Dota

Perfil: Sheever, apresentadora do The International, é vencedora dentro e fora do Dota 2

Holandesa trava uma batalha contra um câncer de mama
@helenavnogueira
Helena Nogueira
escreve para o Versus.
Foto: Reprodução/sheevergaming.com
Foto: Reprodução/sheevergaming.com

Jorien "Sheever" van der Heijden é criadora de conteúdo, comentarista, caster do The International e um dos principais nomes de Dota 2. O Versus conversou com a apresentadora de 33 anos durante o meet and greet da Pain Gaming na Max Arena, em que Sheever contou detalhes de sua carreira, seu momento mais marcante durante o TI e o apoio que tem recebido da comunidade.

Há pouco mais de um ano, Sheever descobriu que tem câncer de mama, experiência que anda dividindo com seus fãs em um blog sobre seu tratamento - afinal, as batalhas mais difíceis podem se tornar mais fáceis quando as compartilhamos com os outros.

Leia mais:

Jorien cresceu em uma vila da Holanda como a terceira filha de uma família de seis. Ao ar livre, ela se aventurava na montaria de cavalos. Dentro de casa, ela aproveitava o máximo de seu pouco tempo no computador que dividia com seus três irmãos. Os games logo apareceram em sua lista de hobbies.

Segundo a biografia de seu site oficial, a caster tinha exatamente uma hora diária para jogar no PC, tempo suficiente para desbravar diferentes mundos até chegar finalmente ao campo de batalha de Defense of the Ancients (DotA).

"Eu jogava DotA quando ainda fazia parte de World of Warcraft (WoW), na expansão Frozen Throne", lembra a caster. "Joguei um pouco quando o primeiro jogo foi lançado, mas por um tempo dei preferência ao WoW. Isso aconteceu até Dota 2 ser lançado em 2011 e eu receber uma key da versão beta."

1/3
Foto: Reprodução/sheevergaming.com
Foto: Reprodução/sheevergaming.com
Foto: Reprodução/sheevergaming.com
Foto: Reprodução/sheevergaming.com
Foto: Reprodução/sheevergaming.com
Foto: Reprodução/sheevergaming.com

Alçar voo

Após o lançamento da versão do MOBA feito pela Valve, tudo "alçou voo", nas palavras de Sheever. A holandesa passou a criar conteúdo sobre o jogo na internet e, em 2012, recebeu seus primeiros convites para ser comentarista em competições de Dota 2.

Em pouco tempo, Sheever tornou-se membro do grupo oficial de talentos da DreamLeague e o próprio The International - algo que não estava em seus planos, tendo saído de sua cidade natal e se formado em Economia Comercial.

“Toda vez que eu faço a DreamLeague, é como voltar para casa", diz a comentarista. "É tão confortável para mim reencontrar os amigos que trabalham lá e que ficam por trás das câmeras! É um ambiente casual, mas ao mesmo tempo sério - nós prezamos por um bom Dota, mas também queremos nos divertir."

"E, obviamente, eu amo trabalhar para o The International. Você acompanha os times o ano inteiro tentando ser os melhores para alcançar o The International. Apesar de terminar mal para alguns, é muito legal ver o decorrer do torneio e o momento de vitória do grande campeão.”

1/2
Foto: Reprodução/sheevergaming.com
Foto: Reprodução/sheevergaming.com
Foto: Reprodução/sheevergaming.com
Foto: Reprodução/sheevergaming.com

Olhando para trás e vendo o caminho trilhado, ela elenca a experiência mais marcante de sua vida durante o palco de uma competição internacional:

“Eu lembro de um momento no TI4 [2014], que eu estava no palco substituindo o James [Harding] para um ou dois segmentos curtos. Havia uma grua gigante com uma câmera filmando o palco e, assim que o jogo acabou, ela veio sobrevoando o publico, chegou até mim e deu um zoom no meu rosto. Eu fiquei tão nervosa, nunca tinha me sentido daquele jeito antes. Aquele foi um momento muito memorável para mim, e também foi um dos instantes que mais me fizeram querer melhorar como apresentadora.”

