League of Legends

Especial Desafiante: conheça a IDM Gaming, o sonho realizado de mais de mil macacos

Macaco é irmão! #goIDM
@lucas.hagui
Escrito por
Lucas Hagui
Apesar das dificuldades, macacos enfrentaram os problemas de frente e conseguiram permanecer no cenário de eSports. Foto: Reprodução/Ilha da Macacada
Apesar das dificuldades, macacos enfrentaram os problemas de frente e conseguiram permanecer no cenário de eSports. Foto: Reprodução/Ilha da Macacada

O Circuito Desafiante de 2018 de League of Legends já encerrou sua 1ª etapa e o Versus preparou um especial sobre os times que avançaram para os playoffs.

Nesta quarta e última matéria, conheça a história completa da Ilha da Macacada Gaming.

Leia mais:

Antes de virar um clube de eSports, a Ilha da Macacada já era conhecida entre os fãs de League of Legends. Consagrado como um dos maiores grupos do Facebook do MOBA da Riot Games, os 'macacos' - como são conhecidos - contam atualmente com mais de um milhão de membros em sua comunidade.

Em fevereiro de 2016, a Ilha da Macacada Gaming deixou de ser um sonho e foi oficializada como organização de eSports.

Os jogadores Daniel "Daniquest" Cerruti, Gabriel "Misor Wyvern", Fernando "Yoda" Noronha, Daniel "danz0r" Mussoi e Daniel "blury" Sarkovas integraram a primeira line-up da IDM, sendo anunciados para competir a qualificatória do Circuito Desafiante em março do mesmo ano de nascimento do clube.

Quatro vitórias iniciais marcaram a estreia da equipe no competitivo, porém as quartas de final contra a CNB Infinity terminaram em derrota para os macacos; desclassificando-os e acabando com o sonho de entrar para a série B de League of Legends.

Fora da disputa pelo Circuito Desafiante, o novo time teve algumas mudanças e focou em outros campeonatos. Ainda em 2016, competiu na Brasil Mega Arena (conquistando o 7º lugar), Copa Go4Gold 2016 (3º lugar) e, ao passar nas qualificatórias da XLG SuperCup 2016, consolidou parceria com a Kabum eSports.

Em novembro, os macacos trocaram o já famigerado nome para KaBuM ! IDM Gaming e conseguiram vaga direta para o Campeonato Brasileiro de League of Legends (CBLoL).

Com a novidade, a organização anunciou uma nova equipe, formada por Lucas "Zantins" Zanqueta, Daniel "Daragorn" Augusto, Guilherme "Vash" del Buono, Renato "TheFoxz" de Souza, Marcelo "Riyev" Carrara e o treinador Vinicius "Neki" Guilhardi.

Aproveitando a permanência no CBLoL, em dezembro de 2016 foi criada a KaBuM IDM Up, time responsável por disputar o Circuito Desafiante com João "Skywaf" Gabriel, Gabriel "Bielz" Alves, Alaor "Tomate" Leão, Augusto "Klaus" Clauss e Lucas "k0ga" de Godoy, além do treinador Sylvio "Feefoo" Junior.

Line-up que disputaria o primeiro CBLoL do clube. Foto: Reprodução/IDM
Line-up que disputaria o primeiro CBLoL do clube. Foto: Reprodução/IDM

O ano de 2017 parecia promissor para os macacos, que agora seriam representados em duas divisões de campeonatos oficiais de LoL no Brasil.

Entretanto, no início do ano, a parceria com a KaBuM chegou ao fim por motivos contratuais.

Desta forma, o time da loja de eletrônicos permaneceu no CBLoL, enquanto a IDM (na época, nomeada como Ilha da Macacada Pirata) continuou no Desafiante com os mesmos nomes que vestiam a camisa da KaBuM IDM Up.

Os macacos passaram por uma situação complicada na primeira temporada do campeonato e, por conta de fortes adversários, acabaram não se classificando para os playoffs da série de acesso.

Com mudanças estruturais, investimento em gaming house e criação de uma loja oficial, a IDM Gaming participou da segunda temporada do Circuito Desafiante com a entrada de Gustavo "Name" Rodrigues, Ruan "Annie" Silva, Marcos "Carioca" Cardoso e Davi "Joestar" Rosalino.

Contando com times vindos do CBLoL como Operation Kino eSports e KaBuM, o torneio aumentou seu nível de competitividade e, desta forma, os macacos não passaram para os playoffs de 2017.

Redenção

Desde 2016 lutando para subir, os macacos conseguiram se classificar para os playoffs. Imagem: Reprodução/Ilha da Macacada Gaming
Desde 2016 lutando para subir, os macacos conseguiram se classificar para os playoffs. Imagem: Reprodução/Ilha da Macacada Gaming

No ano de 2018, o Desafiante recebeu uma das temporadas mais competitivas da história. Além de clubes tradicionais do cenário, a competição contou com a estreia do Flamengo eSports, equipe de Felipe "brTT" Gonçalves.

Além disso, o principal sonho de uma comunidade inteira de fãs aconteceu: pela primeira vez, os macacos garantiram seu espaço nos playoffs presenciais.

Hoje, a line-up da Ilha da Macacada Gaming está mais presente do que nunca no campeonato e é formada por:

Gustavo "Name" Rodrigues Marcos "Carioca" Oliveira Ruan "Anyone" Silva Matheus "Sarkis" Sarquis Yan "Damage" Sales

2018 será o ano em que a equipe vai subir para o CBLoL? Continue no Versus para a cobertura completa da fase final do Circuito Desafiante.

Siouxsie Rigueiras é jornalista no Versus. Siga-a no Twitter!

Tags Relacionadas
League of Legends
Mais notícias
LoL: Campeão mundial Doinb interage com Mayumi durante stream
League of Legends

LoL: Campeão mundial Doinb interage com Mayumi durante stream

Jogadora estava fazendo a live na plataforma chinesa DouYu
Beatriz Coutinho
LoL: "O clube nunca esteve pior", diz Ranger sobre Flamengo
League of Legends

LoL: "O clube nunca esteve pior", diz Ranger sobre Flamengo

Esta não é a primeira vez que o caçador reclama sobre o próprio time
Beatriz Coutinho
LoL: Nova linha de skins Spirit Blossom pode chegar em breve
League of Legends

LoL: Nova linha de skins Spirit Blossom pode chegar em breve

A nova campeã Lillia pode ser uma das primeiras a receber um visual do conjunto
Matheus Oliveira