Magic: The Gathering Arena

MTG Arena: "O primeiro Mythic Invitational foi um divisor de águas", afirma brasileiro Jaba

A estreia do circuito Magic Esports foi a transmissão mais assistida da história do game
@_matheusf23
Matheus Oliveira
escreve para o Versus.
Foto: Wizards of the Coast/Reprodução
Foto: Wizards of the Coast/Reprodução

O circuito Magic Esports começou oficialmente, unindo as já consolidadas disputas da versão física do jogo de cartas com a nova edição digital. O primeiro Mythic Invitational marcou a maior audiência da história do cardgame e mostrou o potencial do programa criado para colocar o título de vez no cenário de esportes eletrônicos.

O Brasil foi representado no torneio e, entre os competidores nacionais estava Carlos “Jaba” Romão, membro da recém criada Magic Pro League, que contou ao Versus sua opinião sobre as novidades.

Leia mais:


Magic Pro League (MPL)

Jaba é um dos três brasileiros da Magic Pro League, equipe de jogadores contratados pela Wizards of the Coast para jogar Magic profissionalmente.

A liga foi criada junta ao circuito Magic Esports em 2019, contando com participação dos 32 melhores jogadores da temporada anterior de competições e oferece aos pro players benefícios para fazer deles os primeiros competidores 100% dedicados ao game.

"Tudo bem que alguns já conseguiam se dedicar bastante ao jogo, mas ainda precisavam de um 'emprego convencional', com a liga teremos cada vez mais jogadores que vivem do game, já que, além do salário, recebemos uma estrutura diferente para conseguirmos investir nosso tempo da melhor forma possível", explica Jaba.

O italiano Andrea "Mengu" Mengucci foi o grande vencedor do primeiro Mythic Invitaional. | Foto: Magic Esports/Reprodução
O italiano Andrea "Mengu" Mengucci foi o grande vencedor do primeiro Mythic Invitaional. | Foto: Magic Esports/Reprodução

Segundo o competidor, a iniciativa, criada pela própria Wizards of the Coast, "dividiu opiniões" quando anunciada, pois muitos veteranos acreditavam estar "perdendo tudo que haviam construído" ou que a liga "acabaria com o jogo".

De acordo com Romão, o cenário mudou depois do Mythic Invitational, após o primeiro torneio "as pessoas entenderam do que o circuito se trata e a grande maioria concluiu que está tudo em um caminho muito bom, sendo feito com o objetivo de dar ao Magic o que merece: um público e uma base de fãs para encaixar o game no padrão dos esports".

O primeiro Mythic Invitational

Por ser um membro da seleta liga, Romão teve seu espaço garantido no Mythic Invitational, primeiro torneio oficial de Magic: The Gathering Arena, que aconteceu em Boston, nos EUA, onde US$ 1 milhão estava em jogo.

O torneio foi a primeira experiência competitiva do novo game oferecida ao público, com o objetivo não só de inaugurar o circuito Magic Esports, mas também de expor o título para uma audiência maior, objetivo alcançado dado o pico na quantidade de espectadores que marcou o maior sucesso do game na Twitch na história.

O primeiro Mythic Invitational foi o torneio mais assistido da história do cargame. | Foto: Magic Esports/Reprodução
O primeiro Mythic Invitational foi o torneio mais assistido da história do cargame. | Foto: Magic Esports/Reprodução

Segundo o próprio competidor, o Mythic Invitational foi "um divisor de águas", e um choque até para ele mesmo, jogador profissional desde 2000. "A Wizards fez um evento para realmente chamar a atenção de todo mundo, e chamou. O Arena é o que permite fazer um campeonato desse tipo".

Sistema de classificação = novas estrelas

Talvez um dos grandes diferenciais do Magic Esports, principalmente no caso do Arena, seja a possibilidade de qualquer um se classificar para os torneios do circuito sem sair de casa, através do ranking competitivo do game online.

Graças a isso, muito jogadores não tão populares podem tentar conquistar seu espaço, como foi o caso de brasileiros como Thiago Saporito. Sobre isso, Jaba afirma que "com certeza vão aparecer mais e melhores. A demanda vai aumentar e com a maior amostragem o desafio também aumenta, então até os competidores profissionais vão ter que aumentar o nível para não perder suas vagas para quem está chegando agora."

"Tenho certeza que nos próximos anos o Brasil vai tomar cada vez mais espaço na MPL e no Magic profissional em geral", completa Romão.

E você, já experimentou Magic: The Gathering Arena? O próximo Mythic Invitational acontece ainda no primeiro semestre, com premiação total de US$ 750 mil.

Matheus Oliveira é redator do Versus. Siga-o no Twitter.

Mais notícias
MTG Arena será lançado oficialmente em 26 de setembro
Magic: The Gathering Arena

MTG Arena será lançado oficialmente em 26 de setembro

O jogo encerra a fase beta e chega ao lado da coleção Trono de Eldraine
Matheus Oliveira
MTG Arena: ELEAGUE promove torneio Showdown com 17 semanas de disputa
Magic: The Gathering Arena

MTG Arena: ELEAGUE promove torneio Showdown com 17 semanas de disputa

A primeira rodada será na próxima quarta-feira (4)
Matheus Oliveira
MTG Arena: Wizards of the Coast lança aplicativo para organização de torneios
Magic: The Gathering Arena

MTG Arena: Wizards of the Coast lança aplicativo para organização de torneios

o Companion App está disponível para Android e iOS
Matheus Oliveira