Mercado

Furia Esports anuncia parceria com Nike

Just do it!
@_matheusf23
Matheus Oliveira
escreve para o Versus.
Imagem: FURIA Esports/Reprdução
Imagem: FURIA Esports/Reprdução

A FURIA Esports anunciou uma nova parceria de peso. A organização que está presente em diversos cenários de esports revelou um acordo com a Nike.

Leia mais:


De acordo com o comunicado oficial à imprensa, a campanha tem como objetivo mostrar as semelhanças entre os esportes tradicionais e eletrônicos, conectando os dois mundos.

"Com o apoio da Nike, vamos continuar nosso trabalho de realizar sonhos e criar grandes atletas via trabalho, talento e persistência", diz Jaime Pádua, CEO da FURIA. "Fomos bem-sucedidos com essa fórmula no CS:GO e esperamos replicá-la para outras modalidades".

De acordo com anúncios, o contrato de parceria durará quatro anos e será inaugurado na ESL One Cologne de CS:GO, que acontece na Alemanha, entre 2 e 7 de julho, quando US$ 300 mil (aproximadamente R$ 1,2 milhão) estarão em jogo.

A FURIA Esports marca presença com line-ups em muitas modalidades como CS:GO, PUBG, e a recém-anunciada de Dota 2.

Quer saber um pouco sobre a opinião dos pro players da equipe sobre o cenário global de CS:GO? Confira o vídeo acima.

Siga o Versus nas redes sociais para mais notícias - Facebook, Twitter, Instagram e YouTube.

Matheus Oliveira é redator do Versus. Siga-o no Twitter.

Tags Relacionadas
MercadoFuriaCS:GODotaPUBG
Mais notícias
Linha WD Black estabelece aproximação da Western Digital com público gamer
Mercado

Linha WD Black estabelece aproximação da Western Digital com público gamer

Especializada em armazenamento, empresa patrocina a paiN Gaming há 1 ano
Beatriz Coutinho
Jukes, Sneaky e mais protagonizam comercial de parceria entre Cloud9 e Puma
Mercado

Jukes, Sneaky e mais protagonizam comercial de parceria entre Cloud9 e Puma

"Nós te desafiamos a continuar sendo você"
Matheus Oliveira
Mixer torna-se segunda plataforma de streaming mais popular, atrás da Twitch
Mercado

Mixer torna-se segunda plataforma de streaming mais popular, atrás da Twitch

Relatório do 3º trimestre de 2019 mostrou crescimento da plataforma
Lucas Hagui