League of Legends

Mundial de LoL: Os melhores momentos dos brasileiros na história da competição

Quem lembra do "This is for KaBuM"?
@_matheusf23
Matheus Oliveira
escreve para o Versus.
Foto: Riot Games/Reprodução
Foto: Riot Games/Reprodução

O Mundial de League of Legends (LoL) 2019 chegou. A Fase de Entrada começou nesta quarta-feira (2), o Flamengo joga na quinta-feira (3) e, para aquecer o coração dos torcedores brasileiros, listamos alguns dos melhores momentos do Brasil em todos os Worlds.

Leia mais:


INTZ x EDward Gaming

No mundial de 2016, o Brasil foi representado na competição pela INTZ, na época composta pelo elenco que viria a ser conhecido como Exodia, com Felipe “Yang” Zhao, Gabriel “Revolta” Henud, Gabriel “tockers” Claumann, Micael “MicaO” Rodrigues e Luan “Jockster” Cardoso.

A performance não foi das melhores, a equipe também não saiu da Fase de Grupos do Worlds, mas começou a disputa surpreendendo a todos os espectadores, jogadores e fãs de LoL, vencendo contra a EDward Gaming, uma das equipes mais hypadas daquele ano.

O resultado inesperado gerou comentários de grandes nomes da comunidade na época, como Christopher "MonteCristo" Mykles, Martin Lynge e até de Marcelo “coldzera” David.

Pain Gaming no Worlds 2015

Em 2015, o Brasil estava no Worlds sob o símbolo da tradicional paiN Gaming, na época composta por Matheus "Mylon" Borges, Thúlio “SirT” Carlos, Gabriel “Kami” Bohm, Felipe “brTT” Gonçalves e Hugo “Dioud” Padioleau.

A equipe ficou no Grupo A da competição, disputou contra Flash Wolves, KOO Tigers e Counter Logic Gaming (CLG) e protagonizou a melhor campanha brasileira na história do Mundial de LoL, saindo com duas vitórias.

A performance não foi suficiente para que a paiN seguisse na competição, mas o sucesso dos representantes nacionais contra a Flash Wolves e CLG deixou o time na 12ª colocação, superando line-ups como Team SoloMid e Invictus Gaming.

Worlds 2017, Team oNe ganha na Fase de Entrada

O ano de 2017 foi o que marcou o início da famigerada Fase de Entrada do Mundial, com equipes disputando por espaços na Fase de Grupos da competição.

O representante brasileiro na disputa foi a Team oNe, na época, composta por Álvaro "VVert" Martins, Alanderson "4LaN" Meireles, Bruno "Brucer" Pereira, João Luis "Marf" Piola, Luis Felipe "Absolut" Carvalho e Ygor "RedBert" Freitas. Os golden boys ficaram no Grupo B dos Play-ins e jogaram contra Cloud9 e Dire Wolves.

A Team oNe venceu apenas um dos quatro jogos da etapa, seguindo para a segunda rodada da Fase de Entrada, após a partida de desempate contra a Dire Wolves. A equipe acabou sendo derrotada pela 1907 Fenerbahçe, deixando a competição na 17ª colocação.

Foi uma trajetória meteórica, visto que a equipe tinha acabado de subir para o CBLoL e já conquistou o título e vaga no Mundial.

KaBuM x Alliance

No Worlds de 2014, o Brasil foi representado pela KaBuM, com a line-up composta por Pedro "Lep" Luiz Marcari, Daniel "Danagorn" Drummond, Thiago "TinOwns" Sartori, Gustavo "Minerva" Queiroz e Daniel "dans" Dias, que conquistou seu espaço graças à vitória no antigo International Wildcard.

O time fez parte do Grupo D da competição, competindo com NaJin White Shield, Cloud9 e Alliance. A performance na disputa não foi das melhores, o Brasil sofreu cinco derrotas seguidas e parecia que deixaria a competição sem uma vitória, mas a partida final foi o palco de um momento que dificilmente sairá da memória dos fãs de League of Legends.

Jogando contra a Alliance na rodada derradeira da fase de grupos, a line-up nacional provou que mesmo considerados underdogs, sabiam o que estavam fazendo e, com uma sequência de boas decisões combinadas aos erros da equipe europeia, despediu-se do Worlds daquele ano com vitória, marcando um ace tão imponente que é, até hoje, considerado um dos maiores upsets de todos os mundiais:

Menção mais que honrosa - This is for KaBuM!

No mesmo ano, a Cloud9 (também no Grupo D), tinha uma grande rival no Mundial: a própria Alliance. Com os resultados conquistados antes da última partida da KaBuM, a Cloud9 teria que jogar em partidas de desempate contra a Alliance e NaJin White Shield para seguir na competição.

Com a vitória dos brasileiros contra a Alliance, a Cloud9 passou a depender apenas de si mesma em uma disputa contra a NaJin. Os norte-americanos garantiram um bom resultado, assegurando seu espaço nas eliminatórias.

Não apenas a equipe comemorou a vitória, mas dedicou o sucesso aos brasileiros, com o icônico “this is for KaBuM” (isto é pela KaBuM, em inglês), agradecendo aos representantes brasileiros:

O Mundial deste ano já começou e os representantes brasileiros da vez, Flamengo eSports, jogam na quinta-feira (3), às 10h, contra a DAWMON, pela Fase de Entrada. Os jogos serão transmitidos nos canais oficial LoL Esports BR no YouTube e Twitch. Para mais detalhes sobre a competição confira nosso guia.

Siga o Versus nas redes sociais para mais notícias - Facebook, Twitter, Instagram e YouTube.

Tags Relacionadas
League of Legends
Mais notícias
LoL: YoDa, brTT, Sneaky e mais são ilustrados em mural comemorativo de 10 anos
League of Legends

LoL: YoDa, brTT, Sneaky e mais são ilustrados em mural comemorativo de 10 anos

Vários dos grandes nomes do cenário retratados em apenas uma pintura
Matheus Oliveira
LoL: Riot Games e Panasonic trarão jogos da LCS para sistema de bordo de aeronaves
League of Legends

LoL: Riot Games e Panasonic trarão jogos da LCS para sistema de bordo de aeronaves

Ainda não foi revelado quais serão os voos que receberão a liga na programação
Helena Nogueira
LoL: Recompensas de aniversário de 10 anos incluem nova skin lendária para Annie e mais
League of Legends

LoL: Recompensas de aniversário de 10 anos incluem nova skin lendária para Annie e mais

Este Teemo enorme pode ser considerado o mais forte entre os Yordles
Matheus Oliveira