Fortnite

Fortnite veio para ficar? MurilloShooow e Th3D4rkness comentam altos e baixos do Battle Royale

Quais são as chances do jogo da Epic Games no competitivo?
@helenavnogueira
Escrito por
Helena Nogueira
O Drake gosta. Foto: Rerprodução
O Drake gosta. Foto: Rerprodução

Você com certeza já leu o nome Fortnite. Quebrando recordes de visualizações, o battle royale chegou à marca de 40 mil downloads apenas na versão de PC - ou seja, não há dúvidas de que o jogo é um sucesso, mas será que ele veio para ficar?

O Versus conversou com Alessandro "Th3D4rkness" Antóquio e Murillo "MurilloShooow" Medeiros sobre o sucesso do título da Epic Games e as chances dele receber um cenário competitivo em breve.

Leia mais sobre Fornite:

Se erguendo à sombra de Player Unknown's Battlegrounds (PUBG), Fortnite se apropriou das funcionalidades da mecânica battle royale e as tornou acessíveis - e de forma gratuita - para o público casual. As semelhanças, no entanto, deram abertura para uma verdadeira guerra entre os fãs dos dois jogos, que gastam horas argumentando sobre qual é melhor.

Cada um pode ter sua preferência, mas atualmente, ambos são as principais escolhas para os streamers e é claro que nem todos conseguem agradar seu público com isso.

The Darkness conta que têm aproveitado os dois, mas explica porque dá preferência a um sobre o outro em suas transmissões ao vivo: "Eu gosto de ambos. Por mais que sejam jogos do mesmo estilo, a dinâmica é bem diferente e não acho que estejam em lugares diferentes no pódio."

"Meu público está acostumado com jogos de gráficos e temáticas mais puxadas para o realismo. Por isso, jogar Fortnite e agradar a grande massa não está sendo fácil. Ainda sim, muita gente assiste pela bagunça e não pelo jogo, isso me deixa muito feliz. O game é muito divertido e dinâmico, acho que o hype é real e não algo forçado pelos influenciadores gigantes", explica Alessandro.

Usuário mostra como ser troll em Fortnite. Gif: Reprodução
Usuário mostra como ser troll em Fortnite. Gif: Reprodução

Na briga entre Chicken Dinner e Victory Royale, quem sai vencedora é a fórmula battle royale.

MurilloShooow explica o que, para ele, têm causado o sucesso do título da Epic Games, que ganhou versão mobile em março: "[Fortnite] É um jogo leve, roda em muitos computadores, e como Battlegrounds ainda está em alta, o jogo está com um crescimento absurdo. O público é muito abrangente, e a comunidade vem incentivando muito esse crescimento."

"Eu pessoalmente prefiro o PUBG, por conta da jogabilidade, gráficos, armas e afins. Gosto do Fortnite, seus diferenciais e o visual cartoon são divertidos, mas às vezes desanima ver jogadores com shotguns na mão pulando para lá e para cá que nem sapos", brinca o narrador da Copa IGN.

Além de arrebatar números de downloads e visualizações, a Epic Games tem a intenção de solidificar um cenário competitivo similar ao de PlayerUnknown's.

Os sinais para que o jogo se torne um eSport já aparecem, e são inovadores: no dia 11 de abril, a publisher lançou um sistema de replay, com direito a seleção de qualquer jogador em campo e um modo de visão no estilo drone.

Além disso, uma ferramenta de custom matchmaking (realização de partidas customizadas) já está sendo testada por personalidades da Twitch e YouTube, e deve estar disponível para o público em breve. A funcionalidade é crucial para o treinamento de jogadores profissionais, de forma que é possível criar jogos personalizados e privados.

"Gosto do Fortnite, mas às vezes desanima ver jogadores com shotguns na mão pulando para lá e para cá que nem sapos", brinca Murillo. Gif: Reprodução
"Gosto do Fortnite, mas às vezes desanima ver jogadores com shotguns na mão pulando para lá e para cá que nem sapos", brinca Murillo. Gif: Reprodução

Será que veremos pro players de Fortnite em breve? Na opinião de TheDarkness e MurilloShooow, as chances altas.

"A dinâmica da construção em real time muda tudo. No Fortnite, ser bom de mira é apenas um detalhe. O competitivo desse jogo seria uma maluquice sem tamanho, mas com certeza seria uma delícia de se jogar e assistir!", prevê Alessandro.

"Concordo, a parte de construções é bem interessante fico imaginando como será isso no cenário brasileiro. Porém, vai ter que ser muito bem trabalhado: o PUBG já está investindo em melhorias no modo espectador, customizado e etc… Para que seu competitivo possa crescer, assim deve fazer o Fortnite", opina Murillo.

Você gostaria de ver um cenário profissional do jogo? Continue no Versus para mais Victory Royales!

Helena Nogueira é repórter no Versus. Siga-a no Twitter.

Tags Relacionadas
FortniteComunidadeEsports
Mais notícias
Fortnite: Temporada 3 do Capítulo 2 é adiada novamente
Fortnite

Fortnite: Temporada 3 do Capítulo 2 é adiada novamente

Lembra do dia 11? Já era!
Matheus de Lucca
Fortnite: Recuo para mouse e teclado passa por balanceamento com patch 12.61
Fortnite

Fortnite: Recuo para mouse e teclado passa por balanceamento com patch 12.61

Diferença de recoil em relação a jogadores de controle tem sido uma das reclamações da comunidade
Helena Nogueira
Fortnite: Vazamentos reforçam possibilidade de mapa inundado
Fortnite

Fortnite: Vazamentos reforçam possibilidade de mapa inundado

Será que viveremos embaixo d'água na nova temporada?
Matheus Oliveira