Hearthstone

Hearthstone: Blitzchung é contratado pela Tempo Storm como streamer

Recentemente, pro player protestou ao vivo a favor de Hong Kong e foi banido do competitivo
@helenavnogueira
Escrito por
Helena Nogueira
Foto: Blizzard/Reprodução
Foto: Blizzard/Reprodução

Chung "blitzchung" Ng Wai atuará como streamer e embaixador da Tempo Storm. Nesta quinta-feira (31), a organização norte-americana anunciou a contratação do pro player de Hearthstone, que está banido de competições oficiais da Blizzard após protestar a favor de Hong Kong durante uma etapa da Grandmasters.

Leia mais:

A Tempo Storm revelou a contratação do jogador de Hong Kong nas redes sociais. Em um artigo no site oficial da organização, o CEO Andrey Yanyuk defendeu os valores de sua empresa e alfinetou a decisão da Blizzard:


"Acreditamos acima de tudo que é importante apoiar jogadores e encorajá-los a se engajar e se pronunciar sobre as coisas que eles são mais fervorosos. (...) Blitzchung traz um talento incrível, uma personalidade contagiante e muito entusiasmo, tanto para o Hearthstone como para sua comunidade e as pessoas ao seu redor. Ele exemplifica tudo que a Tempo acredita, e nós os damos as boas vindas como embaixador de nossa marca.

Na publicação, blitzchung explica que a contratação o ajudou a continuar a manter sua participação competitiva no cenário: "Estive pensando muito se continuava ou não com minha carreira no Hearthstone nas últimas semanas. Já que ainda não conquistei minhas metas profissionais e não quero ser deixado de lado, vou voltar a competir assim que o banimento acabar".

Além de blitzchung, a equipe de Hearthstone da Tempo Storm conta com os pro players William "Amnesiac" Barton e Ryan "Purple" Murphy-Root, que disputam torneios da região das Américas.

No último dia 7 de outubro, blitzchung foi banido da Hearthstone Grandmasters após ter se manifestado ao vivo a favor dos protestos que pedem a independência de Hong Kong da China.

Foi com uma máscara de gás e óculos de proteção no rosto - símbolos das manifestações - que o pro player protestou ao vivo durante uma entrevista pós-jogo da etapa Ásia-Pacífico do Hearthstone Grandmasters. Retirando a máscara do rosto, ele gritou: "Libertem Hong Kong, revolução da nossa era!".

Em um primeiro momento, a Blizzard baniu o jogador das competições oficiais até 5 de outubro de 2020 e o impediu de receber qualquer premiação da segunda temporada da Grandmasters.

Posteriormente, a desenvolvedora repensou a punição, diminuindo o tempo de banimento para seis meses e concedendo ao jogador a premiação de US$ 10 mil.

Em resposta ao banimento de blitzchung, fãs da Blizzard passaram a promover boicote aos jogos da empresa, além de utilizar a imagem de Mei, de Overwatch, na divulgação das manifestações.

Siga o Versus nas redes sociais para mais notícias - Facebook, Twitter, Instagram e YouTube.

Tags Relacionadas
Hearthstone
Mais notícias
BlizzCon 2020 é cancelada devido à pandemia do coronavírus
Hearthstone

BlizzCon 2020 é cancelada devido à pandemia do coronavírus

Desenvolvedora já havia manifestado incerteza em relação à realização da edição deste ano
Helena Nogueira
Red Bull M.E.O reúne cinco brasileiros em finais mundiais de games mobile
Mobile

Red Bull M.E.O reúne cinco brasileiros em finais mundiais de games mobile

Competição online possui Brawl Stars, Clash Royale e Hearthstone como modalidades
Helena Nogueira
Coronavírus nos esports: todos os campeonatos cancelados ou adiados
League of Legends

Coronavírus nos esports: todos os campeonatos cancelados ou adiados

Torneios de diversas modalidades foram afetados pela pandemia
Beatriz Coutinho