League of Legends

LoL: 10 pro players que viraram técnicos e analistas

Relembre quem surgiu no competitivo jogando e mudou de carreira
@biaacoutinhoo
Escrito por
Beatriz Coutinho

Foto: Riot Games/Reprodução
Foto: Riot Games/Reprodução

O cenário competitivo nacional de League of Legends possui inúmeros pro players como talentos. Ao longo dos anos alguns deixaram de jogar para assumir cargos de técnicos, analistas e outras funções estratégicas. Nesta lista o Versus mostra quais jogadores de LoL penduraram o mouse e teclado, mas continuam trabalhando com o MOBA ajudando seus ex-companheiros de profissão no Campeonato Brasileiro de League of Legends (CBLoL) e Circuito Desafiante.

Leia mais:

Foto: Riot Games/Reprodução
Foto: Riot Games/Reprodução

Jockster e Aoshi

Luan "Jockster" Cardoso e Franklin "Aoshi" Coutinho eram jogadores da INTZ, mas hoje fazem parte da equipe técnica do time. Ambos assumiram as funções de técnico estratégico e técnico assistente, respectivamente, no início do 2º split do CBLoL 2020. Jockster começou a jogar em 2012, é tricampeão do CBLoL (2015 1º split, 2016 1º e 2º split) e já passou por equipes como Vivo Keyd e Redemption, além da própria INTZ, equipe pela qual conquistou seus títulos. Já Aoshi jogou profissionalmente pela CNB, Operation Kino e também pela INTZ. Ao Versus, Aoshi disse que desde o 1º split estava colaborando com o time de forma técnica, trabalhando com a Equipe B da organização, composta por jogadores reserva.

Foto: Riot Games/Reprodução
Foto: Riot Games/Reprodução

Alocs e Kalec

Leonardo "Alocs" Belo e Rodrigo "Kalec" Rodrigues são técnicos da Prodigy Esports, equipe mais conhecida como PRG. Como jogador, Alocs foi campeão brasileiro de LoL pela equipe vTiNox (2012), enquanto Kalec, já como técnico, venceu o 2º split do Circuito Desafiante de LoL pela PRG. Esta não é a primeira vez que ambos os jogadores trabalham como técnicos. A estreia de Alocs como staff foi em abril de 2016, quando ele comandou a Keyd Stars por sete meses. Já Kalec atuou pela primeira vez como técnico na CNB entre julho e novembro de 2014 e também passou por organizações como Operation Kino e WP Gaming.

Foto: BBL/Reprodução
Foto: BBL/Reprodução

Tockers

Gabriel "tockers" Claumann já conquistou quatro títulos do CBLoL. O ex-jogador iniciou sua carreira em 2013 e passou por equipes como Afterall, AceZone, Ban Karma, INTZ, RED Canids, Vivo Keyd - quando houve o grande retorno do Exodia, apelido pelo qual ficou conhecida a equipe composta por ele, Felipe "Yang" Zhao, Micael "micaO" Rodrigues, Gabriel "Revolta" Henud e Luan "Jockster" Cardoso.

Após deixar a Vivo Keyd em maio de 2019, tockers entrou como jogador na Havan Liberty para disputar o Circuito Desafiante. A equipe não conseguiu subir para o CBLoL no 2º split daquele ano o que fez tockers tomar a decisão de se afastar do cenário competitivo como jogador. Em dezembro ele se tornou técnico estratégico da organização catarinense.

Foto: Riot Games/Reprodução
Foto: Riot Games/Reprodução

jUc

César "jUc" Barbosa estreou no cenário competitivo brasileiro jogando como caçador pela paiN Gaming entre janeiro e abril de 2012. Após esse período, atuou como topo reserva pela mesma equipe entre abril de 2016 e maio de 2017, mesmo mês em que foi contratado pela paiN como técnico assistente e ano em que auxiliou o time na conquista do vice-campeonato do 2º split do CBLoL. jUc permaneceu na paiN até setembro de 2018 e estreou 2019 trabalhando na INTZ como técnico assistente, fazendo parte da comissão técnica que venceu o 1º split do CBLoL daquele ano. Desde junho de 2020, jUc trabalha como técnico assistente na FURIA.

Foto: Riot Games/Reprodução
Foto: Riot Games/Reprodução

Reven (Flanalista)

Seong "Reven" Sang-hyeon, analista da equipe de LoL do Flamengo eSports, mais conhecido como Flanalista, também jogou profissionalmente antes de atuar como analista. Reven passou pelas equipes Masters 3 e Tempo Storm entre março de 2016 e novembro de 2017, atuando como topo reserva e atirador. Em novembro de 2018, foi contratado pelo Flamengo como analista e junto com a organização, conquistou o 2º split do CBLoL 2019, levando o FLA até o Mundial, e foi vice-campeão do 1º split de 2020. Além disso, Reven também já atuou como suporte em diversas partidas do FLA.

