Free Fire

Free Fire: Pain dispensa UBiTa após pro player dizer ofensas durante stream

Pro player foi banido de torneios da Garena por tempo indeterminado
@biaacoutinhoo
Escrito por
Beatriz Coutinho

Foto: Garena/Reprodução
Foto: Garena/Reprodução

Everton "Ubita" Lima não faz mais parte da equipe de Free Fire da paiN Gaming. Após cometer ofensas contra outros pro players do cenário competitivo, o jogador foi dispensado pela organização e banido de torneios da Garena por tempo indeterminado.

Leia mais:

"Em nossos 10 anos de história, sempre movemos esforços para a construção de um cenário cada vez mais respeitoso e ético. Nenhum dos nossos integrantes está acima de nossos valores", esclareceu a organização da paiN Gaming.

Confira abaixo o pronunciamento da Garena sobre o caso:


"Devido a comportamento inapropriado, a Liga Brasileira de Free Fire (LBFF) suspendeu o jogador Everton Lima, o Ubita, representante da equipe paiN Gaming, por tempo indeterminado.

Na quinta-feira (12/03), os Oficiais da LBFF tiveram conhecimento de uma infração cometida pelo jogador da paiN Gaming, durante a noite, entre os dias 11 e 12 de março, em uma transmissão ao vivo. Na ocasião, o jogador Ubita proferiu ofensas graves e ameaçou um terceiro.

Após avaliarem as provas, os Oficiais da LBFF concluíram que a infração de fato foi cometida. O jogador é reincidente em infrações relacionadas ao comportamento, o que agrava a situação e consequente a penalidade.

A LBFF lida com extrema importância qualquer tipo de denúncia e espera que jogadores profissionais tenham um comportamento cordial e respeitoso a todo o tempo. Além de serem representantes indiretos da Liga, eles são modelos de comportamento para toda a comunidade, portanto atitudes como as do Ubita são intoleráveis.

Por conta do ocorrido, a LBFF suspende, por tempo indefinido, o jogador de todas as competições e atividades da LBFF, a partir da quinta-feira (12/3). Após o encerramento da Temporada 2020, os Oficiais avaliarão se o jogador está apto para retornar"

UBiTa fazia parte da paiN desde agosto de 2019, quando a organização contratou ele e seus colegas da New X, equipe que venceu a 2ª temporada da Pro League de Free Fire.

Embora a paiN Gaming não tenha divulgado o motivo pelo qual decidiu retirar UBiTa de sua equipe, a comunidade de Free Fire afirma que a demissão do jogador aconteceu após o mesmo cometer ofensas contra a namorada do pro player Leonador "vraunelasz" Sousa, a jogadora Letícia Morese.

Segundo fãs do cenário competitivo, UBiTa teria dito que a RED Canids Kalunga seria rebaixada da Liga Brasileira de Free Fire (LBFF), o que fez com que vraunelasz defendesse a equipe, deixando UBiTa irritado. Posteriormente, o ex-jogador da paiN ofendeu Letícia Morese durante uma transmissão ao vivo.

No Instagram, UBiTa afirmou que está "suave quanto à isso [sua demissão]". "Não vou mais poder jogar a LBFF e saí da paiN por conta do xingamento que fiz com a menina, mas é isso tropa, isso não me abala muito não. [...] Muita gente está vindo me xingar de uma forma racista e isso também não é legal. Ninguém é inocente nessa história", disse UBiTa.

Free Fire é um sucesso no Brasil e o Versus conversou com a caster Ana Paula “Ana Xisde” Cardoso para saber: 2020 é o ano do Free Fire?

Siga o Versus nas redes sociais para mais notícias - Facebook, Twitter, Instagram e YouTube.

Tags Relacionadas
Free FirepaiN Gaming
Mais notícias
Geek Nation: Programação completa do evento online com Cerol, CamilotaXP e mais
Comunidade

Geek Nation: Programação completa do evento online com Cerol, CamilotaXP e mais

Painéis de games e esports celebram 10 anos de Blizzard no Brasil e carreiras de streaming
Matheus de Lucca
Free Fire: Continental Series terá torneios regionais para substituir Mundial
Free Fire

Free Fire: Continental Series terá torneios regionais para substituir Mundial

Campeonatos começam em 21 de novembro
Beatriz Coutinho
Free Fire: Level Up, Kronos, Brabox e Martins deixam Vivo Keyd
Free Fire

Free Fire: Level Up, Kronos, Brabox e Martins deixam Vivo Keyd

Level Up pagou a própria multa rescisória por quebra de contrato
Beatriz Coutinho