Esports

Forbes elege as empresas mais valiosas dos esports; C9 e TSM lideram lista

Quais organizações você acha que aparecem no ranking?
@beatriz.coutinho
Beatriz Coutinho
é reporter no Versus.
Foto: Riot Games/Reprodução
Foto: Riot Games/Reprodução

Cloud9 e Team SoloMid (TSM) são as organizações de esports mais valiosas do mundo, de acordo com a Forbes, revista e portal estadunidense que fala sobre negócios e economia. Na última terça-feira (5), a Forbes elegeu as 13 empresas mais bem cotadas do segmento e diversos outros times conhecidos do cenário estão no ranking.

Leia mais:

Confira a lista completa abaixo:

  • 1º - Cloud9 | Valor: US$ 400 milhões
  • 1º - TSM | Valor: US$ 400 milhões
  • 3º - Team Liquid | Valor: US$ 320 milhões
  • 4º - FaZe Clan | Valor: US$ 240 milhões
  • 5º - Immortals Gaming Club | Valor: US$ 210 milhões
  • 6º - Gen.G | Valor: US$ 185 milhões
  • 7º - Fnatic | Valor: US$ 175 milhões
  • 8º - Envy Gaming (Dallas Fuel e Empire Dallas) | Valor: US$ 170 milhões
  • 9º - G2 | Valor: US$ 165 milhões
  • 10º - 100 Thieves | Valor: US$ 160 milhões
  • 11º - NRG | Valor: US$ 150 milhões
  • 12º - Misfits Gaming| Valor: US$ 120 milhões
  • 12º - OverActive (Splyce, Toronto Defiant, Toronto Ultra) | Valor: US$ 120 milhões

Um dos maiores destaques da lista é a FaZe Clan. A organização - que se envolveu em um processo judicial com o streamer e pro player Turner "Tfue" Tenney - não fez parte da lista divulgada pela Forbes em 2018 e já em sua primeira aparição no ranking alcançou o 4º lugar, valendo US$ 240 milhões, aproximadamente R$ 956,3 milhões.

Em 2018, a Cloud9 recebeu um investimento de US$ 50 milhões e também fez parte da lista de futuras startups bilionárias, organizada pela Forbes. Esta, inclusive, não é a primeira vez que a organização lidera a lista de empresas mais valiosas dos esports: em 2018 o time alcançou a mesma colocação. A C9 possui diversas parcerias com grandes marcas, como a Puma.

A Team Liquid, terceira colocada da lista, também merece o seu lugar. Em outubro de 2018, a aXiomatic, empresa responsável pela organização, recebeu um investimento de US$ 26 milhões - entre os investidores estava o astro do basquete norte-americano Michael Jordan. Em abril de 2019, a empresa recebeu um novo investimento, desta vez, de US$ 21,5 milhões.

Siga o Versus nas redes sociais para mais notícias - Facebook, Twitter, Instagram e YouTube.

Mais notícias
Griezmann, jogador de futebol do Barcelona, anuncia sua própria organização de esports
Esports

Griezmann, jogador de futebol do Barcelona, anuncia sua própria organização de esports

Mais uma vez o mundo do esporte tradicional e do eletrônico se unem
Jairo Junior
É hora de morfar! Power Rangers: Battle for the Grid terá circuito competitivo
Esports

É hora de morfar! Power Rangers: Battle for the Grid terá circuito competitivo

Você está preparado?
Beatriz Coutinho
Doria veta PL 1512, que busca regulamentar os esports, por ser inconstitucional
Esports

Doria veta PL 1512, que busca regulamentar os esports, por ser inconstitucional

Segundo comunicado no Diário Oficial, o Projeto de Lei fere o direito à propriedade intelectual das desenvolvedoras
Jairo Junior