League of Legends

Os 5 momentos mais marcantes dos eSports

Confira as cinco jogadas mais lembradas dos esportes eletrônicos
@_matheusf23
Matheus Oliveira
escreve para o Versus.

Os eSports são recheados de momentos de brilho, momentos de glória, confrontos inesquecíveis e jogadas que serão lembradas pela eternidade.

Confira agora cinco dos momentos mais marcantes da história dos esportes eletrônicos:


Leia mais:

Semifinais do mundial de LoL, Versus Fighting Cup by IGN e mais - Quick Play

HS: Aprimore seus conhecimentos para chegar ao rank lendário

Quando jogadores viram lendas: conheça os 5 deuses japoneses dos jogos de luta


League of Legends: ninguém pode tocar em xPeke

Em 2013 a equipe europeia da Fnatic jogava contra a SK Gaming na Intel Extreme Masters de Katowice, na Polônia.

Era a última partida pelo grupo B do campeonato, a equipe de Enrique "xPeke" Martinez havia perdido dois jogadores aos 55 minutos de partida o que levaria a equipe da SK a correr atrás da vitória.

Não contavam no entanto com o Kassadin de xPeke que, com a ajuda da distração de seu caçador, destruiu o Nexus adversário desviando dos ataques de dois campeões inimigos.

XPeke garantiu a vitória de sua equipe e ainda terminou a partida com 39 de vida:

Overwatch: Um jogador da Tailândia acaba com 6 chineses

Durante a Copa Mundial de Overwatch podemos testemunhar os melhores dos melhores mostrando tudo o que sabem para representar seus países

A equipe da Tailândia foi uma grande surpresa na competição em 2016, principalmente quando Pongphop "Mickie" Rattanasangchod decidiu mostrar todo o potencial de sua Zarya em uma jogada que obliterou todos os jogadores da equipe chinesa e garantiu o ponto em Hanamura.

A jogada pode ser vista no vídeo a seguir em 3:14:

Counter Strike: Global Offensive

No ano de 2016 o jogador brasileiro Marcelo “Coldzera” David teve sua jogada na MLG Columbus eternizada.

A Luminosity Gaming perdia de 15-9 quando Cold mostrou o poder de sua AWP e essa jogada mudou todo o ritmo do jogo, fazendo sua equipe buscar o overtime e a virada da partida.

O brasileiro eliminou quatro jogadores adversários, três sem nem usar a mira e como se não bastasse ainda acertou dois jogadores de uma vez só, o que rendeu sua marca no mapa do jogo da Valve com uma ilustração na mesma parede onde a jogada foi realizada.

League of Legends: Mylon, o xPeke brasileiro

Durante a final do CBLoL 2015 no Allianz Parque, o jogador da paiN Gaming que se afastou do cenário competitivo recentemente Matheus "Mylon" Borges garantiu um 3-0 limpo para sua equipe e foi ovacionado pelo estádio lotado.

A equipe da paiN já havia aberto 2-0 em cima da INTZ mas no terceiro jogo tudo se dirigia para um 2-1.

Os jogadores da INTZ só não contavam com um Shen inimigo na sua base, que mesmo demorando conseguiu destruir o Nexus inimigo resistindo ao dano de 2 campeões inimigos:

Street Fighter: O “Momento EVO #37”

Talvez o momento mais importante e famoso do mundo dos eSports, o chamado “EVO Momento #37” ou “Momento EVO #37” aconteceu em 2004 e é protagonizado por Daigo Umehara.

Foi o último round da primeira partida de Street Fighter 3: Third Strike pela final da chave dos perdedores na EVO daquele ano.

O adversário era Justin Wong, um dos melhores jogadores norte-americanos. Daigo estava perdendo, quando Wong decidiu terminar a partida com o especial de sua Chun-li. Os 15 ataques não poderiam ser simplesmente bloqueados por Umehara, caso contrário, a vitória seria de Justin.

Daigo utilizou o que é chamado de parry em todos os 15 chutes do especial de seu adversário - o último, inclusive, foi durante um salto, que iniciou seu próprio combo e terminou com Umehara sendo vencedor

Os parries são movimentos arriscados, nos quais o jogador deve apontar o direcional para o personagem adversário para eliminar o golpe. Ou seja: um erro de cálculo deixaria Daigo exposto a todos os ataques.

O pro player japonês conseguiu uma execução perfeita, sendo ovacionado por todos os presentes:


Menção honrosa: O lendário Double Hang Loose de pé

Adilio “A3” Martins, jogador de Crossfire é protagonista de um dos momentos mais lembrados do eSport brasileiro.

O pro player após vencer a BGL ousou levantar e fazer o famoso hang loose com as duas mãos para a equipe adversária.

O destaque vai para a narração, que é uma das grandes responsáveis por criar o mito do Double Hang Loose:

Matheus Rodrigues é redator do Versus. Siga-o no Twitter em @_omanfred.

Mais notícias
LoL: Faker faz dois dribles incríveis em partida contra RNG no Mundial 2019
League of Legends

LoL: Faker faz dois dribles incríveis em partida contra RNG no Mundial 2019

Ele é realmente o "Unkillable Demon God"
Beatriz Coutinho
Mundial de LoL 2019: Fnatic faz composição sem campeões de longa distância
League of Legends

Mundial de LoL 2019: Fnatic faz composição sem campeões de longa distância

E as torres? Como derrubar?
Matheus Oliveira
LoL: Com destaque em Lucian e Thresh, Riot publica novo teaser
League of Legends

LoL: Com destaque em Lucian e Thresh, Riot publica novo teaser

O que será que os fãs podem esperar do embate entre os dois?
Lucas Hagui