“Os preços dos ingressos serão bem acessíveis”, diz diretor da DreamHack Brasil

Executivo concedeu entrevista exclusiva ao Versus
Foto: DreamHack/Reprodução
Foto: DreamHack/Reprodução

O Rio de Janeiro irá sediar a DreamHack Open 2019 entre os dias 19 e 21 de abril. Até o momento, poucas informações em relação ao evento foram anunciadas, mas a expectativa da comunidade já é gigante.

Leia mais:

A organização da DreamHack realizou uma coletiva de imprensa na última sexta-feira (15), em um hotel da Zona Sul carioca. Confira mais sobre as novidades confirmadas em nossa matéria.

Após o fim das perguntas, o diretor geral da DreamHack Brasil, Filipe Alves, concedeu uma entrevista exclusiva ao Versus e contou um pouco do que os visitantes irão encontrar no evento: "Será um grande festival gamer. Ele será composto de competições internacionais com equipes de destaque no cenário mundial, áreas de entretenimento como as 'Free to play', concursos de cosplay, shows, uma feira de cultura digital e muito mais." 

Filipe Alves com a palavra, ao centro. Foto: Gabriel Braga
Filipe Alves com a palavra, ao centro. Foto: Gabriel Braga

Devido ao tamanho do que foi prometido, muitos fãs ficaram receosos com a questão do preço dos ingressos. No entanto, Filipe tranquiliza: "O Rio de Janeiro está saindo de uma recessão, então certamente os preços dos ingressos serão bem acessíveis para todos aqueles que quiserem frequentar não apenas um dia de DreamHack Rio, mas todos eles."

A segurança, é claro, também foi assunto da conversa. Apesar de ser um tema delicado, o executivo pontuou o tópico como um dos mais importantes que foram discutidos internamente - não é à toa que ele e os organizadores estão em contato direto com autoridades locais para a garantia de uma boa estadia a todos.

Outra dúvida que ficou no ar foi a respeito do formato do festival. Com a vinda da DreamHack Open, a Masters também se torna uma possibilidade? Segundo o diretor - que confirmou o evento internacional também nos próximos anos -, "o formato será decidido ano a ano", mas o acontecimento da Masters na Cidade Maravilhosa é “uma realidade bem próxima”.

Por fim, o advogado e empresário também idealiza que o espetáculo de esports torne-se um marco para a cidade, assim como acontece em Cologne, na Alemanha, que é carinhosamente chamada de "A Catedral do CS:GO": "Nós acreditamos que todo carioca, de alguma forma, irá vivenciar a DreamHack no Rio de Janeiro".

O Parque Olímpico, na Barra da Tijuca, será a casa da DreamHack Open 2019 no Rio de Janeiro. O complexo esportivo será utilizado em sua totalidade e promete aos cariocas e visitantes uma experiência de três dias de duração. Os ingressos começam a ser vendidos no dia 5 de janeiro.



Jairo "Foxer" Junior é redator do Versus. Siga-o no Twitter em @Foxer_JJ. 

Tags Relacionadas
CS:GOFPSRainbow Six Siege