League of Legends

Kai’sa é filha do Kassadin? Vel’koz matou a família do Gnar? As melhores teorias de League of Legends

Você acredita em alguma delas?
@biaacoutinhoo
Beatriz Coutinho
escreve para o Versus.
© Reprodução
© Reprodução

League of Legends foi lançado há dez anos e tem muita história para contar. Algumas delas podem ser confirmadas nas lores de seus campeões, mas outras são teorias muito bem formuladas pela comunidade do game, com base em várias dicas que a Riot Games acaba deixando. O Versus preparou uma lista com as cinco melhores para você usar todas as suas habilidades tentando desvendá-las.

Só Diana pode salvar Nami e seu povo?

© Reprodução
© Reprodução

De acordo com a história de Nami, seu povo, os Marai, vive em uma fenda das profundezas do oceano, protegida do perigo pela Pedra da Lua.

A cada 100 anos o poder da Pedra enfraquece e ela deve ser trocada. Para que isso aconteça, uma pessoa muito corajosa é escolhida para ser o Conjurador das Marés: ir até a fenda, sobreviver a seus perigos e conseguir uma pérola abissal, usada para fazer uma troca com um andarilho luminoso do Monte Targon - onde vivem os Lunari, povo da Lua.

Para proteger seu povo, Nami conquistou a pérola, mas em sua ida à superfície não encontrou ninguém com quem pudesse trocá-la pela Pedra.

O que Nami e seu povo não sabem é que os Lunari não existem mais, com exceção de Diana, o Escárnio da Lua, criada pelos Solari - povo do sol - e depois renegada ao descobrir e aceitar sua verdadeira identidade.

Uma das histórias de Nami conta que a garota encontra os Solari e após passar por uma provação, eles indicam que a pessoa que ela procura está em Ionia.

Será que é lá que Diana se encontra? Ela sabe o que é e como conseguir a Pedra da Lua? E, principalmente, estaria ela disposta a ajudar Nami e os Marai?


Kai’sa é filha do Kassadin?

© Reprodução
© Reprodução

Embora nada tenha sido confirmado pela Riot, a teoria entre Kai’sa e Kassadin faz bastante sentido.

Apesar de seu visual sinistro, a história do Andarilho do Vazio é triste. Kassadin era um grande guia para mercadores de diversas regiões, além de ajudá-los a se localizar, ele mantinha os perigos da região afastados do povo.

Mesmo após se casar, ter uma filha e possuir uma casa na aldeia dos desfiladeiros rochosos do sul, o campeão precisava continuar seu trabalho. Um dia, ao voltar de uma longa viagem a Piltover, ele descobriu que o submundo (Vazio) havia de alguma forma, “engolido” o local onde estava sua família.

Devastado, ele tentou se recuperar da profunda tristeza, mas o sentimento de vingança tomou seu coração. Agora, ele carrega a Lâmina Ínfera de Horok para aniquilar aqueles que lhe tiraram tudo o que ele mais amava.

De acordo com a recente história de Kai'sa, a garota morava com os pais nos desertos do sul - primeira pista. Em um dia que parecia completamente normal, cheio de travessuras de criança, o chão de seu vilarejo foi rompido e tudo foi engolido pelo Vazio.

Desde então, a campeã deu um jeito de sobreviver naquele mundo hostil, graças a parte de uma criatura do Vazio que se acoplou ao seu corpo. Agora, ela se considera uma filha do vazio e seu nome não é mais Kaisa, e sim Kai’sa, em referência aos nomes de outros campeões daquele mundo.

No jogo, quando Kai’sa está em uma partida como aliada de Kassadin, ela diz “As memórias do meu pai vem nos momentos mais estranhos”, e quando está contra fala “Pode ser verdade?”, “Pai…?”, “Nós já nos conhecemos?”.

Vi e Jinx são irmãs?

1/2
© Reprodução
© Reprodução
© Reprodução
© Reprodução

Durante muito tempo a comunidade de League of Legends acreditou que Jinx e Vi são irmãs. Pistas como o passado parecido, já que ambas cometeram crimes em Zaun, e as falas de Jinx no jogo “Acha que eu sou louca? Você devia conhecer a minha irmã”, “Vi é de vidiota” e “Eu estou aqui mãozuda” indicavam que este era o caminho correto.

