Overwatch

“Preciso de muito treino para chegar no nível deles”, diz alemao sobre jogadores da Overwatch League

Vai Brasil!
@_matheusf23
Matheus Oliveira
escreve para o Versus.
Foto: Blizzard/Reprodução
Foto: Blizzard/Reprodução

Renan "alemao" Moretto é o primeiro competidor do cenário sul-americano a ser contratado por uma equipe da Overwatch League. O pro player fará parte do elenco da Boston Uprising em 2019 e conversou com o Versus para falar das suas expectativas para a segunda temporada do campeonato.

Leia mais:

A Overwatch League é o ponto mais alto do cenário competitivo do game de tiro da Blizzard e um palco almejado por grande parte dos jogadores de alto nível.

Ao fim da temporada inaugural, abriu-se a janela de transferência de jogadores e uma dúvida se fazia presente para o todo público do Brasil: será que algum dos grandes players do país terá agora sua oportunidade?

Após a Copa do Mundo de Overwatch 2018, olhos viraram-se para muitos elencos, inclusive o do Brasil, que terminou em terceiro de seu grupo.

No começo deste mês de dezembro, a Boston Uprising pegou o país de surpresa ao anunciar a contratação de alemao, que será um dos novos suportes da equipe na segunda temporada.

"Estamos felizes de ter você como parte da Uprising", diz o Tweet.

"Estou muito feliz por ter essa oportunidade. Claro que tenho muito a evoluir, sou um jogador novo e preciso de muito treino para chegar no nível deles", disse alemao ao Versus. "Quero treinar o máximo que conseguir e dar o meu melhor."

Renan, ainda do Brasil, ressalta a diferença dos níveis entre os cenários. Por mais que fizesse parte da equipe mais dominante do cenário sul-americano, o competidor conta que é tudo diferente do que conhecia.

"O estilo de jogo é bem diferente do Brasil: as comunicações, funções de cada jogador e afins. São pequenas coisas mas que fazem muita diferença durante os jogos", comentou o jogador. "Preciso me adaptar o mais rápido possível e estou treinando bastante para isso."

Foto: Blizzard/Reprodução
Foto: Blizzard/Reprodução

Ao contratar alemao para a segunda temporada da Overwatch League, a Boston Uprising voltou a torcida de um país inteiro para si, já que o Brasil era órfão de representação não tendo players locais ou times que representassem a nação.

Sobre a torcida, Renan afirma ter ficado espantado com a repercussão após o anúncio: "Fiquei surpreso por ter tanta gente torcendo. Eu sinceramente não esperava tanto suporte."

Foto: Blizzard/Reprodução
Foto: Blizzard/Reprodução

Com oito novas equipes contratadas para a segunda temporada da Overwatch League, muitos elencos sofreram alterações, como foi o caso da Boston Uprising.

O time não teve uma das melhores performances no começo da temporada inaugural, mas conseguiu terminar brilhando nos playoffs da liga, ficando com a 5ª colocação.

Para 2019, o time apresenta um elenco transformado, e sobre isso, alemao comenta que será necessária uma fase para adaptações.

"Como é um time com jogadores novos, há sempre aquele tempo necessário para melhorar entrosamento e táticas. Estamos treinando muito para melhorar tudo isso", conta o pro player. "Ainda temos um certo tempo até o começo da temporada então não tenho a mínima ideia de como estaremos até lá."


A segunda temporada da Overwatch League começa no dia 14 de fevereiro, com a partida entre Philadelphia Fusion e London Spitfire. Prontos para ver o Lúcio mais brasileiro de todos em ação no maior palco do cenário?



Matheus Oliveira é redator do Versus. Siga-o no Twitter.

Tags Relacionadas
OverwatchOverwatch League
Mais notícias
Overwatch: "Não gosto mais de jogar", diz Alemao em anúncio de pausa na carreira
Overwatch

Overwatch: "Não gosto mais de jogar", diz Alemao em anúncio de pausa na carreira

Pro player estava com a organização norte-americana Boston Uprising desde o fim de 2018
Matheus Oliveira
Project A tem jogabilidade mais parecida com CS:GO do que Overwatch
League of Legends

Project A tem jogabilidade mais parecida com CS:GO do que Overwatch

O estilo mais tático, separado por rodadas mais curtas e sem respawn instantâneo, se aproxima mais ao FPS da Valve
Helena Nogueira
Tudo sobre o Projeto A, novo FPS da Riot Games
League of Legends

Tudo sobre o Projeto A, novo FPS da Riot Games

Os mundos de CS:GO e Overwatch unidos da melhor forma possível
Helena Nogueira