Perfil

Perfil: Shroud, o streamer feito pela e para a comunidade

Já conhece a história de um dos maiores ídolos da Twitch?
@_matheusf23
Matheus Oliveira
escreve para o Versus.
Foto: HyperX/Reprodução
Foto: HyperX/Reprodução

Michael "Shroud" Grzesiek é um nome conhecido para qualquer pessoa que já buscou por um gameplay de alto nível ou boas risadas na internet. O ex-pro player de CS:GO hoje ocupa o topo da Twitch e se tornou um dos maiores exemplos de o que significa retribuir a comunidade.

Leia mais:

Shroud ao integrar a Cloud9. | Foto: Cloud9
Shroud ao integrar a Cloud9. | Foto: Cloud9

Pro player não por acaso

A história de Shroud começa em 2012, quando com 17 anos, o jovem fazia transmissões e competia em qualificatórias da ESEA em CS:GO, sob as tags Exertus esports e Manajuma.

Em uma de suas empreitadas, o jogador foi visto pelo elenco da compLexity, impressionando grande parte da line-up, que contava com nomes como Sean "seang@res" Gares, hoje analista conhecido do cenário. Grzesiek integrou, como reserva, a equipe que foi contratada pela Cloud9 logo em seguida.

Fã declarado de Jaryd "Summit1g" Lazar, Shroud nunca parou com suas lives na Twitch, mas essas não alcançavam um público significativo e foi justamente sua entrada na Cloud9 que mudou esse panorama.

Após integrar a organização, o então pro player viu suas streams decolarem e, sem deixar sua carreira na plataforma de lado, marcou sua estreia nos palcos pela equipe norte-americana na primeira temporada da ESL Pro League, em 2015, quando terminou em segundo lugar.

Shroud continuou a crescer e ser notado como um dos melhores do mundo. A primeira grande vitória do jogador veio apenas em outubro de 2016, quando o time conquistou o título da quarta temporada da Pro League, superando a SK Gaming na grande final.

Foto: ELEAGUE/Reprodução
Foto: ELEAGUE/Reprodução

Dos palcos para o topo da Twitch

A organização norte-americana via cada vez mais sucesso em suas disputas, mas, naquele momento, o elenco era outro, uma line-up renovada com novas promessas - entre elas Jacky "Stewie2K" Yip e Timothy "autimatic" Ta -, que deixavam Shroud na posição de suporte, ajudando os "estreantes" a brilhar e não mais como foco dos holofotes.

Em 2017, Shroud se despediu da vida de pro player, após ser criticado por demonstrar um foco maior em suas transmissões na Twitch do que em seus treinos de CS:GO, e anunciou que continuaria na Cloud9, mas como streamer e não mais como competidor.

Sua decisão aconteceu no mesmo momento em que outro título se tornava a sensação: PlayerUnknown's Battlegrounds, o game que originou a febre pelo gênero battle royale.

Assim que deixou de competir em CS:GO, Shroud caiu de cabeça no PUBG e, sem espantar ninguém, o jogador mostrou as habilidades que o fizeram ser notado, conquistando um chicken dinner após o outro.

Em seu primeiro mês de transmissões, Grzesiek acompanhou o sucesso de PUBG e alcançou uma média de 20 mil espectadores simultâneos, público que apenas cresceu com o tempo e que, em fevereiro de 2019, o fez superar Tyler "Ninja" Blevins, tido como maior streamer da atualidade.

Shroud não deixou de jogar CS:GO, mas seu foco foi acompanhar o sucesso de PUBG, Fortnite, Blackout e Apex Legends - este último desde seu grandioso lançamento.

Diferente do que muitos grandes personalidades exploram na plataforma, como programas diferenciados e eventos espalhafatosos feitos por Herschel "DrDisrespect" Beahm IV e até por Ninja, Grzesiek mostra simplesmente um nível altíssimo de gameplay em qualquer jogo.

O streamer feito pela e para a comunidade

Além disso, Shroud também é conhecido por seu constante suporte à comunidade a qual ele deve tanto. Além de doações e periódicas ações especiais para caridade, o streamer usa constantemente sua influência e alcance para ajudar os produtores de conteúdo ainda desconhecidos.

Dentre uma de suas ações mais notáveis, está o apoio dado à musicista "Ressurection Fern", em junho de 2018, quando ele levou todos os seus espectadores à transmissão da compositora e pediu a seu público que se inscrevesse em seu canal para ajudá-la a pagar seus tratamentos de diabetes.

Desde a chegada de Apex Legends, Shroud surfa na onda de um dos games mais jogados pela comunidade, batendo recordes de abates, vitórias e audiência, isso tudo sem deixar de mostrar às pessoas que, por mais inabalável que sejam suas performances, ele ainda é o garoto que nasceu em Mississauga, no interior do Canadá, apaixonado por games e com o talento para fazer cada tiro valer por dez.

Grzesiek deixou uma marca na comunidade e, mesmo após uma curta jornada como pro player, mostra que seus treinos não acabaram e que ser um dos melhores jogadores do mundo não se trata apenas de saber clicar.

Matheus Oliveira é redator do Versus. Siga-o no Twitter.

Tags Relacionadas
Perfil
Mais notícias
Perfil: Takeshi conta sua trajetória e dá detalhes sobre aposentadoria
League of Legends

Perfil: Takeshi conta sua trajetória e dá detalhes sobre aposentadoria

Capitão anunciou o fim de sua carreira de pro player neste sábado (7)
Matheus Oliveira
LoL: A história de Faker, o maior jogador da história
Vídeos

LoL: A história de Faker, o maior jogador da história

O tricampeão mundial é conhecido como o melhor player de League of Legends do mundo
Helena Nogueira
Perfil: A história de Henrykinho, brasileiro a ir mais longe na PES League 2019
PES

Perfil: A história de Henrykinho, brasileiro a ir mais longe na PES League 2019

Com apenas 18 anos, o pro player é tricampeão nacional e já participou de dois mundiais
Matheus Oliveira