League of Legends

LoL: Dossiê de relatos anônimos acusando assédios cometidos por 4Lan é publicado

Grupo anônimo divulgou o material em site próprio
@barbara.gutierrez
Escrito por
Barbara Gutierrez
Foto: Riot Games
Foto: Riot Games

O caso envolvendo acusações de Alanderson "4LaN" Meireles continua em alta na comunidade de League of Legends. Cinco dias após o jogador ter sido expulso da Team oNe por denúncias de assédio em uma festa realizada na casa de Felipe "brTT" Gonçalves, um grupo anônimo que se denomina como "Sheol666" publicou um dossiê com relatos anônimos de diversas pessoas acusando o ex-golden boy de assédio sexual e racismo.

Leia mais:

De acordo com o site do grupo Sheol666, a iniciativa anônima tem a intenção de desmascarar situações de assédios cometidos por pro players, streamers e youtubers. Os responsáveis utilizam os pseudônimos ch4se, Arc49, mal3bolge, N3ONR1D3R e DyBukk, mas não há mais informações sobre os integrantes.

Há um manifesto de crítica à postura da comunidade em relação às vítimas de assédio e também às organizações de times de esports. O texto pode ser lido na íntegra na página do grupo, que contém também uma seção específica para 4Lan e uma série de prints de relatos de assédios.

O caso

Segundo apurou o e-Sportv, 4Lan foi acusado de assediar duas mulheres durante uma festa na casa de Felipe "brTT" Gonçalves na madrugada do dia 14 de outubro, resultando na expulsão de Alanderson da casa do atirador do Flamengo.

Logo depois, a Team oNe anunciou que o jogador foi removido da line-up de LoL, afirmando que o desligamento ocorreu pelo envolvimento "em mais uma situação polêmica que atinge negativamente não só a organização, mas seus colaboradores e parceiros".

Conforme uma fonte anônima alegou ao Versus, um dos grandes patrocinadores da equipe teria quebrado contrato com a Team oNe pelos acontecimentos ligados ao jogador. Em contrapartida, Alexandre “kakavel” Peres, dono da organização, respondeu à reportagem que todas as empresas patrocinadoras continuam em parceria com o clube.

No dia 16 de outubro, 4Lan publicou um vídeo em seu canal no YouTube, e em 19 deste mês, deu entrevista ao e-Sportv com sua versão dos fatos. Alegando que é inocente, o jogador também revelou que abriu um boletim de ocorrência por calúnia contra Giovana Tezoni - streamer e namorada de Rafael "Rakin" Knittel - após a jogadora publicar uma série de vídeos no Twitter (Aviso: os vídeos podem ativar gatilhos) delatando que foi uma das vítimas durante a festa de brTT.

A reportagem entrou em contato com o ex-caçador da Team oNe através de seu advogado, recebendo a resposta de que 4Lan "já deu a versão dele e prefere que agora as autoridades competentes possam trabalhar para apurar a verdade".

Foto: Riot Games/Reprodução
Foto: Riot Games/Reprodução

Quando questionada a respeito da situação do jogador, a Riot Games Brasil disse que está "apurando o caso para analisar qual o procedimento mais adequado nesta situação, com base no regulamento do CBLoL". Como consta no Regulamento Oficial da temporada do Campeonato Brasileiro de League of Legends, as penalidades para condutas inadequadas de um pro player ou membro de organização é de até R$ 3 mil e/ou suspensão por 5 jogos.

Caso as acusações a 4Lan sejam consideradas graves, a Riot Games pode aplicar multa de R$ 5 mil ou até expulsá-lo do cenário competitivo. O Versus foi informado por fontes anônimas que a empresa pode divulgar o banimento de Alanderson em breve.

Casos anteriores

Não é a primeira vez que o jogador esteve envolvido neste tipo de acusação. No último mês de maio, a streamer Gabriela "Gabruxona" Antunes acusou 4Lan de manter comportamento incisivo e agressivo, "partindo para cima" dela durante um show. Após se pronunciar no Twitter sobre o assunto, a influenciadora foi intimidada e perseguida por fãs do jogador.

Na época, a Team oNe se pronunciou nas redes sociais, afirmando que estava "apurando os fatos" e que verificaria "a veracidade ou não dos episódios" para então tomar "as devidas medidas tendo em vista o melhor para nossa organização, atletas e fãs."

Apesar de permanecer no banco durante a maioria do campeonato, 4Lan disputou o Campeonato Brasileiro de League of Legends 2019 pela equipe - e nesta temporada, os golden boys foram rebaixados para o Circuito Desafiante.

Siga o Versus nas redes sociais para mais notícias - Facebook, Twitter, Instagram e YouTube.

Mais notícias
LoL: Novas skins e curiosidades do evento Florescer Espiritual
League of Legends

LoL: Novas skins e curiosidades do evento Florescer Espiritual

Lillia, Yone, vazamentos, referências, datas e mais informações
Helena Nogueira
LoL e Valorant: Artista recria personagens de jogos da Riot de forma realista
Valorant

LoL e Valorant: Artista recria personagens de jogos da Riot de forma realista

Seu personagem favorito apareceu entre as artes?
Jairo Junior
LoL: Nova animação revela campeão Yone oficialmente; assista
League of Legends

LoL: Nova animação revela campeão Yone oficialmente; assista

Curta "O caminho, uma lenda ioniana" também inclui prévia de skins vazadas
Helena Nogueira