PUBG

Mais de 100 mil jogadores serão banidos por trapaça em PlayerUnknown's Battlegrounds

Cheat aqui não!
@barbara.gutierrez
Escrito por
Barbara Gutierrez
Foto: Reprodução
Foto: Reprodução

Os cheaters que se cuidem! Mais de 100 mil jogadores de PlayerUnknown's Battlegrounds serão banidos por trapaça no game.

Leia mais:

A Bluehole, desenvolvedora do jogo, está em uma caçada contra os trapaceiros. A grande quantidade de pessoas que usam cheats e hacks no battle royale é um dos maiores problemas atuais do jogo, apesar de sua fama e popularidade.

"Recentemente, descobrimos um novo padrão de cheats em ação. Nesta semana, nós fizemos uma avaliação minuciosa dos dados de gameplay de 10 milhões de jogadores", a empresa declarou através uma postagem no Steam sobre a próxima atualização de PUBG.

"Por meio deste exercício, conseguimos identificar mais de 100 mil casos deste novo modelo de trapaça e agora confirmamos que foi claramente uma tentativa de comprometer nosso jogo. Esses jogadores serão permanentemente banidos em uma única onda."

A versão 1.0 de PlayerUnknown's Battlegrounds foi recentemente lançada para Xbox One e PC, e por isso a publisher está preocupada em procurar novas ferramentas para detectar trapaceiros. A Bluehole também declarou que vai trabalhar com autoridades de diferentes países contra criadores e distribuidores de códigos maliciosos.

Barbara Gutierrez é editora no Versus. Siga-a no Twitter em @bahgutierrez.

Tags Relacionadas
PUBG
Mais notícias
PUBG poderá ser jogado gratuitamente entre 4 e 8 de junho
PUBG

PUBG poderá ser jogado gratuitamente entre 4 e 8 de junho

Winner winner chicken dinner!
Beatriz Coutinho
PUBG: Modo ranqueado é a novidade da atualização 7.2
PUBG

PUBG: Modo ranqueado é a novidade da atualização 7.2

E aí, qual será o seu ranque no battle royale?
Beatriz Coutinho
PUBG: Temporada 2020 da América Latina é anunciada com premiação de R$ 600 mil
PUBG

PUBG: Temporada 2020 da América Latina é anunciada com premiação de R$ 600 mil

Circuito foi reformulado e será online devido ao coronavírus
Jairo Junior