Rainbow Six Siege

"Nossa ideia é ter novos times", diz diretor regional da FaZe sobre planos para o Brasil

Ivan Roichman falou que pretende formar atletas no Brasil e muito mais
@jairo.junior
Jairo Junior
é reporter no Versus.
Foto: Gui Caielli/Reprodução
Foto: Gui Caielli/Reprodução

As competições de esporte eletrônico da Gamecon 2018 ainda não começaram, mas palestras e painéis já compõe o início do evento. Nesta quinta-feira (8), o público presente acompanhou alguns convidados ilustres, como o gerente regional da FaZe Clan no Brasil, Ivan Roichman. O administrador bateu um papo exclusivo com o Versus e contou a visão e alguns dos planos da organização internacional no país.

Leia mais:

Durante o painel que participava na Gamecon, Ivan afirmou que a FaZe estava "apenas começando no Brasil". Portanto, espera-se que algumas novidades surjam na cena nacional, especialmente neste momento de afirmação do time de Rainbow Six: Siege da organização estrangeira.

"Por enquanto, nós apenas apresentamos alguns projetos à FaZe americana, mas ainda não há nenhuma negociação sendo feita", disse o representante em entrevista ao Versus.

"Nossa idéia é ter novos times, até porque eu acredito muito no que eu chamo de 'efeito SK', que são jogadores brasileiros que conquistam o mundo e têm por trás o mercado nacional, que possui um público muito fiel, o qual poucos times no mundo têm. A minha busca consiste em conseguir equipes que possam conquistar o mundo."

Com a FaZe perto de completar um ano no Brasil, Roichman já consegue olhar para trás e fazer um balanço do trabalho feito até então: "Se pararmos para pensar, nós temos hoje a line-up a ser batida nos torneios nacionais de Rainbow Six e que precisa de apenas alguns ajustes no âmbito psicológico para deslanchar também internacionalmente. Com certeza, a diretoria da FaZe está satisfeita".

Ivan Roichman e o troféu do Brasileirão de Rainbow Six.
Ivan Roichman e o troféu do Brasileirão de Rainbow Six.

Além dos jogadores, o próprio Rainbow Six também se mostrou uma modalidade sólida e digna de investimento. O game cresce em ritmo acelerado no Brasil e no mundo, surpreendendo a cada evento. O apoio da Ubisoft na cena competitiva, é claro, é um dos fatores determinantes.

Quando indagado sobre o assunto, Ivan Roichman vê o futuro do FPS com bons olhos: "O Brasileirão de R6 2019 terá a maior premiação já oferecida no Brasil [R$ 350 mil]. Além disso, existem ótimos jogadores por aqui, que mesmo sendo desconhecidos jogam de igual para igual com os melhores. O R6 é um dos poucos jogos que você tem condição de treinar no Brasil e vencer lá fora e isso é incrível para nós".

De fato, o Brasil é um dos países mais emergentes no esporte eletrônico atualmente. Não é à toa que além da FaZe, outras empresas internacionais iniciaram operações por aqui - seja no R6, no Counter-Strike: Global Offensive e em outros segmentos do mercado. É notório que o olho do mundo está voltado para a nação verde e amarela.

Ainda assim, recentemente tivemos alguns casos de organizações que descontinuaram seus processos de expansão pelo globo. A OpTic Gaming é um bom exemplo disso: com operações na Europa e América do Norte, o projeto do clube se estendeu para México, Índia, Brasil e outros - times que foram finalizados após a polêmica que envolvia um jogador utilizando hack em torneio presencial.

O gerente regional da FaZe Clan acompanhou todo o caso pela mídia e ponderou: "A proposta da OpTic era diferente da nossa. Eles faziam projetos muito individuais, focados exclusivamente no mercado interno daquele local. Já o nosso foco é levar o Brasil para fora. Nós queremos dar estrutura para que os jogadores daqui joguem internacionalmente e conquistem o mundo".

Ivan representando a FaZe na premiação dos melhores do ano no Rainbow Six: Siege. Foto: Gui Caielli
Ivan representando a FaZe na premiação dos melhores do ano no Rainbow Six: Siege. Foto: Gui Caielli

Dito isto, fica nítido que a FaZe não pretende ter diversas line-ups de um mesmo jogo. Modalidades como o próprio Rainbow Six: Siege, CS:GO e PUBG já estão ocupadas... O que não quer dizer que os projetos com jogadores brasileiros acabem por aí.

"O que eu posso dizer é que nós pretendemos formar novos talentos dentro do Brasil. Inclusive, isso é algo que eu acho que falta no mundo inteiro. A renovação dos jogadores é uma das maiores dificuldades de qualquer organização e isso torna o clube refém do atleta", comenta Roichman.

Sobre ser refém de jogadores, ele explica: "Você não pode trocar uma peça facilmente, porque elas são escassas. Nem sempre terá alguém disponível, e quando tem, os preços são muito mal pensados. Algumas pessoas querem simplesmente ganhar a vida com a venda de um atleta. No final das contas, isso se torna um problema ainda maior, porque jogadores sabem disso e alguns tentam usar este fato a seu favor, mesmo não sendo os melhores ou mais esforçados".

O próximo compromisso da equipe brasileira de R6 da FaZe está marcado para os dias 17 e 18 de novembro, no Rio de Janeiro, nas finais da Pro League, realizadas na Jeunesse Arena.

A Gamecon 2018 acontece entre os dias 7 e 11 de novembro, em Brasília, Distrito Federal. As partidas e campeonatos de esport envolvem diversos games como League of Legends, Counter-Strike: Global Offensive, Overwatch e mais. Para saber mais sobre o evento, confira nosso guia.

Jairo "Foxer" Junior é redator do Versus. Siga-o no Twitter em @Foxer_JJ.

Mais notícias
CS:GO: Jeunesse Arena será palco do Major no Brasil; relembre eventos no mesmo lugar
CS:GO

CS:GO: Jeunesse Arena será palco do Major no Brasil; relembre eventos no mesmo lugar

A arena já recebeu outros grandes eventos de esport
Jairo Junior
R6: Liquid vence OGA PIT Minor e garante vaga no Six Invitational 2020
Rainbow Six Siege

R6: Liquid vence OGA PIT Minor e garante vaga no Six Invitational 2020

A MIBR terminou em 3º no torneio
Matheus Oliveira
Streamer transmite mais de 570 horas em um mês e quebra recorde mundial
Comunidade

Streamer transmite mais de 570 horas em um mês e quebra recorde mundial

Estabelecer essa marca exigiu muita preparação
Matheus de Lucca