eSports

Estudo de Oxford mostra que jogos não têm relação com agressividade dos jovens

A pesquisa contou com a participação de mais de mil adolescentes
Imagem: Reprodução/Overwatch
Imagem: Reprodução/Overwatch

Um estudo feito na Universidade de Oxford, na Inglaterra, mostra que a agressividade dos jovens não está relacionada com o fato de jogarem títulos mais violentos. Esta pesquisa contou com mais de mil adolescentes e foi aprovada na Royal Society Open Science, um renomado jornal do ramo científico.

Leia mais:

Realizada por Andrew K. Przybylski e Netta Weinstein, a pesquisa mostrou que não existe o envolvimento dos jogos com o comportamento agressivo dos jovens - seja físico, verbal, ira ou mesmo hostilidade.

O resultado da amostra coletada não evidencia um número considerável de adolescentes para comprovar a teoria (de acordo com os dois métodos de análise), concluiu o relatório. Além disso, os pesquisadores informam que estes resultados são importantes para as futuras pesquisas do tema.

Este estudo é importante para quebrar a falsa crença popular de que essa influência existe - principalmente no Brasil em que ainda insistem em fazer essa afirmação.

Você pode conferir o artigo na íntegra (em inglês) no acervo da Royal Society Open Science.



Lucas Takashi é redator do Versus. Siga-o no Twitter em @IugahTK.

Tags Relacionadas
eSports