Esports

Myke Tyson investe em organização de esports

O ex-boxeador adorou testar Hearthstone
@biaacoutinhoo
Beatriz Coutinho
é reporter no Versus.
Foto: Christian Petersen/Getty Images
Foto: Christian Petersen/Getty Images

Depois de Will Smith, Imagine Dragons, Jennifer Lopez e muitas outras celebridades, Myke Tyson é o mais novo investidor do cenário de esports. Na última quinta-feira (23), o ex-boxeador anunciou que investiu na equipe Fade 2 Karma, de Hearthstone.

Leia mais:

Com o dinheiro do investimento, cuja quantia não foi divulgada, a F2K construirá um centro de streaming em El Segundo, na Califórnia, cidade próxima a Los Angeles.

De acordo com a organização, o centro contará com salas de transmissão online, palco de treinamento para campeonatos, produção de conteúdo e um local para festas. O local fica perto da Tyson Ranch, empresa de plantio e cultivo de maconha do ex-boxeador.

Na última quarta-feira (22), Tyson participou da stream de Alexandra "Alliestrasza" Macpherson e se divertiu bastante.

"Tive a oportunidade de interagir com os millennials, coisa que nunca faço. Foi incrível, nós jogamos Hearthstone e eu fui muito mal, mas temos que começar de algum lugar. Já joguei games antes, então vou testar novamente e veremos em que isso vai dar", disse o ex-lutador à ESPN.

Segundo Tyson, a ideia de investir no mercado dos esports surgiu por meio de seu filho, que também joga e é um grande fã dos torneios profissionais.

Bia Coutinho é redatora do Versus. Siga-a no Twitter em @biaacoutinhoo.

Tags Relacionadas
EsportsHearthstone
Mais notícias
DreamHack Rio 2020 não está nos planos da organizadora, revela calendário oficial
Esports

DreamHack Rio 2020 não está nos planos da organizadora, revela calendário oficial

O Brasil não está incluso na rota para o ano que vem
Matheus de Lucca
Pesquisa revela diferença entre visão de pro players e de jogadores amadores
Esports

Pesquisa revela diferença entre visão de pro players e de jogadores amadores

Profissionais são muito mais focados no alvo
Lucas Hagui
Sem apresentar fonte, campanha do Governo sugere que games online reduzem atividade cerebral
Esports

Sem apresentar fonte, campanha do Governo sugere que games online reduzem atividade cerebral

Vídeo faz parte de projeto do Ministério da Mulher, Família e Direitos Humanos
Beatriz Coutinho