League of Legends

Especial Desafiante: Fábrica de campeões, conheça a história da Operation Kino eSports

#PraCimaDelesKino!
@helenavnogueira
Escrito por
Helena Nogueira
Foto: Operation Kino/Reprodução
Foto: Operation Kino/Reprodução

O Circuito Desafiante está em sua última semana antes dos playoffs e o Versus preparou um especial sobre os times que participaram do 1º Split de 2018.

Nesta primeira parte, fique por dentro da história completa do lider da tabela: Operation Kino eSports.

Leia mais:

Formada no fim de 2015, a Operation Kino é um clube de eSports que foi criado por três amigos que dividiam entre si um interesse em comum: a paixão pelos games.

O nome da organização pode ser familiar para os fãs do diretor Quentin Tarantino.

Operation Kino (do alemão "cinema") é o nome da operação que representa o clímax do filme "Bastardos Inglórios", em que o pelotão de Aldo Raine (Brad Pitt) se infiltra em uma premiere nazista para assassinar Hitler e seus principais comandantes.

Cada um dos fundadores da OPK (Paulo Souto, Marçal Binatto e Oliver Campos), inclusive, usava como nick os nomes italianos falsos adotados pelos soldados no longa metragem: Gorlami, Margheriti e DeCoco.

Melhor nick de todos os tempos: sim ou claro? Gif: Giphy/Reprodução
Melhor nick de todos os tempos: sim ou claro? Gif: Giphy/Reprodução

Assim como a operação no longa de Tarantino, o time fez uma estreia de sucesso no Campeonato Brasileiro de League of Legends, terminando na terceira colocação do 1º Split de 2016. Entretanto, logo após esse resultado positivo, toda a equipe de LoL foi dispensada por discordâncias internas da organização.

A primeira line-up da OPK foi formada por Mateus “Skybart” Neves, João "Zuau" Vitor, Bruno “Goku” Miyaguchi, Matheus “Professor” Leirião e Matheus "Theusma" Lima - nomes que inclusive estão competindo a fase de escalada do CBLoL por outros times.

Com o desmonte da equipe, a OPK contratou Filipe "Ranger" Brombilla, Matheus "Dynquedo" Rossini, Emerson “BocaJúnioR” Alencar, Lucas "Luskka" Rentechen, Franklin “Aoshi” Coutinho e Leo “Leozuxo” Camicia como técnico, que logo em seguida foi substituído por Pedro “Dionrray” Barbosa. O grupo jogou a segunda temporada do CBLoL, mas não obteve o mesmo desempenho, terminando na sexta colocação em 2016.

No começo de 2017, a organização anunciou um time B, chamado de OPKdemy, direcionada a competir a Brasil ProLeague da ESL. O time contou com novatos do cenário, entre eles Guilherme “Atlanta1” Matos e Matheus "freire" Freire, que hoje atuam na KaBuM, já classificada para a final do CBLoL 2018.

Segunda line-up da Operation Kino. Foto: OPK/Reprodução
Segunda line-up da Operation Kino. Foto: OPK/Reprodução

O segundo ano em atividade não foi o melhor para a OPK. Após várias mudanças na line-up principal, incluindo a saída do coach Gabriel “Halier” Garcia, a equipe ficou novamente em sexto lugar no 1º Split do CBLoL e foi rebaixada para o Circuito Desafiante em 2017.

Em um momento de dificuldades, os alvinegros contaram com o apoio dos blumers. Os diretores Paulo "Rezzo" Souto (OPK) e Cleber “Fuzi” Fonseca (CNB), mantiveram uma amizade através dos anos que facilitou o trâmite de pro players e comissões técnicas entre os times.

O jogador Franklin Aoshi Coutinho, que permanece até hoje na line-up da Operation Kino, veio de uma concessão dos canibais. Além disso, o técnico Pedro "Gafone" Ramos, que foi o reforço necessário para que a CNB não fosse rebaixada no 2º Split do CBLoL 2017, é também o atual coach do time alvinegro.

Rezzo e Fuzi, OPK e CNB: uma amizade de longa data. Foto: Arquivo Pessoal/Reprodução
Rezzo e Fuzi, OPK e CNB: uma amizade de longa data. Foto: Arquivo Pessoal/Reprodução

Atualmente, a line-up da Operation Kino é formada por:

Franklin “Aoshi” Coutinho - Top laner

Fernando “Ferchu” Aoki - Jungler

Júlio “NOsFerus” Cruz - Mid laner

Willyan “Wos” Bonpam - Suporte

Humberto “Garotumb” Peixoto - AD Carry

Rodrigo “Kalec” Rodrigues - AD Carry

Pedro “gafone” Ramos - Head Coach

Arno “Arno” Junior - Manager

Renovada, a OPK começou o ano de 2018 a todo vapor. Liderando a tabela do Desafiante, a organização já está classificada para as semifinais da competição e é a maior promessa para subir para o CBLoL.

Helena Nogueira é repórter no Versus. Siga-a no Twitter.

Tags Relacionadas
League of Legends
Mais notícias
Guia TFT: Todas as combinações de itens do Conjunto 3 de Teamfight Tactics
Teamfight Tactics

Guia TFT: Todas as combinações de itens do Conjunto 3 de Teamfight Tactics

Saiba como usar os componentes para formar builds em Galáxias
Lucas Hagui
LoL: Próximo campeão pode ser Yone, irmão de Yasuo
League of Legends

LoL: Próximo campeão pode ser Yone, irmão de Yasuo

O personagem pode chegar após Lillia
Matheus Oliveira
Placar de Visão do LoL explicado: tudo sobre sentinelas e controle do mapa
League of Legends

Placar de Visão do LoL explicado: tudo sobre sentinelas e controle do mapa

Saiba como completar a missão "Devo estar vendo coisas"
Matheus de Lucca