Gabriel "Turtle" Peixoto começou a jogar profissionalmente em 2014 pela Team awp e passou por equipes como IMP, Jayob, Keyd Stars, Operation Kino, ProGaming e INTZ até chegar n a CNB. Após dois bons splits em 2018, quando a organização chegou até os playoffs do CBLoL,

Foto: Riot Games/Reprodução
Foto: Riot Games/Reprodução

Turtle

Gabriel "Turtle" Peixoto começou a jogar profissionalmente em 2014 pela Team awp e passou por equipes como IMP, Jayob, Keyd Stars, Operation Kino, ProGaming e INTZ até chegar à CNB. Após dois bons splits em 2018, quando a organização chegou aos playoffs do CBLoL, Turtle decidiu parar de jogar para se tornar técnico. O ex-pro player conseguiu levar sua equipe até os playoffs no 1º split de 2019, mas na 2ª etapa a CNB acabou sendo rebaixada pela primeira vez em sua história como organização. Desde dezembro de 2019 Turtle vem atuando como técnico na Vivo Keyd, equipe que manteve uma boa campanha durante o 1º split do CBLoL 2020, mas caiu nos playoffs diante da KaBuM, a grande campeã da etapa.

Foto: Riot Games/Reprodução
Foto: Riot Games/Reprodução

Djoko

Thiago "Djokovic" Maia é um dos técnicos mais conhecidos do cenário brasileiro de LoL e estreou no meio jogando como caçador por anos. Ele jogou nesta função por muito tempo em equipes como AceZone, PeesPlay, RMA e-Sports, entre outras. Atuou como técnico por um mês na Team United e logo em seguida voltou a jogar como caçador, naquela vez, pela INTZ, última equipe na qual foi jogador. Como intrépido, ele chegou a vencer o torneio Circuito Game7 ao lado de Yang, tockers, micaO e Jockster.

Em dezembro de 2014 Djoko deixou a INTZ para ser técnico da CNB, equipe na qual comandou jogadores como Felipe "YoDa" Noronha, Aoshi, Carlos "Nappon" Rücker, entre outros. No 2º split de 2015, foi vice-campeão do CBLoL liderando os pro players Pedro Luiz "Lep" Marcari, Gustavo "Minerva" Queiroz, Thiago "tinowns" Sartori, Pablo "pbO" Yuri e Willyan "Wos" Bonpam. Djoko também passou por equipes como Keyd Stars, ProGaming e paiN gaming - quando foi campeão do 1º split do Circuito Desafiante 2019 - até chegar a sua atual equipe: Flamengo.

Além de atuar como técnico, Djoko também é manager da equipe que ajudou a conquistar o vice-campeonato do 1º split do CBLoL 2020.

Foto: Riot Games/Reprodução
Foto: Riot Games/Reprodução

MiT

Atualmente Gabriel "MiT" Souza é analista do Circuito Desafiante, mas quem acompanha o cenário brasileiro de LoL há bastante tempo deve se lembrar de que MiT foi um grande técnico e já atuou como pro player. Entre janeiro de 2012 e setembro de 2014 MiT foi suporte em diversas equipes como paiN Gaming, Keyd Team, Rising On e Team 58ers. Em janeiro de 2015 ele estreou como técnico da paiN e neste mesmo ano levou a organização ao Mundial, garantindo a melhor campanha de um time brasileiro no torneio até hoje.

Em maio de 2017 MiT deixou a paiN e seis meses depois foi anunciado como técnico da equipe do Flamengo, que havia acabado de entrar no cenário competitivo de LoL. MiT auxiliou a equipe do Flamengo em sua passagem do Circuito Desafiante para o CBLoL e foi vice-campeão do 2º split de 2018, quando o Flamengo perdeu a final do torneio para a KaBuM!. MiT deixou o Flamengo ainda em 2018 e retornou à paiN, quando atuou como técnico da equipe Academy da organização.

Assista ao vídeo acima para saber como funcionam as composições no LoL e melhorar seu gameplay na hora de sugerir as melhores estratégias de jogo quando estiver prestes a iniciar uma nova partida.

Siga o Versus nas redes sociais para mais notícias - Facebook, Twitter, Instagram e YouTube.

Mais notícias
Guia TFT: Melhores composições e sinergias do Conjunto 3 de Teamfight Tactics
Teamfight Tactics

Guia TFT: Melhores composições e sinergias do Conjunto 3 de Teamfight Tactics

Saiba quais campões e combos priorizar para ficar em 1º nas partidas de Galáxias
Matheus Oliveira
CBLoL: "Fiquei irritado", diz Mora sobre decisão da INTZ de jogar com reservas
League of Legends

CBLoL: "Fiquei irritado", diz Mora sobre decisão da INTZ de jogar com reservas

Segundo o técnico do Santos, os intrépidos não mantiveram a integridade competitiva do CBLoL
Beatriz Coutinho
LoL: Seleção de 82, time de Mayumi, vence Logitech G Challenge
League of Legends

LoL: Seleção de 82, time de Mayumi, vence Logitech G Challenge

A grande final aconteceu no último sábado (8)
Matheus Oliveira