League of Legends

LoL: Echo Fox dispensa toda a line-up após perder vaga na LCS

A organização não atendeu as exigências da Riot Games após caso de racismo envolvendo sócio
@_matheusf23
Matheus Oliveira
escreve para o Versus.
A organização teve um caso de racismo reportado em abril deste ano. | Foto: Dot Esports/Reprodução
A organização teve um caso de racismo reportado em abril deste ano. | Foto: Dot Esports/Reprodução

Após perder a vaga na League of Legends Championship Series (LCS) - liga norte-americana de LoL -, a Echo Fox anunciou que irá encerrar o contrato com toda a line-up do MOBA.

Leia mais:


Na última quarta-feira (14), a Riot anunciou que a organização perdeu seu espaço na competição, após não demitir o acionista racista cujo a conduta feriu as regras da liga.

O caso foi reportado em abril deste ano, quando Rick Fox, um dos donos e criadores da Echo Fox, deixou a empresa após discursos preconceituosos de um dos sócios. Sabendo do ocorrido, a Riot Games se fez presente imediatamente afirmando que o comportamento do executivo não é tolerado.

De acordo com o portal norte-americano The Hollywood Reporter, após a tentativa falha de venda da franquia para a Kroenke Sports & Entertainment - empresa responsável pelos Los Angeles Gladiators, equipe da Overwatch League -, a Echo Fox anunciou que os contratos dos jogadores da line-up de League of Legends da LCS e Academy serão encerrados.

"Atualização sobre o futuro da Echo Fox na LCS", diz o tuíte, publicado na última quarta-feira (14).

Segundo comunicado, a organização "está manuseando cada caso [contrato individual] com o cuidado necessário para ter certeza de que todos sejam tratados com justiça nesta transição."

A Echo Fox teve uma vida curta na LCS, já que passou a fazer parte da liga após a compra da Gravity por Rick Fox, em 2016. Outros pro players da organização que atuam em jogos como Call of Duty, Street Fighter, Super Smash Bros. e Mortal Kombat não serão afetados.

Siga o Versus nas redes sociais para mais notícias - Facebook, Twitter, Instagram e YouTube.

Tags Relacionadas
League of LegendsMercado
Mais notícias
LoL: Após adiamentos, Clash é disponibilizado para testes no servidor brasileiro
League of Legends

LoL: Após adiamentos, Clash é disponibilizado para testes no servidor brasileiro

Invocadores já criar equipes a partir desta segunda-feira (16)
Beatriz Coutinho
LoL: Riot lançará livro sobre a história de Runeterra e suas regiões
League of Legends

LoL: Riot lançará livro sobre a história de Runeterra e suas regiões

Agora você já sabe o que pedir de Natal!
Helena Nogueira
LoL: All-Star 2019 será em Las Vegas e terá torneio de TFT
League of Legends

LoL: All-Star 2019 será em Las Vegas e terá torneio de TFT

Quais jogadores representarão o Brasil neste ano?
Helena Nogueira