League of Legends

LoL: Jogador da liga chinesa é banido por 18 meses após manipular resultados de jogos

Beatriz Coutinho
Pro player não faz mais parte da LGD
Foto: Riot Games/Reprodução
Foto: Riot Games/Reprodução

O pro player chinês Xiang "Condi" Ren-Jie foi banido do cenário competitivo por 18 meses pela liga chinesa League of Legends Pro League (LPL), após ser comprovado que o jogador participava de um esquema de manipulação de resultados de partidas.

Leia mais:


Condi jogava pela LGD, que atualmente ocupa a 7ª colocação da tabela do 2º split da LPL. No Mundial de 2017, quando ainda representava a Team WE, o jogador terminou o torneio na 4º posição.

"Baseada nas investigações, evidências e nos depoimentos das partes envolvidas, a Liga de Gestão Disciplinar determinou que: o pro player Xiang Ren-Jie proveu informações e ajudou outras pessoas a realizar ações que afetaram a justiça da competição, assim como influenciaram jogos ou resultados de partidas por meios proibidos durante a temporada 2019 da LPL", esclareceu a organização da LPL.

Baseando-se nos artigos 11.1.1, 11.2.17, 12.1 e 13.1 das regras da liga competitiva, a LPL definiu que Codi está banido do cenário competitivo global de League of Legends por 18 meses, até 18 de dezembro de 2020. O pro player foi desligado da line-up da LGD.

De acordo com Clement Chu, caster da LPL, o manager da equipe, Song Zi Yang, também participava do esquema de manipulação de resultados. Ele foi permanentemente banido e não pode participar de projetos que envolvam a LPL.

Condi usou uma rede social chinesa para se pronunciar sobre o caso:

"Quero explicar o motivo pelo qual não estou jogando hoje. Quebrei as regras em uma partida por conta de minha curiosidade. Eu estava contando com a vitória, aquela foi a única vez em que fiz isso [manipular resultados], mas eu nunca perdi jogos propositalmente, dou o meu melhor em todos os jogos e quero sempre vencê-los. Ainda assim, cometi um grande erro e serei arrependido dele para sempre. Após alguns jogos, algumas pessoas quiseram manipular resultados e me pediram para entregar jogos, mas eu não iria deixar eles me chantagearem, então eu mesmo reportei a situação para a LPL e estou esperando a decisão do caso. Não importa qual seja o resultado disso, eu o aceitarei. Espero que meus colegas de time tenham um bom jogo, sempre serei grato por vocês. Agora, focarei em praticar o jogo e em refletir sobre meu erro. Eu sinto muito por isso"



Siga o Versus nas redes sociais para mais notícias - Facebook, Twitter, Instagram e YouTube.

Bia Coutinho é redatora do Versus. Siga-a no Twitter em @biaacoutinhoo.

Tags Relacionadas
League of Legends