No final de 2017, o rioter Greg “ Ghostcrawler ” Street confirmou que ambas são irmãs, mas não confirmou se é em um grau de parentesco ou consideração, pois também existe a teoria de que ambas fizeram parte de uma irmandade de arruaceiros em Zaun.

Essa teoria parte do princípio de que ambas têm relação com números romanos, sendo Vi o número seis (VI) e Jinx o X, por causa de como assina seus crimes - usando um X - ou da última letra de seu nome. Essa hipótese ganhou um novo personagem, quando Ekko foi lançado em 2015.

Além de possuir o número XII (12) em sua Revo-Z, o campeão provoca Vi quando joga contra a campeã utilizando as falas "ÔÔÔ, sua vendida!", "Esqueceu suas raízes Vi.", "Você já foi mais legal...", "Você sempre será de Zaun para mim...", "Um dia, você retornará à Zaun...", como se eles já se conhecessem.

Além disso, as falas revelam um certo ressentimento por Vi ter abandonado a vida arruaceira para ser a parceira de Caitlyn - xerife de Piltover - na busca por criminosos.

Vel’koz matou a família do Gnar?

1/4
© Reprodução
© Reprodução
© Reprodução
© Reprodução
© Reprodução
© Reprodução
© Reprodução
© Reprodução

Durante o lançamento de Gnar, em 2014, algumas imagens sugeriram que a família do Yordle pré-histórico foi assassinada por Vel’Koz.

Na primeira ilustração, é possível ver uma casa ao fundo e uma família na frente, com um possível Gnar sendo o último da esquerda para a direita, já que ele possui esses ossos na cabeça.

Em seguida, uma espécie de monstro, com braços ou tentáculos e apenas um olho, ataca a família. Depois, um Gnar muito diferente da criatura aparentemente fofa que vimos em um primeiro olhar aparece. Mas graças aos ossos na cabeça, é possível ver o yordle assumindo sua forma Mega.

Em seu vídeo de lançamento, ele aparece saindo de dentro de um grande bloco de gelo. Provavelmente algum campeão de Freljord congelou o yordle para que ele não saísse do controle tentando procurar vingança ou simplesmente se lembrando do dia em que sua família morreu.

A lore de Vel'koz diz que seu propósito é absorver todo o conhecimento possível. Apesar de absurda, essa pode ser a justificativa do possível assassinato contra a família de Gnar, Vel'koz queria entender o que eram os yordles.

Tahm Kench comeu a família do Fizz?

© Reprodução
© Reprodução

Mais uma teoria de tragédia familiar. De acordo com a história de Fizz, a raça de seu povo vivia em uma cidade escondida, debaixo de uma montanha no mar. Impenetrável, o local era seguro e não trazia preocupações.

O campeão não gostava da vida pacata e, com fome de perigo, Fizz vivia saindo da cidade em busca de aventuras e encrencas. Em uma delas, Fizz se tornou um grande guerreiro, e, certa vez, ao voltar para casa, encontrou seu lar totalmente vazio e abandonado. Após recuperar um tridente mágico nas ruínas, ele partiu para viver novos desafios.

Já a lore de Tahm Kench diz que o Rei do Rio faz acordos que podem levar as pessoas aonde elas quiserem, mas que a jornada de cada uma pode terminar nas profundezas do desespero.

A teoria é de que Fizz tenha feito um acordo com o monstro para ser um ótimo guerreiro. Como o Peixe Tanque não é bobo, concedeu a Fizz o seu desejo, mas em troca, comeu a família do Trapaceiro das Marés.


Bia Coutinho é redatora no Versus e tem medo do Vel'koz. Siga-a no Twitter.

Tags Relacionadas
League of Legends
Mais notícias
Tudo sobre o Projeto A, novo FPS da Riot Games
League of Legends

Tudo sobre o Projeto A, novo FPS da Riot Games

Os mundos de CS:GO e Overwatch unidos da melhor forma possível
Matheus Oliveira
Wild Rift: Riot diz possíveis requisitos mínimos para o novo LoL mobile
Wild Rift

Wild Rift: Riot diz possíveis requisitos mínimos para o novo LoL mobile

Jogo rodará em iPhone 5S e Samsung Galaxy A7
Helena Nogueira
LoL: Depois de Senna, próximos campeões serão atirador de Targon e colosso de Ionia
League of Legends

LoL: Depois de Senna, próximos campeões serão atirador de Targon e colosso de Ionia

Tem ainda um caçador excêntrico e um carregador corpo a corpo vindo por aí
Jairo Junior