Mercado

Fortnite, PUBG, Free Fire e Paladins são proibidos pelo governo chinês, diz rumor

Diversos outros jogos estão na suposta lista citada
@_matheusf23
Matheus Oliveira
escreve para o Versus.
Foto: Epic Games/Reprodução
Foto: Epic Games/Reprodução

Rumores indicam que a China pode banir alguns dos games mais populares do mundo por diretrizes éticas e sociais do país. Como medida após um processo de revisão de jogos online, aparentemente o governo chinês baniu diversos games do território, incluindo títulos famosos como PlayerUnknown's Battlegrounds, Fortnite, Paladins e Free Fire, além de solicitar alterações em diversos outros.

Leia mais:

Em um tópico no Reddit, o usuário ZeroWofe547 publicou um breve resumo com traduções de postagens sobre o assunto feitas por diversas empresas no Weibo, versão chinesa do Twitter.

Na postagem, o redditer cita diversos anúncios feitos pelo governo chinês desde dezembro de 2017, quando foi instaurado o Online Gaming Ethics Review Committee (Comitê de Revisão de Ética em Jogos Online, em tradução livre).

No mesmo tópico, o usuário também publicou uma imagem de uma tabela disponibilizada pelo órgão, com 20 títulos e suas posições separadas em "Ação de Correção" ou "Proibido/Retirado". Você pode conferir o material traduzido abaixo e a original (em chinês) no link divulgado no Reddit.

Foto: ZeroWofe547/Reprodução
Foto: ZeroWofe547/Reprodução

Dentre os games indicados da suposta lista como "Proibidos/Retirados" estão PUBG, Fortnite, Paladins e Free Fire. Já entre os jogos advertidos com necessidade de correção estão League of Legends, World of Warcraft e Overwatch.

Os fatores que despertaram o interesse do governo chinês englobam razões como sangue e violência (grandes responsáveis pelo banimento dos games citados acima), além de indicar problemas como superexposição de modelos femininos e chat inadequado.

O Versus buscou declarações sobre o acontecido e, até o momento da publicação desta matéria, nem a PUBG Corp. ou a Epic Games se pronunciaram a respeito.

A Hi-Rez (desenvolvedora de Paladins) afirmou que "Atualmente, a Tencent gerencia o Paladins na China, incluindo toda a operação do jogo e toda a interlocução com governo chinês no que diz respeito ao jogo. Nesse momento, a Hi-Rez não pode confirmar ou negar relatos relacionados a um banimento governamental, e não consegue oferecer informações de ações corretivas".

Ainda não existem confirmações sobre as medidas tomadas pelo governo chinês. Segundo informações adicionadas no próprio tópico criado por ZeroWofe547, PUBG e Fortnite ainda estavam disponíveis e jogáveis no país.



Matheus Oliveira e Helena Nogueira são redatores do Versus. Siga-os no Twitter em @_matheusF23 e @helenavnogueira.

Mais notícias
LoL: Brasil será retratado em episódio de websérie da LCS
League of Legends

LoL: Brasil será retratado em episódio de websérie da LCS

Novidade chega com a extensão da parceria entre Mastercard e Riot Games para a LCS
Beatriz Coutinho
Ford entra nos esports e cria equipe Fordzilla para competir no automobilismo virtual
Mercado

Ford entra nos esports e cria equipe Fordzilla para competir no automobilismo virtual

O anúncio foi feito pela empresa durante a Gamescom 2019
Matheus Oliveira
LoL: Echo Fox dispensa toda a line-up após perder vaga na LCS
League of Legends

LoL: Echo Fox dispensa toda a line-up após perder vaga na LCS

A organização não atendeu as exigências da Riot Games após caso de racismo envolvendo sócio
Matheus Oliveira