Mercado

PUBG Corp inicia processo contra Epic Games, desenvolvedora de Fortnite

Problema judicial envolve o modo battle royale e direitos autorais
@lucas.hagui
Escrito por
Lucas Hagui
Foto: Montagem/Lucas Takashi
Foto: Montagem/Lucas Takashi

Um confronto judicial entre os desenvolvedores de Fortnite e PlayerUnknown's BattleGrounds está prestes a começar. A PUBG Corp recentemente iniciou um processo contra a Epic Games por violação de direitos autorais relacionado à cópia de itens e interface de usuário.

Leia mais:

De acordo com o Korea Times, o processo está em andamento desde janeiro deste ano, porém o fato só foi confirmado após se tornar público com notícias recentes.

O lançamento de PUBG foi em março de 2017, contando o early acess, enquanto Fortnite foi em julho do mesmo ano. No entanto, apenas em setembro de 2017 que o modo battle royale foi lançado pela Epic Games - o que pode ter causado esse desconforto por parte da PUBG Corp.

Um fato interessante é que a Epic Games e a Bluehole - dona da PUBG Corp. - possuem parceria, tanto que o próprio Fortnite é feito na Unreal Engine (propriedade da Epic). Com este processo, o acordo de ambas pode ser abalado.

Não há informações sobre o andamento do caso, pois a ação foi iniciada na justiça da Coréia do Sul e ainda precisa ser encaminhada para a justiça dos EUA.

Lucas Takashi é redator do Versus. Siga-o no Twitter em @IugahTK.

Tags Relacionadas
MercadoPUBGFortnite
Mais notícias
Ubisoft revela Hyper Scape, novo battle royale com lançamento em 2020
Mercado

Ubisoft revela Hyper Scape, novo battle royale com lançamento em 2020

O FPS está em período de testes técnicos
Matheus Oliveira
Em meio à pandemia de COVID-19, Twitch registra maior público da história
Twitch

Em meio à pandemia de COVID-19, Twitch registra maior público da história

O período beta de Valorant também favoreceu a plataforma
Matheus Oliveira
Tempo é dinheiro: Fnatic lança relógio de mais de R$ 7 mil em parceria com a Gucci
Esports

Tempo é dinheiro: Fnatic lança relógio de mais de R$ 7 mil em parceria com a Gucci

Não tem no Brasil, viu menines?
Beatriz Coutinho