League of Legends

LoL: Aatrox volta a perder passiva de reviver no PBE

É a segunda vez que a Riot considera a remoção do efeito da ult Aniquilador de Mundos
@luccabucks
Matheus de Lucca
escreve para o Versus.
A Espada Darkin é alvo de mudanças da Riot Games desde seu rework | Foto: Riot Games/Reprodução
A Espada Darkin é alvo de mudanças da Riot Games desde seu rework | Foto: Riot Games/Reprodução

Aatrox é um dos campeões mais polarizantes de League of Legends desde que recebeu seu rework em junho de 2018. A Riot Games já aplicou uma série de mudanças ao personagem e agora considera novamente remover sua capacidade de reviver, característica passiva de sua ultimate Aniquilador de Mundos.

Leia mais


No ciclo do patch 9.12 a desenvolvedora considerou remover o efeito de ressuscitar da ult de Aatrox, mas acabou não cravando a mudança e incluiu apenas um aumento no tempo de recarga da passiva Postura do Arauto da Morte e uma especificação de que o aumento de cura durante Aniquilador de Mundos se aplicaria apenas a autocura e não de fontes externas. Contudo, na lista de mudanças propostas do PBE para a atualização 9.14, a Espada Darkin perdeu a capacidade de reviver novamente.

Aatrox integra lista de campeões "problemáticos" da Riot Games, com Akali, Galio, Sylas e Ryze | Foto: Riot Games/Reprodução
Aatrox integra lista de campeões "problemáticos" da Riot Games, com Akali, Galio, Sylas e Ryze | Foto: Riot Games/Reprodução

A mecânica de reviver após usar a ultimate é uma característica de Aatrox desde antes de seu rework. Atualmente, o efeito é condicional - o campeão precisa obter um abate ou assistência para ressuscitar caso leve dano letal.

As mudanças propostas na ultimate vão além desta remoção. Seu tempo de recarga foi diminuído em 20 segundos em cada nível, passando de 140/120/100 para 120/100/80. A amplificação de cura foi de 40/55/70% para 50/60/70%.

Quando a Riot considerou remover a passiva de ressurgimento anteriormente, o argumento foi que Aatrox está presente entre as principais escolhas do meta entre jogadores profissionais, aparecendo com muita frequência em todas as funções possíveis: topo, meio e selva. Seguindo a nova filosofia de balanceamento do estúdio, seus números de presença e uso estariam muito elevados, o que qualifica o campeão para nerfs.

Em outras notícias do "lolzinho", a campeã Qiyana, também conhecida como Imperatriz dos Elementos, chegou ao game rentemente e o Versus convidou o streamer Daniel "Daniels" Marcon para testar as habilidades da personagem e descobrir seus truques. Veja o vídeo acima para conferir o gameplay.

Siga o Versus nas redes sociais para mais notícias - Facebook, Twitter, Instagram e YouTube.

Matheus de Lucca é editor assistente do Versus. Siga-o no Twitter em @luccabucks.

Tags Relacionadas
League of Legends
Mais notícias
LoL: Fã transforma Kindred em Chapeuzinho Vermelho e Lobo Mau
League of Legends

LoL: Fã transforma Kindred em Chapeuzinho Vermelho e Lobo Mau

Nunca um sem o outro?
Beatriz Coutinho
TFT: Rakin deixará de participar da final mundial do Twitch Rivals
Teamfight Tactics

TFT: Rakin deixará de participar da final mundial do Twitch Rivals

Jogador pode mudar de plataforma em breve
Beatriz Coutinho
LoL: Bug de camuflagem reduz vida de Neeko
League of Legends

LoL: Bug de camuflagem reduz vida de Neeko

Neeko ficou com menos vida que um minion
Matheus Oliveira