Comunidade

Os cinco momentos mais hilários dos eSports

Nem os pro players estão livres dos famosos fails
@_matheusf23
Matheus Oliveira
escreve para o Versus.
Foto: Reprodução
Foto: Reprodução

É no esporte eletrônico que podemos presenciar o crème de la crème dos jogos competitivos - pro players que fazem o impossível parecer fácil com jogadas inacreditáveis. Porém, muitas vezes também podemos testemunhar momentos que fazem até os jogadores desejarem voltar no tempo e tentar novamente.

Leia mais:

Confira a seguir cinco das piores (e mais hilárias) jogadas dos eSports:

CS:GO: Summit está literalmente em chamas

Voltamos para o ano de 2016, na DreamHack Austin. Ainda na fase de grupos, o jogo de Counter-Strike: Global Offensive em questão daria vaga para as eliminatórias. A equipe da Splyce estava a um ponto de se classificar, jogando contra a CLG.

O placar estava em 15 a 11, Jaryd “summit1g” Lazar, jogador da Splyce, era o único sobrevivente e, jogando como contraterrorista, tinha como objetivo apenas desarmar a bomba e vencer a partida.

Summit desviou o olhar do monitor enquanto andava em direção a bomba e o pior aconteceu. Confira:

“Você tinha uma missão, Summit!”

Após esse round a equipe da CLG conseguiu, de virada, vencer a partida e se classificar para a próxima etapa enquanto os jogadores da Splyce “choravam o Molotov derramado”.

Marvel vs Capcom 3: A zoeira de Deadpool não tem limites!

Durante a Evolution Championship (EVO) do ano de 2011, Ray “DR Ray” Rosario jogava Marvel vs Capcom 3 contra Mike Ross. A partida foi disputada, mas Mike conquistou certa vantagem.

Foram nos momentos finais que os corações da torcida aceleraram, tudo se encaminhava para uma virada de Ray quando o jogador deixou um detalhe passar, veja a seguir:

Deadpool conta com uma espécie de teletransporte em Marvel vs Capcom 3, porém, o player é punido por abusar de tal habilidade, ao usá-la pela terceira vez em um curto intervalo de tempo, o personagem causa dano em si mesmo, exatamente o que aconteceu na partida... e que deu a vitória para Mike Ross.

League of Legends: “Bem-vindos a Summoner’s Rift”

Novamente em 2016, dessa vez na LCS norte-americana no confronto entre Renegades e Dignitas, duas tomadas de decisões arrancaram muitos risos de desespero das torcidas.

Sem nem ao menos esperar quatro minutos de partida, a equipe da Dignitas pensou demais nos objetivos, enquanto o time da Renegades tentou compensar eliminando o Arauto.

O desfecho dessa história você confere no vídeo abaixo:

Hearthstone: “Oops”

Essa é para quem pensa que jogos de carta não podem causar fortes emoções!

Durante a primeira edição da Viagames House Cup, a partida entre o alemão Jan “Ek0p” Palys e o sueco Kim "PappaStoma" Mattsson reservou um belo deslize.

Ambos os jogadores estavam por um fio, o turno era de Ek0p e o jogo estava encaminhado. Tudo que o alemão fez foi, literalmente, dar sua cartada final:

League of Legends: Lep e seu teleporte friamente calculado

Durante o mundial de 2014, o Brasil foi representado pela KaBuM! e-Sports e, na partida contra a equipe da Cloud9, o jogador da rota do topo Pedro “Lep” Marcari mostrou a que veio.

Lep estava com sua Lulu fazendo o famoso split push (ação de se separar dos demais jogadores visando conquistar objetivos), quando uma luta de equipe começou no outro lado do mapa.

A equipe brasileira tinha certeza que seu top laner iria surpreender os inimigos naquele momento... E foi exatamente o que aconteceu:

Menção Honrosa: Quando os jogadores mandam aquele recado

Na mesma BGL onde nasceu o mito do lendário Double Hang Loose de pé, os espectadores também presenciaram o fim de uma equipe, ao vivo e em cores, com o recado de Marlon “Marlloff” Roubt.

Sem dúvidas uma das cenas mais marcantes dos eSports:

Matheus Rodrigues é redator do Versus. Siga-o no Twitter em @_omanfred.

Mais notícias
LoL: Designer elabora novo design para o cliente com base em feedback de jogadores
League of Legends

LoL: Designer elabora novo design para o cliente com base em feedback de jogadores

O visual é diverso e com informações bem distribuídas
Matheus Oliveira
Overwatch: Cosplay incrível de Ashe coloca ordem nas gangues do Velho Oeste
Overwatch

Overwatch: Cosplay incrível de Ashe coloca ordem nas gangues do Velho Oeste

"Meu negócio, minhas regras"
Helena Nogueira
Crossover entre Street Fighter e Batman é algo que você não sabia que precisava
Street Fighter

Crossover entre Street Fighter e Batman é algo que você não sabia que precisava

Ryu de Batman, Blanka de Coringa, E. Honda de Pinguim e mais
Lucas Hagui