League of Legends

LoL: DreamHack Rio esclarece mal-entendido sobre passagens aéreas de times amadores

Organizadora foi cobrada no Twitter e explicou a situação
@foxer_jj
Jairo Junior
escreve para o Versus.
Foto: Reprodução
Foto: Reprodução

A DreamHack Brasil esclareceu um mal-entendido que envolvia seu nome e o não pagamento de passagens para uma equipe amadora de League of Legends da Bahia - a Nocaute. A empresa foi cobrada no Twitter por não dar suporte aos jogadores que se classificaram para um torneio que acontecerá no evento, no Rio de Janeiro, mas explicou que a responsabilidade do campeonato e dos custeamentos é da Federação do Rio de Janeiro de Esporte Eletrônico e de outras convidadas.

Leia mais:


A confusão se iniciou quando a Nocaute - equipe de LoL classificada para um campeonato amador na DreamHack Rio - começou a fazer transmissões ao vivo para arrecadar dinheiro com o objetivo de viajar até o Rio de Janeiro. Juntamente a isto, eles entraram em contato com algumas personalidades da comunidade para buscar apoio.

Em conversa com o Versus, Guto "befa" Júnior, jogador da Nocaute, explicou a situação: "Nós apenas estávamos tentando mostrar o quão importante seria para nós, como representantes do cenário baiano, jogar esse campeonato. Mas acho que isso passou uma impressão de que estávamos insatisfeitos e reclamando dos organizadores do campeonato. Posso garantir que em momento algum essa era a nossa intenção".

A DreamHack, por sua vez, declarou ao Versus que o campeonato em questão é de responsabilidade da Federação do Rio de Janeiro de Esporte Eletrônico (FERJEE), juntamente das demais federações de esports convidadas (Bahia, Santa Catarina e Sergipe) que enviarão um representante à competição. A própria FERJEE confirmou à reportagem que irá bancar todos os custos da estadia dos times, com exceção das passagens aéreas.

A organização carioca destaca: "Ficou claro eles [os convidados] que é de responsabilidade da federação [regional] esse deslocamento. Agora, como vão fazer isso, é uma decisão interna de cada entidade, até porque existe uma grande disparidade de orçamento entre as federações".

Por fim, a Federação do Estado da Bahia de Esporte Eletrônico (FEBAEE) colocou um ponto final na história:

"Quando a FERJEE e a DreamHack convidaram Bahia, Santa Catarina e Sergipe para participar do evento, ficou bem claro que as passagens seriam de responsabilidade da federação ou da equipe campeã. No caso da Bahia, desde o início da seletiva foi explicado aos participantes que os times seriam responsáveis pelo custo. É por isso que a Nocaute está correndo atrás, pois já sabia que a passagem seria por conta deles".

Befa, jogador da Nocaute, confirmou ao Versus que sua equipe estava ciente do custeamento das passagens desde o início da seletiva regional.



Jairo "Foxer" Junior é redator do Versus. Siga-o no Twitter em @Foxer_JJ.

Mais notícias
LoL: Robo deixa Flamengo e está aberto a negociações com outras equipes
League of Legends

LoL: Robo deixa Flamengo e está aberto a negociações com outras equipes

Nesta quarta-feira (20), brTT também não renovou contrato com o time
Beatriz Coutinho
LoL: As 12 skins mais raras do jogo
League of Legends

LoL: As 12 skins mais raras do jogo

Você tem alguma delas?
Helena Nogueira
LoL: brTT não renova com Flamengo e está aberto a propostas de outros times
League of Legends

LoL: brTT não renova com Flamengo e está aberto a propostas de outros times

Pro player defendeu o rubro negro por quase dois anos
Beatriz Coutinho