Comunidade

Mais bala que São Cosme e Damião: Os melhores bordões dos eSports

Santa padroeira dos headshots!
@helenavnogueira
Helena Nogueira
escreve para o Versus.
Foto: Reprodução
Foto: Reprodução

O que seria o futebol brasileiro sem Galvão Bueno? No mundo dos eSports, essa verdade é a mesma: um jogo não seria o mesmo sem os comentários de casters como Tácio “Schaeppi” Schaeppi, Diego “Toboco” Pereira, Bernardo "BiDa" Moura, Murillo Shooow e Octávio Neto.

O Versus preparou uma lista com os melhores bordões dos narradores de esportes eletrônicos - então, prepare-se, porque vai ser wombo combo, alucinante!

Leia mais:

Roubou, é incrível, é o Revolta!

Como Gabriel "Revolta" Henudsroubaria os Barões sem a narração do Toboco? Quem acompanha o Campeonato Brasileiro de League of Legends (CBLoL) sabe muito bem o quanto a frase "Roubou, é incrível" faz um torcedor vibrar.

Se for para pensar em qual roubo do jogador foi mais emocionante, fica até a dúvida. Talvez no jogo da Keyd contra a INTZ, na final da Brazil Mega Cup 2016, em que o pro player estava com vida mínima e mesmo assim tomou o buff elemental no último segundo.

Confira a jogada abaixo:

Que homem maravilhoso

Certas jogadas fazem a gente ter vontade de abraçar e agradecer o pro player, não é mesmo? Pois é em momentos assim que o Schaeppi e o Toboco estendem o tapete e soltam o doce elogio: "Que homem maravilhoso!"

Quem lembra do Rift Rivals de 2017, quando Gabriel "Juzinho" Nishimur soltou um double kill em cima da Lyon Gaming?

Wombo combo, alucinante

Nunca saia para Summoners' Rift sem o seu wombo combo alucinante. Outro bordão muito conhecido de Toboco, o termo é a comemoração de abates consecutivos que você mais respeita.

Convenhamos, assistir à Team Impulse contra a Team 8 na League of Legends Championship Series North American (LCS NA) foi ainda mais emocionante na voz do narrador brasileiro.

Mais bala que São Cosme e Damião

Nosso Rômulo Mendonça do Counter Strike: Global Offensive, Octavio Neto é responsável pelos bordões mais usados no jogo de tiro. O principal deles é "Mais bala que São Cosme e Damião", que o narrador fala quando a troca de tiros se intensifica em uma partida entre terroristas e contra-terroristas.

O bordão é uma referência ao dia de São Cosme e Damião, comemorado em 27 de setembro, em que se tornou um costume popular distribuir doces para crianças.

Santa padroeira dos headshots

Os jogadores de CS:GO tem a quem rezar quando estiverem com dificuldade de acertar um alvo: a santa padroeira dos headshots. A brincadeira, também de Octavio Neto, viralizou e tornou-se uma das mais repetidas pelos fãs do jogo de tiro.

Tiro, porrada e bomba

As noites de Copa IGN de Players Unkwnown's Battlegrounds são muito mais animadas com a narração de Murilo "Shooow" Medeiros e seu "Tiro, porrada e bomba", adaptado da famosa canção de Valesca Popozuda.

O bordão recebeu até um remix, que passou a ser usado pelo narrador como vinheta de seu canal no Youtube.

Semi-limpa

No Dota 2, as team fights mais alucinantes são "semi-limpas"... Ao menos na narração de João Hugo "Aedrons" Carvalho, da Beyond the Summit Brasil. O bordão é muito repetido pela comunidade e, com isso, tornou-se a marca registrada do caster.



Helena Nogueira é repórter no Versus e faz uma oração dos headshots toda vez que joga CS:GO. Siga-a no Twitter.

Mais notícias
Mapa impossível de Super Mario Maker é recriado no CS:GO
CS:GO

Mapa impossível de Super Mario Maker é recriado no CS:GO

Não se engane, é difícil de passar no CS:GO também!
Helena Nogueira
CS:GO: Stewie dribla time inimigo com smoke e mostra que é o rei da furtividade
CS:GO

CS:GO: Stewie dribla time inimigo com smoke e mostra que é o rei da furtividade

O jogador ainda fechou o round com quatro eliminações
Helena Nogueira
Fortnite: Campeão da Copa do Mundo sofre "trote da SWAT" durante transmissão
Fortnite

Fortnite: Campeão da Copa do Mundo sofre "trote da SWAT" durante transmissão

Felizmente esse swatting não gerou problemas para Bugha
Helena Nogueira