A Pain Gaming para Sheever

Em sua visita ao Brasil, Sheever acompanhou o meet and greet da Pain Gaming para captar imagens dos fãs brasileiros para o vídeo especial da Valve sobre a equipe e outras produções da empresa, como o Rainha de Copas. Quando questionada a respeito do time brasileiro e a região sul-americana, ela disse que vê muito crescimento.

“Não tínhamos qualificatórios na América do Sul antes - isso aconteceu só no ano passado [2017] para o The International. Desde então, é possível ver um crescimento muito grande dos times, que têm muitos talentos. Certamente, a Pain Gaming está muito bem no momento. Se isso [a classificação para o mundial] é o que acontece com eles em apenas um ano depois do seu retorno, imagina só o que eles vão fazer em dois anos. Parece que eles estão em um caminho que é assustador, mas de uma forma boa."

A queda do Ancestral

Travando e vencendo diferentes batalhas, Sheever foi pega de surpresa e seu Ancestral foi ao chão no início de 2017. A apresentadora descobriu um câncer de mama, e assim teve início à luta mais desafiadora de sua vida.

Durante o The International 8, a Valve divulgou um especial em vídeo sobre a caster, em que ela e sua família contam sobre como tem sido o tratamento. Confira abaixo:

"Meu médico me disse: ‘A porcentagem de pessoas que sobrevivem a isso é cada vez maior, mas o tratamento não se tornou mais fácil'. Obviamente, é algo muito difícil de encarar", disse a comentarista.

Pouco depois que suas sessões de quimio e radioterapia tiveram início, Sheever criou uma seção em seu site oficial chamada "Cancer Sucks", em que disponibiliza dados, textos e reflexões sobre seu tratamento.

"Eu sempre lidei com as coisas difíceis da minha vida escrevendo sobre elas no formato de diário. Quando fui diagnosticada, tudo pareceu uma montanha-russa. Tinha muita coisa passando pela minha cabeça, então comecei a escrever sobre elas em forma de blog. Dessa forma, as pessoas ficam atualizadas sobre o que está acontecendo comigo e eu lido melhor com o que estou passando."

Atualmente, Jorien já completou 81% de seu tratamento e, mesmo sofrendo os efeitos dos procedimentos, a holandesa não deixou de participar de torneios de Dota 2. Emocionada, mas firme, ela contou que recebe mensagens de apoio de pessoas que também tiveram o câncer em alguma instância.

"Tem tantas pessoas lidando com o câncer hoje, ou que têm parentes que lutaram ou estão lutando contra essa doença. Eu recebo mensagens do tipo: ‘Minha mãe passou pela mesma coisa e eu não sabia o que se passava pela cabeça dela, mas agora que estou lendo o seu blog consigo entender mais sobre o que ela enfrentou’. Eu realmente não imaginava que esse tipo de coisa teria um significado tão poderoso para as pessoas. Não se fala muito sobre o tratamento do câncer, como é passar pelos procedimentos, e escrever este blog não só me ajudou, como a muitos outros também. Mesmo que tivesse sido uma pessoa só, eu já estaria me sentindo feliz e honrada.”

Sheever é uma das apresentadoras do The International 8, cuja final acontece neste sábado (25), com transmissão a partir das 18 horas (horário de Brasília). Para saber tudo o que está rolando no torneio, confira o Guia do TI8.



Helena Nogueira é repórter no Versus. Siga-a no Twitter @helenavnogueira.

Tags Relacionadas
Dota
Mais notícias
Dota: Jogadores com baixa pontuação de conduta são banidos até 2038
Dota

Dota: Jogadores com baixa pontuação de conduta são banidos até 2038

São 19 anos de banimento
Beatriz Coutinho
Dota: Tavo é anunciado como novo reforço da FURIA
Dota

Dota: Tavo é anunciado como novo reforço da FURIA

O pro player voltará a atuar com o antigo companheiro Duster
Matheus Oliveira
Dota: Fã molda estátua gigante do herói Tiny em seu quintal
Dota

Dota: Fã molda estátua gigante do herói Tiny em seu quintal

Parece que temos um main Tiny por aqui
Lucas Hagui