League of Legends

LoL: O Gaming Office da Havan Liberty é de dar inveja a muito time grande

Confira a galeria de fotos da inauguração do centro de treinamento
@helenavnogueira
Helena Nogueira
escreve para o Versus.
Foto: Helena Nogueira/Versus
Foto: Helena Nogueira/Versus

A Havan não está para brincadeira. Nesta quinta-feira (30), foi inaugurado o Gaming Office da Havan Liberty, equipe de League of Legends patrocinada pela loja de departamentos - e o centro de treinamento é de dar inveja a muito time grande.

O Versus viajou a convite da rede varejista para acompanhar o evento de inauguração em Brusque, Santa Catarina. Confira abaixo nossa galeria de fotos e entrevista com com Lucas Hang, sócio-fundador da organização de esports.

Leia mais sobre LoL:

Diferente de uma Gaming House, em que os jogadores moram juntos e treinam em um mesmo local, o Gaming Office traz uma proposta mais empresarial: sem a necessidade de conviver nos horários de lazer com o restante do time, neste tipo de centro de treinamento, o pro player comparece aos treinos e depois tem a liberdade de voltar para sua própria casa.

Localizado em um antigo galpão abandonado há mais de dez anos, o Gaming Office da Havan traz uma estrutura moderna e bem equipada que demorou três meses para ser reformada. Fora a Havan Liberty, outra equipe brasileira que escolheu o sistema de escritório é o Flamengo eSports, finalista do 2º Split do Campeonato Brasileiro de League of Legends de 2018.

Confira a galeria de fotos do local:

1/9
Foto: Helena Nogueira/Versus
Foto: Helena Nogueira/Versus
Foto: Helena Nogueira/Versus
Foto: Helena Nogueira/Versus
Foto: Helena Nogueira/Versus
Foto: Helena Nogueira/Versus
Foto: Helena Nogueira/Versus
Foto: Helena Nogueira/Versus
Foto: Helena Nogueira/Versus
Foto: Helena Nogueira/Versus
Foto: Helena Nogueira/Versus
Foto: Helena Nogueira/Versus
Foto: Helena Nogueira/Versus
Foto: Helena Nogueira/Versus
Foto: Helena Nogueira/Versus
Foto: Helena Nogueira/Versus
Foto: Helena Nogueira/Versus
Foto: Helena Nogueira/Versus

Durante a inauguração, o sócio-fundador da Havan Liberty contou ao Versus o que levou a organização a optar pelo sistema de Gaming Office: “Queríamos trazer algo que realmente chamasse atenção, ainda mais por ser uma sede no interior. Planejamos para que fosse um Gaming Office completo e inovador, para mostrar que a gente começou algo sério e que não estamos de brincadeira”.

Com presença dos jogadores Guilherme "Vash" del Buono (que foi banido pela Riot Games em 2017 por comportamento tóxico) e Matheus "Theusma" Lima (que não atuava como pro player há mais de seis meses), a organização formou uma line-up com pro players considerados underdogs.

“Antes de trazer estes nomes, a gente pesquisou sobre suas carreiras e sabemos que algumas vezes acontecem infortúnios na carreira do jogador, fazendo com que muitas equipes não os queiram. Porém, a gente realmente pensa que a Havan Liberty é um recomeço. É o recomeço deste galpão [Gaming Office] que era parte de uma fábrica abandonada. Pensamos que, assim como este lugar, nossa equipe de LoL será um recomeço grandioso para todos que queiram voltar ao cenário nacional.”

A equipe atual - que conta também com os jogadores Bruno “Kennedys” Goularte, Harllan “Vasto” Ramponz e Thales "Kales Myth" Braga - disputou as qualificatórias para a 1ª etapa do Circuito Desafiante de 2019 e acabou não se classificando. Agora, o objetivo é se preparar e treinar para conquistar uma vaga na série B de League of Legends durante a 2ª temporada de 2019.

Com base localizada em Brusque, bem longe da capital São Paulo (onde os estúdios da Riot Games estão localizados), a organização recém-anunciada estuda a possibilidade de expansão para outras cidades, mas não planeja deixar o interior de Santa Catarina.

“Sabemos que, no futuro, conforme o time for subindo de divisão, os jogos serão todos em São Paulo. Estamos estudando a logística disso [expansão para a capital paulista] e avaliando várias opções. A Havan tem uma agência de viagens, então há a possibilidade de conseguir passagens aéreas de forma mais barata, mas nunca vamos sair daqui.”

“Mesmo que tenhamos um centro de treinamento em outros lugares, a nossa base vai ser sempre em Brusque. Queremos mostrar para outras equipes de cidades do interior que é possível, sim, fazer algo fora de São Paulo. É possível fazer coisas grandes em cidades pequenas.”


*A jornalista viajou a convite da Havan



Helena Nogueira é repórter no Versus. Siga-a no Twitter em @helenavnogueira.

Tags Relacionadas
League of Legends
Mais notícias
CBLoL: Vivo Keyd vence CNB na Série de Promoção e se classifica para o 1º split de 2020
League of Legends

CBLoL: Vivo Keyd vence CNB na Série de Promoção e se classifica para o 1º split de 2020

Com a derrota, os Blumers foram rebaixados para o Circuito Desafiante
Beatriz Coutinho
LoL: Louis Vuitton e Riot Games revelam parceira para o Mundial 2019; anuncio é apagado em seguida
League of Legends

LoL: Louis Vuitton e Riot Games revelam parceira para o Mundial 2019; anuncio é apagado em seguida

Artigo prometia skins e colecionáveis exclusivos
Beatriz Coutinho
LoL: Fã transforma Kindred em Chapeuzinho Vermelho e Lobo Mau
League of Legends

LoL: Fã transforma Kindred em Chapeuzinho Vermelho e Lobo Mau

Nunca um sem o outro?
Helena Nogueira