Circuito Desafiante

LoL: Academy da Red Canids e Pain se classificam para Série de Promoção do Circuito

Falkol e Rensga buscam manter suas vagas no torneio
@lucas.hagui
Escrito por
Lucas Hagui
Foto: League of Legends/Reprodução
Foto: League of Legends/Reprodução

Os playoffs da etapa de classificação para o Cicuito Desafiante 2020 de League of Legends foram finalizados. Conhecido como "Circuitinho", o torneio contou com as vencedoras RED Canids Kalunga Academy e paiN Gaming Academy.

Leia mais:

A RED Academy foi a primeira a conquistar a vaga, vencendo a série de 2 a 0 contra a equipe Cosmow 5. Logo em seguida, a paiN Academy superou o Santos e-Sports também de 2 a 0.

A paiN Gaming Academy é composta pelos ex-integrantes do Gillette ULT André "Eradan" Silva, Bruno "Bgob" Giovane e Yan Franco.

As duas equipes classificadas não se enfrentarão diretamente, pois a disputa da Série de Promoção será decidida pela Falkol, que terminou o split anterior na 5ª colocação e escolherá seu adversário entre as duas vencedoras - enquanto a Rensga enfrentará a outra equipe.

A Série de Promoção do Circuito Desafiante será em 19 e 20 de agosto, com transmissão no canal da Riot Games Brasil na Twitch.

Veja no vídeo acima as primeiras impressões das novas habilidades do rework do Pantheon com o pro player da Falkol Thúlio "Sirt" Carlos.

Siga o Versus nas redes sociais para mais notícias - Facebook, Twitter, Instagram e YouTube.

Mais notícias
LoL: Team One e RED disputarão final do 2º split do Circuito Desafiante 2020
League of Legends

LoL: Team One e RED disputarão final do 2º split do Circuito Desafiante 2020

Grande final será em 15 de agosto, próximo sábado
Beatriz Coutinho
LoL: RED vence Havan e está na final do 2º split do Circuito Desafiante 2020
League of Legends

LoL: RED vence Havan e está na final do 2º split do Circuito Desafiante 2020

Matilha está garantida na decisão do Circuitão
Beatriz Coutinho
LoL: Harumi diz que há boas jogadoras no high elo, mas falta espaço para elas
League of Legends

LoL: Harumi diz que há boas jogadoras no high elo, mas falta espaço para elas

Jogadora foi a primeira mulher a disputar um torneio oficial da Riot no Brasil
Beatriz Coutinho