Esports

"Levanta sua cabeça!", diz Emicida à comunidade preta que sonha em ser pro player

Show do rapper aconteceu durante a transmissão do torneio de Valorant Fusion New Rivals
@biaacoutinhoo
Escrito por
Beatriz Coutinho

Foto: Riot Games/Reprodução
Foto: Riot Games/Reprodução

O rapper brasileiro Emicida fez um discurso sobre racismo nos esports durante o show de intervalo do torneio Fusion New Rivals de Valorant. O cantor e compositor aproveitou para incentivar membros da comunidade preta que desejam se tornar pro players, além de ressaltar que a luta contra o racismo precisa ser feita por todos os seres humanos.

Leia mais:

O Fusion New Rivals é um torneio de Valorant da Gamers Club em parceria com a Fusion. Durante o show de intervalo das partidas de quinta-feira (25), segundo dia de competição, Emicida animou e emocionou os espectadores do torneio ao cantar e falar sobre o racismo nos esports.

"A gente tá aqui por conta de uma construção foda, de muita gente foda, de pele escura e que veio antes de nós. Que fez com que a gente não desistisse, com que a gente olhasse no espelho e falasse 'Mano, continua!'. E é isso que eu queria falar pra cada um dos moleques pretos, das meninas pretas, que estão assistindo esse barato, tá ligado? E que tem o sonho de ser um gamer profissional: junta seus pedaços e volta pra arena. Levanta sua cabeça, cerra os pulsos e volta pra arena. Espero cada um de vocês aqui no pódio! E aos que não são essas pessoas, por favor, não interrompa, não atrapalhe, um sonho de ascenção tão bonito como esse que brota no coração de cada um de nós", disse o rapper.

Emicida também afirmou que é vazia a ideia de que lutar contra o racismo é uma obrigação só dos pretos: "Combater o racismo é uma luta de todos os seres humanos!". Confira abaixo parte do discurso do cantor:

Emicida disse que estava muito feliz de fazer o show de intervalo porque gosta muito de jogar. Esta não é a primeira vez que o rapper se envolve diretamente com os games. Em setembro de 2018 o rapper se apresentou na grande final do 2º split do Campeonato Brasileiro de League of Legends (CBLoL) com a música "É só um joguinho". Além disso, em 2019, Emicida dublou o campeão Ekko na skin True Damage, também do LoL.

Confira abaixo o show completo de Emicida durante o torneio Fusion New Rivals:

Durante a show, Emicida também citou o jornalista de esports Luiz Gustavo Queiroga, que escreveu o texto "Opinião: 'Brasileirinho', precisamos falar sobre racismo nos esports", para a ESPN Esports Brasil:

Vale lembrar que o torneio doará R$ 10 mil para o projeto AfroGames, que pertence à ONG AfroReggae, cuja missão é promover a inclusão e a justiça social por meio da arte, da cultura afro-brasileira e da educação. Em 2019, o AfroGames inaugurou um Centro de Esports dentro da favela do Vigário Geral no Rio de Janeiro. Ficou interessado no projeto? No vídeo abaixo você confere a visita do Versus ao Centro de Esports do AfroGames:

Siga o Versus nas redes sociais para mais notícias - Facebook, Twitter, Instagram e YouTube.

Tags Relacionadas
EsportsValorantComunidade
Mais notícias
Projeto de lei sul-coreano pode adiar serviço militar obrigatório para pro players
Esports

Projeto de lei sul-coreano pode adiar serviço militar obrigatório para pro players

Faker e outros pro players podem ser beneficiados por esta medida
Beatriz Coutinho
Renan Bolsonaro conversa com secretário da Cultura sobre "e-games"
Esports

Renan Bolsonaro conversa com secretário da Cultura sobre "e-games"

Reunião não estava prevista na agenda oficial de Mario Frias
Beatriz Coutinho
Havan Liberty anuncia novo gaming office em São Paulo
CS:GO

Havan Liberty anuncia novo gaming office em São Paulo

O local terá mais de 2300 metros quadrados e comportará tanto jogadores quanto staff
Jairo Junior