League of Legends

LoL: Top 10 da solo queue coreana joga de Taliyah na rota inferior

"Atire outra pedra!"
@luccabucks
Matheus de Lucca
é reporter no Versus.

Foto: Riot Games/Reprodução
Foto: Riot Games/Reprodução

Atingir o topo das filas ranqueadas em League of Legends (LoL) é uma tarefa que requer consistência e habilidade para sempre se sobressair sobre seus adversários na solo queue. Mais impressionante ainda é realizar tal feito usando campeões considerados não convencionais ou fora do meta, como é o caso de um jogador da solo queue sul-coreana que joga de Taliyah na rota inferior, mesmo que o papel mais comum da Tecelã de Pedras seja desempenhado mais na selva ou no meio.

Leia mais

Park "Dalka" Myeong-joon é o atirador da equipe sul-coreana Spear Gaming e até o momento em que esta nota foi escrita ele ostenta 76% de taxa de vitória com Taliyah na rota inferior neste início da Temporada 2020, abrangendo mais de 40 partidas disputadas. Ele também joga com atiradores tradicionais, como Caitlyn e Vayne, mas seu maior sucesso ainda é com a Tecelã de Pedras.

Ao observar as partidas que ele disputou, é notável que ele quase sempre combina o pick de Taliyah com Thresh ou outro suporte que busca forçar engages. Com controle de grupo pré-aplicado, fica muito mais fácil aplicar o combo de W>E>Q com a campeã, causando grande dano que é quase inevitável nos oponentes.

O Youtuber DongHuap fez um vídeo que demonstra mais de Dalka com Taliyah em ação e também mostra exemplos do uso da campeã na posição da rota inferior. Vale notar que o jogador estava no primeiro lugar das filas ranqueadas anteriormente, mas agora figura entre o Top 10 do servidor.

Nesta posição, sua build ainda é a mesma que seria feita na rota do meio ou na selva (sem, obviamente, o item de caçador) e a maior diferença fica mais para o estilo de jogo. A ultimate fica reservada a voltar para a rota depois de um roam no mid ou para garantir objetivos, fechando o caminho dos inimigos.

Taliyah na rota inferior já foi usada junto de Pantheon - antes mesmo de seu rework - na própria League Champions Korea (LCK), pela Griffin, então esta não é exatamente uma estratégia nunca antes vista, mas definitivamente pouco praticada. O que você acha da campeã nesta posição?

Para jogar de Taliyah na bot lane talvez seja interessante entender melhor sobre o controle de waves de tropas em League of Legends. No vídeo acima, o Versus explica o conceito de wave management e como aplicá-lo em suas partidas.

Siga o Versus nas redes sociais para mais notícias - Facebook, Twitter, Instagram e YouTube.

Tags Relacionadas
League of Legends
Mais notícias
LoL: Thaiga faz cosplay de Jinx Odisseia e mostra que está pronta para desbravar galáxias
League of Legends

LoL: Thaiga faz cosplay de Jinx Odisseia e mostra que está pronta para desbravar galáxias

Streamer apareceu com o visual durante uma transmissão ao vivo
Beatriz Coutinho
LoL: Como seriam os nomes dos campeões se eles fossem brasileiros
League of Legends

LoL: Como seriam os nomes dos campeões se eles fossem brasileiros

Lux seria Luciana e Vayne com certeza seria Vanessa
Beatriz Coutinho
LoL: Faker seria um chefe rigoroso de acordo com seu gameplay de Startup Company
League of Legends

LoL: Faker seria um chefe rigoroso de acordo com seu gameplay de Startup Company

Com certeza o pesadelo de qualquer funcionário
Helena Nogueira