Esports

Lowkey Esports encerra atividades no Brasil por problemas financeiros

Line-ups de CS:GO, Rainbow Six e Rocket League foram liberadas
@helena.nogueira
Helena Nogueira
é reporter no Versus.

Foto: Reprodução
Foto: Reprodução

A Lowkey Esports encerrou suas atividades no Brasil. Na terça-feira (7), a organização norte-americana liberou suas line-ups brasileiras de Counter-Strike: Global Offensive (CS:GO), Rainbow Six: Siege (R6) e Rocket League. A informação foi confirmada pelos pro players dispensados, que também afirmaram que a organização alegou problemas financeiros.

Leia mais:

No Twitter, os ex-jogadores da Lowkey divulgaram que foram liberados e que procuram por novas organizações.

Vários deles, incluindo Matheus "demo" Yokomizo, do CS:GO, confirmaram que a empresa encerrou suas atividades no Brasil. Segundo Danielle "Cherna" Andrade, da equipe de R6, ao informar as equipes sobre o desligamento, a Lowkey alegou "problemas financeiros".

A Lowkey contratou seu primeiro time brasileiro em fevereiro de 2019, quando entrou para o cenário de Overwatch com nomes de destaque da Contenders Sul-Americana. Os jogadores foram liberados em outubro do mesmo ano.

O próximo elenco contratado pela organização foi o de Rocket League, formado em junho por CAIOTG1, caard e tander. Juntos, eles representaram o Brasil em duas etapas do mundial do game.

Em outubro, a equipe de Demo assinou com a organização norte-americana enquanto disputavam torneios nacionais em busca de uma vaga no CLUTCH Circuit de CS:GO. A contratação da line-up de Cherna aconteceu pouco tempo depois, em novembro.

Siga o Versus nas redes sociais para mais notícias - Facebook, Twitter, Instagram e YouTube.

Mais notícias
É hora de morfar! Power Rangers: Battle for the Grid terá circuito competitivo
Esports

É hora de morfar! Power Rangers: Battle for the Grid terá circuito competitivo

Você está preparado?
Beatriz Coutinho
Doria veta PL 1512, que busca regulamentar os esports, por ser inconstitucional
Esports

Doria veta PL 1512, que busca regulamentar os esports, por ser inconstitucional

Segundo comunicado no Diário Oficial, o Projeto de Lei fere o direito à propriedade intelectual das desenvolvedoras
Jairo Junior
Jogos Pan-Americanos de 2023 avaliam a entrada dos esports como modalidades
Esports

Jogos Pan-Americanos de 2023 avaliam a entrada dos esports como modalidades

A proposta foi apresentada por David Lappartient, presidente da União Ciclística Internacional
Jairo Junior