FIFA

FIFA: “Tem que deixar de ser pay to win”, critica SpiderKong sobre o competitivo

Brasileiro foi contratado recentemente pelo A.S. Roma
@helenavnogueira
Escrito por
Helena Nogueira

Foto: A.S. Roma/Fnatic/Reprodução
Foto: A.S. Roma/Fnatic/Reprodução

Na última quinta-feira (21), mais um brasileiro foi contratado por um time de futebol internacional. Miguel "SpiderKong" Bilhar é o novo representante do Associazione Sportiva (A.S.) Roma, clube o qual ele representará no FIFA eClub World Cup 2020 em dezembro.

Em entrevista ao Versus, SpiderKong deu mais detalhes sobre sua nova equipe e criticou o competitivo do jogo da EA Games: “Tem que deixar de ser pay to win”.

Leia mais:

Com a contratação de SpiderKong pelo Roma, o Brasil passa a contar com oito jogadores representando times de futebol eletrônico na Europa. O país nunca teve tanta presença e destaque no FIFA como no momento e, mesmo assim, Bilhar acredita que mais portas poderiam estar abertas para que mais talentos fossem revelados no competitivo.

O pro player de Xbox analisa o atual momento cenário do simulador de futebol e critica o uso do modo Ultimate Team como padrão nas competições.

“Acho que [o competitivo] está em fase de crescimento ainda. Melhorou muito nos últimos dois anos - agora temos um calendário mais bem distribuído ao longo do ano e, com a premiação aumentando também, a tendência é sempre crescer. Só acho que poderiam trabalhar melhor a questão do competitivo ser pay to win. Hoje ele é jogado no Ultimate Team, então você precisa ter um time muito bom para jogar, e a maneira de fazer isso é botando dinheiro no jogo, infelizmente. Seria melhor se todos tivessem condições iguais de competir.”

Mesmo com as barreiras e limitações, SpiderKong é prova de que aqueles conseguem se inserir e se destacar no competitivo têm grandes oportunidades à disposição. Ele conta como surgiu a proposta de representar o A.S. Roma - cujo projeto de esports é realizado em parceria com a Fnatic.

“Eu já conheço o Colin, que é manager do Roma/Fnatic, há uns três anos. Sempre quis trabalhar com ele, e por acaso eles estavam procurando um jogador de Xbox na mesma semana em que fui destaque em Bucareste, então as duas coisas se uniram e deu tudo certo! [Representar o Roma] É um sonho. Falo isso sempre: jogadores de FIFA gostam de futebol, logo, todos já sonharam em ser jogadores de futebol um dia e jogar em um time grande como a Roma, nunca pensei que isso aconteceria muito tempo depois no videogame, entao me sinto totalmente realizado, um objetivo conquistado com muito tempo de trabalho e esforço no jogo.”

SpiderKong passará a maior parte do tempo treinando e jogando no Brasil, mas também conta com um gaming office do Roma em Londres, na Inglaterra. No momento, o pro player está na capital inglesa treinando para a classificatória do FIFA 2020 eWorld Cup e conta que a estrutura do centro de treinamento “é impecável, diferente de tudo o que tem no Brasil”.

Além do brasileiro, a organização também possui Damian “Damie” Augustyniak, do Playstation 4, na equipe de FIFA. Ambos estão tentando a chance no mundial de clubes, que acontece em fevereiro de 2020. Enquanto isso, o próximo compromisso da equipe é o Fut Champions Cup 3, que acontece em Atlanta, nos Estados Unidos, a partir de 17 de janeiro.

Siga o Versus nas redes sociais para mais notícias - Facebook, Twitter, Instagram e YouTube.

Tags Relacionadas
FIFA
Mais notícias
FIFA 20: INTZ, Red Canids, Keyd e mais participam de torneio Pro For a Day
FIFA

FIFA 20: INTZ, Red Canids, Keyd e mais participam de torneio Pro For a Day

O torneio será exclusivo para jogadores de PS4
Matheus Oliveira
FIFA 21: Demo, trailer, novidades e tudo o que sabemos até agora
FIFA

FIFA 21: Demo, trailer, novidades e tudo o que sabemos até agora

O lançamento do jogo está próximo e novas informações começam a surgir
Jairo Junior
Capa de FIFA 21 é estrelada por Mbappé
FIFA

Capa de FIFA 21 é estrelada por Mbappé

Jogador do PSG estampa todas as edições do novo game da EA
Matheus de Lucca