League of Legends

LoL: Bicampeão mundial Wolf anuncia aposentadoria e revela transtornos mentais

O pro player foi diagnosticado com depressão, ansiedade, síndrome do pânico e estresse emocional
@luccabucks
Matheus de Lucca
é reporter no Versus.

Foto: Reprodução
Foto: Reprodução

O jogador de League of Legends sul-coreano Lee "Wolf" Jaewan anunciou sua aposentadoria do cenário competitivo de LoL nesta sexta-feira (29). Bicampeão mundial pela SKT, o pro player revelou que sofre de quatro transtornos mentais, que o levaram a pendurar o mouse.

Leia mais

Em entrevista ao portal Inven Global, Wolf disse que, até então, apenas o ex-técnico da SKT, Kim "kkOma" Jeonggyun, e algumas pessoas próximas sabiam sobre sua condição. "Cheguei à conclusão de que não posso continuar a jogar profissionalmente por causa de meus transtornos mentais".

"No começo, não fazia ideia de que tinha [transtornos mentais]. Tenho depressão, mas atualmente muitas pessoas lidam com isso, então não é algo que me preocupa tanto. Além disso, tenho ansiedade, síndrome do pânico e transtorno de adaptação. Descobri estas condições em 2017".

O pro player disse que já em 2016 em diversas ocasiões sentia vontade de vomitar enquanto jogava. Inicialmente, ele achava que o enjôo estava relacionado apenas a nervosismo. "As coisas foram piorando. Se ganhássemos ou se perdêssemos eu imediatamente saía do palco para vomitar".

"Na época fui para o hospital e me disseram que eu tinha um leve estresse emocional e ansiedade. Contei à equipe e passei a ter sessões semanais com um psicólogo. Me foi dito que a situação só melhoraria se eu saísse desse ambiente."

Wolf disse que, com o passar do tempo, a síndrome do pânico ficou pior. "Na hora de desconectar o equipamento começava a ter um surto de pânico, entrava embaixo da mesa, vomitava, chorava e ficava tremendo por mais de 10 minutos. A comissão técnica vinha me pegar depois que eu me acalmasse e isso aconteceu por meses".

"Pensei que jogar internacionalmente talvez aliviasse um pouco isso [...] mas tive os mesmos sintomas jogando na Turquia. Quando voltei para a Coreia [...] cheguei à conclusão de que não tem um jeito de continuar."

Wolf jogou pela SKT de 2013 a 2018, período no qual foi tetracampeão da League Champions Korea (LCK) e bicampeão mundial. Depois disso, ele passou para o time turco SuperMassive.

Lee "Faker" Sang-hyeok, atual meio da SK Telecom T1, é conhecido há anos como o maior jogador de League of Legends (LoL) da história, e isso não é exagero.

O pro player sul-coreano começou sua carreira em LoL em fevereiro de 2013, e já em seu primeiro ano de atividade Faker conquistou o troféu mais desejado do cenário do MOBA, vencendo o disputado Mundial.

De lá para cá, ainda mais títulos foram adicionados à coleção de Sang-hyeok, que se sagrou campeão também em 2015 e 2016, além de ficar no topo da Liga coreana de LoL (LCK) sete vezes. Quer saber mais sobre a história do pro player? Veja tudo no vídeo acima.

Siga o Versus nas redes sociais para mais notícias - Facebook, Twitter, Instagram e YouTube.

Tags Relacionadas
League of Legends
Mais notícias
LoL: FURIA Uppercut anuncia Minerva na selva
League of Legends

LoL: FURIA Uppercut anuncia Minerva na selva

Jogador saiu da paiN Gaming após um ano na equipe
Lucas Hagui
LoL: Novo campeão Sett é revelado com splash art e história
League of Legends

LoL: Novo campeão Sett é revelado com splash art e história

Diretamente do submundo criminoso de Ionia
Matheus de Lucca
Como jogar de Aphelios: Guia com builds, runas e itens
League of Legends

Como jogar de Aphelios: Guia com builds, runas e itens

Saiba como usar o campeão mais complexo do LoL!
Matheus Oliveira