League of Legends

LoL: "Penso em me aposentar, como já pensei em vários momentos", diz Revolta

"Depois da derrota, pensei 'Parece um pesadelo'", conta o jogador
@biaacoutinhoo
Beatriz Coutinho
escreve para o Versus.
Foto: Riot Games/Reprodução
Foto: Riot Games/Reprodução

A Red Canids Kalunga não conseguiu se classificar para a grande final do 2º split do Circuito Desafiante de League of Legends. Após a derrota do time, o Versus conversou com o caçador da equipe, Gabriel "Revolta" Henud, que confessou até mesmo pensar em uma possível aposentadoria, embora tenha deixado claro que as "chances são baixas".

Leia mais:


Ao ser questionado sobre como estava se sentindo com o resultado amargo da RED, o jogador revelou que "ainda não caiu a ficha", mas que precisa de tempo para pensar em tudo o que aconteceu.

"Particularmente ganhando ou perdendo, eu tomo um tempo pra pensar sobre tudo porque não gosto de tomar decisões na hora do rush. Quando eu estava ganhando em 2016, uma coisa que quase ninguém sabe, acho que só os cinco da INTZ, é que eu estava pensando muito em me aposentar porque era muito difícil ficar no ritmo de ganhar, ganhar, ganhar e dar a vida naquilo todo dia. Hoje eu penso sim em me aposentar, como já pensei em vários momentos", revelou o jogador.

"Acho que todo mundo que compete já pensou nisso em algum ponto, porque você sacrifica muito de quem você é em prol do time, do que você quer, das outras pessoas, do seu objetivo", disse Revolta. "Hoje, o que eu tenho em mente é reavaliar tudo o que eu fiz, ver se estou no caminho certo ou errado... e se eu estiver no caminho certo, ótimo, eu continuo. Se eu estiver no caminho errado, eu preciso ver se tenho forças pra levantar e dar a volta por cima para voltar para o caminho certo. Foi algo que já fiz no passado. As chances de eu me aposentar são baixas, mas eu penso nisso sim."

Durante a entrevista, o pro player da matilha afirmou que disse "Isso parece um pesadelo" assim que saiu do palco do confronto. Segundo Revolta, o que a Red Canids precisa fazer agora é rever o que fez de errado e avaliar o que cada jogador quer para sua própria vida.

Foto: Red Canids/Reprodução
Foto: Red Canids/Reprodução

Ao falar sobre a própria equipe, o caçador afirmou que a comunicação entre o time é bastante amigável, principalmente em comparação a outros times em que o jogador esteve. De acordo com Revolta, o que levou a line-up à derrota foi um problema individual de cada integrante.

"Nos dois primeiros jogos a gente estava bem conectado, o que falhou foi nossa individualidade. Não estávamos individualmente bem o suficiente pra cada um se manter no próprio lugar, a gente dependia muito um do outro. No terceiro a gente já estava mais desconexo mesmo, mais afetado pelo resultado do 2 a 0", explicou o pro player.

Na hora de falar sobre cada jogador da Red Canids, Revolta afirmou que cada um é diferente, o que não necessariamente foi ruim para a equipe, embora o time não tenha alcançado seu objetivo final.

"É o time com a maior quantidade de pessoas diferentes que já estive dentro. [...] Cada um tem uma personalidade muito diferente, não forte ou fraca, mas diferente. Foi difícil fazer dar certo, a gente conseguiu isso só no fim que a gente estava mais como time, eu não acho que a gente tenha perdido o jogo no individual, a gente entrou para ganhar como um time. Independente das personalidades dá pra fazer dar certo, a gente não quis durante muito tempo, mas não sei, não funcionou... então para o futuro alguma coisa tem que ser feita".

Foto: Red Canids/Reprodução
Foto: Red Canids/Reprodução

Por fim, Revolta agradeceu o carinho da torcida da Red Canids: "Eles sempre foram calorosos comigo, me apoiaram muito. Mesmo perdendo eu recebia elogios e isso nunca tinha acontecido antes", disse o jogador antes de se desculpar.

"Eu sei que decepcionei todo mundo, mas acima de tudo eu decepcionei a mim mesmo, eu vim convicto de que a gente ia ganhar, mas a gente perdeu. Eu deixei todo mundo esperando o troféu e o troféu não veio", finalizou o caçador.

Tricampeão brasileiro de League of Legends, Revolta estreou no cenário competitivo de League of Legends em 2013. O jogador já passou por equipes como Insight eSports, CNB, INTZ e Vivo Keyd antes de chegar na Red Canids.

Siga o Versus nas redes sociais para mais notícias - Facebook, Twitter, Instagram e YouTube.

Mais notícias
Legends of Runeterra: Entenda o novo modo Expedição
Legends of Runeterra

Legends of Runeterra: Entenda o novo modo Expedição

O jogo de cartas de LoL poderá ser testado novamente a partir da quinta-feira (14) já com o draft
Matheus Oliveira
LoL: Lux receberá atualização de efeitos visuais das habilidades
League of Legends

LoL: Lux receberá atualização de efeitos visuais das habilidades

Uma prévia das mudanças já pode ser vista no vídeo de apresentação de Senna
Lucas Hagui
LoL: Grupo True Damage recebe linha de produtos com miniaturas, camiseta e mais
League of Legends

LoL: Grupo True Damage recebe linha de produtos com miniaturas, camiseta e mais

Para causar o dano verdadeiro nas nossas carteiras
Matheus Oliveira