Fortnite

Fortnite veio para ficar? MurilloShooow e Th3D4rkness comentam altos e baixos do Battle Royale

Quais são as chances do jogo da Epic Games no competitivo?
@helenavnogueira
Escrito por
Helena Nogueira
O Drake gosta. Foto: Rerprodução
O Drake gosta. Foto: Rerprodução

Você com certeza já leu o nome Fortnite. Quebrando recordes de visualizações, o battle royale chegou à marca de 40 mil downloads apenas na versão de PC - ou seja, não há dúvidas de que o jogo é um sucesso, mas será que ele veio para ficar?

O Versus conversou com Alessandro "Th3D4rkness" Antóquio e Murillo "MurilloShooow" Medeiros sobre o sucesso do título da Epic Games e as chances dele receber um cenário competitivo em breve.

Leia mais sobre Fornite:

Se erguendo à sombra de Player Unknown's Battlegrounds (PUBG), Fortnite se apropriou das funcionalidades da mecânica battle royale e as tornou acessíveis - e de forma gratuita - para o público casual. As semelhanças, no entanto, deram abertura para uma verdadeira guerra entre os fãs dos dois jogos, que gastam horas argumentando sobre qual é melhor.

Cada um pode ter sua preferência, mas atualmente, ambos são as principais escolhas para os streamers e é claro que nem todos conseguem agradar seu público com isso.

The Darkness conta que têm aproveitado os dois, mas explica porque dá preferência a um sobre o outro em suas transmissões ao vivo: "Eu gosto de ambos. Por mais que sejam jogos do mesmo estilo, a dinâmica é bem diferente e não acho que estejam em lugares diferentes no pódio."

"Meu público está acostumado com jogos de gráficos e temáticas mais puxadas para o realismo. Por isso, jogar Fortnite e agradar a grande massa não está sendo fácil. Ainda sim, muita gente assiste pela bagunça e não pelo jogo, isso me deixa muito feliz. O game é muito divertido e dinâmico, acho que o hype é real e não algo forçado pelos influenciadores gigantes", explica Alessandro.

Usuário mostra como ser troll em Fortnite. Gif: Reprodução
Usuário mostra como ser troll em Fortnite. Gif: Reprodução

Na briga entre Chicken Dinner e Victory Royale, quem sai vencedora é a fórmula battle royale.

MurilloShooow explica o que, para ele, têm causado o sucesso do título da Epic Games, que ganhou versão mobile em março: "[Fortnite] É um jogo leve, roda em muitos computadores, e como Battlegrounds ainda está em alta, o jogo está com um crescimento absurdo. O público é muito abrangente, e a comunidade vem incentivando muito esse crescimento."

"Eu pessoalmente prefiro o PUBG, por conta da jogabilidade, gráficos, armas e afins. Gosto do Fortnite, seus diferenciais e o visual cartoon são divertidos, mas às vezes desanima ver jogadores com shotguns na mão pulando para lá e para cá que nem sapos", brinca o narrador da Copa IGN.

Além de arrebatar números de downloads e visualizações, a Epic Games tem a intenção de solidificar um cenário competitivo similar ao de PlayerUnknown's.

Os sinais para que o jogo se torne um eSport já aparecem, e são inovadores: no dia 11 de abril, a publisher lançou um sistema de replay, com direito a seleção de qualquer jogador em campo e um modo de visão no estilo drone.

Além disso, uma ferramenta de custom matchmaking (realização de partidas customizadas) já está sendo testada por personalidades da Twitch e YouTube, e deve estar disponível para o público em breve. A funcionalidade é crucial para o treinamento de jogadores profissionais, de forma que é possível criar jogos personalizados e privados.

"Gosto do Fortnite, mas às vezes desanima ver jogadores com shotguns na mão pulando para lá e para cá que nem sapos", brinca Murillo. Gif: Reprodução
"Gosto do Fortnite, mas às vezes desanima ver jogadores com shotguns na mão pulando para lá e para cá que nem sapos", brinca Murillo. Gif: Reprodução

Será que veremos pro players de Fortnite em breve? Na opinião de TheDarkness e MurilloShooow, as chances altas.

"A dinâmica da construção em real time muda tudo. No Fortnite, ser bom de mira é apenas um detalhe. O competitivo desse jogo seria uma maluquice sem tamanho, mas com certeza seria uma delícia de se jogar e assistir!", prevê Alessandro.

"Concordo, a parte de construções é bem interessante fico imaginando como será isso no cenário brasileiro. Porém, vai ter que ser muito bem trabalhado: o PUBG já está investindo em melhorias no modo espectador, customizado e etc… Para que seu competitivo possa crescer, assim deve fazer o Fortnite", opina Murillo.

Você gostaria de ver um cenário profissional do jogo? Continue no Versus para mais Victory Royales!

Helena Nogueira é repórter no Versus. Siga-a no Twitter.

Tags Relacionadas
FortniteComunidadeEsports
Mais notícias
Fortnite exibirá novo programa da Discovery sobre tubarões no Festa Royale
Fortnite

Fortnite exibirá novo programa da Discovery sobre tubarões no Festa Royale

Você está preparado para assistir a Tiger Shark King?
Beatriz Coutinho
Fortnite: Emicida dá voz a DJ nas rádios dos carros da Temporada 3
Fortnite

Fortnite: Emicida dá voz a DJ nas rádios dos carros da Temporada 3

Você pode ouvir o cantor brasileiro na rádio Hip Hop
Matheus Oliveira
Fortnite Temporada 3: Os desafios da semana 8
Fortnite

Fortnite Temporada 3: Os desafios da semana 8

Veja as missões da nova semana na season Tirando Onda
Matheus Oliveira