Dota
Mais notícias
Prisão filipina organiza torneios de Dota para auxiliar na reabilitação de presos
Dota

Prisão filipina organiza torneios de Dota para auxiliar na reabilitação de presos

Esports fazem parte do programa de reabilitação
Beatriz Coutinho
Dota 2: Premiação do The International 10 alcança US$ 30 milhões
Dota

Dota 2: Premiação do The International 10 alcança US$ 30 milhões

O torneio está próximo de bater seu próprio recorde
Matheus Oliveira
Dota: The International 11 pode ser realizado em 2022
Dota

Dota: The International 11 pode ser realizado em 2022

Federação de Esports de Belarus divulgou a informação
Beatriz Coutinho