League of Legends

Liga Escolar de LoL abre inscrições para todas as escolas do país

O projeto tem como principal objetivo ser um elo entre educação e esports
@Foxer_JJ
Escrito por
Jairo Junior
Foto: Riot Games/Reprodução
Foto: Riot Games/Reprodução

As inscrições para a segunda edição da Liga Escolar de League of Legends (LoL) estão abertas. Ao contrário do ano anterior que apenas instituições de ensino selecionadas participaram, desta vez qualquer uma poderá fazer parte do projeto.

Leia mais:

O limite para se inscrever na liga será o início do próximo mês, em 4 de outubro. Para participar, é preciso adquirir o PlayMatch PRO, produto licenciado para escolas no qual alunos, pais e educadores terão acesso a aulas em formato cinematográfico sobre esports e as novas profissões que envolvem este mundo. Após a compra, a instituição já poderá competir na Liga Escolar de LoL 2019.

Fundadores da PlayMatch e sócios do torneio, Gabriel Vinicius e Edilson Fernandes buscam a integração oficial educativa com os games, para que assim haja incentivo para jovens jogarem sem comprometer os estudos. Eles acreditam que a Liga pode ser a conexão que falta entre educação e esportes eletrônicos.

"A PlayMatch nasceu com esse objetivo de ser um elo entre pais, educadores e jovens que gostam de jogar. Hoje existe um grande conflito sobre isso, portanto, na Liga Escolar de LoL o garoto ou a garota precisam estar com as notas em dia para poder representar a escola na competição, algo similar ao que existe em outros esportes fora do Brasil", afirma Gabriel.

"A Liga Escolar de LOL foi idealizada em 2017 e realizado um MVP, uma versão de testes e validação no ano de 2018 com algumas regiões apenas (Maringá, Brasília, Recife, Rio de Janeiro, São Paulo e Belo Horizonte, ao todo 32 escolas convidadas) e agora vamos dar escala abrindo inscrições para todo o país", completa Edilson.

Foto: Liga Escolar de LoL/Reprodução
Foto: Liga Escolar de LoL/Reprodução

O campeonato será dividido por macrorregiões, sendo elas: norte/nordeste, centro-oeste, sul e sudeste. A primeira etapa será a fase de grupos, a qual qualificará uma equipe por agrupamento direto para os playoffs regionais. O time escolar campeão de cada macrorregião se classifica para as finais disputadas presencialmente em São Paulo, com todas as despesas pagas - passagens, alimentação e hotel. Por fim, os campeões nacionais levantam o troféu e faturam R$ 5 mil.

Em 2018, a escola municipal Prof. Vicente Bastos, do grande ABC de São Paulo, foi a grande campeã. Segundo a assessoria do evento, a expectativa para este ano é que 2048 escolas de todo o país participem.

Siga o Versus nas redes sociais para mais notícias - Facebook, Twitter, Instagram e YouTube.

Tags Relacionadas
League of Legends
Mais notícias
Mundial de LoL: Meio da SUP fala sobre vitória contra MAD Lions e expectativas contra UOL
League of Legends

Mundial de LoL: Meio da SUP fala sobre vitória contra MAD Lions e expectativas contra UOL

Bolulu também comentou escolhas do draft e elogiou jogadores da INTZ
Beatriz Coutinho
LoL: Elise e Amumu podem receber novas skins de Halloween
League of Legends

LoL: Elise e Amumu podem receber novas skins de Halloween

A hora dos doces ou travessuras se aproxima
Matheus Oliveira
LoL: Dopa deixará filas ranqueadas coreanas em breve para entrar no exército
League of Legends

LoL: Dopa deixará filas ranqueadas coreanas em breve para entrar no exército

Lenda do servidor sul-coreano cumprirá serviço militar obrigatório
Beatriz Coutinho