CS:GO

Premiações de torneios de CS:GO batem marca de US$ 50 milhões, ultrapassando LoL

Money, money, money, money!
@_matheusF23
Matheus Oliveira
é reporter no Versus.
Foto: Reprodução
Foto: Reprodução

Counter-Strike: Global Offensive é, sem dúvidas, uma das modalidades mais rentáveis dos eSports. Para confirmar esse status, registros do site e-Sports Earnings apontam que as premiações distribuídas em torneios do game alcançaram a marca de US$ 50 milhões, superando os prêmios em torneios de League of Legends.

Leia mais:

Foto: Reprodução/eSports Earnings
Foto: Reprodução/eSports Earnings

O montante alcançado veio por 3089 campeonatos registrados pelo portal. Com a quantia de US$ 50 milhões, CS:GO se encontra na segunda colocação do ranking geral de rendimento. Em comparação, LoL conta com uma distribuição de aproximadamente US$ 49 milhões.

Como grande expoente de prêmios dados em torneios de Counter-Strike: Global Offensive, há a World Eletronic Sports Games 2017 (WESG), que distribuiu um total de US$ 1,5 milhão e teve fim no último domingo (18).

Dota 2, o MOBA da Valve, ainda permanece liderando com grande vantagem graças à marca de US$ 137 milhões, com apenas 890 competições registradas.

StarCraft 2 continua na quarta colocação, com US$ 26 milhões distribuídos em 4761 campeonatos.

A lista completa pode ser vista diretamente no site e-Sports Earnings.

Matheus Oliveira é redator do Versus. Siga-o no Twitter.

Mais notícias
CS:GO: Soberano Team revela line-up com trio ex-Santos para disputar o Clutch
CS:GO

CS:GO: Soberano Team revela line-up com trio ex-Santos para disputar o Clutch

TGE e Balerostyle completam a equipe
Matheus de Lucca
CS:GO: Com FURIA, Sharks e INTZ, ESL revela convidados da Pro League S11
CS:GO

CS:GO: Com FURIA, Sharks e INTZ, ESL revela convidados da Pro League S11

MIBR disputará a B Site da FACEIT
Jairo Junior
CS:GO: Perfecto é anunciado no lugar de GuardiaN na Natus Vincere
CS:GO

CS:GO: Perfecto é anunciado no lugar de GuardiaN na Natus Vincere

O veterano continua na organização, mas no banco de reservas
Jairo Junior