Overwatch

"É só uma questão de tempo", diz analista sobre brasileiros na Overwatch League

Qual seria o nome da equipe brasileira na OWL?
@biaacoutinhoo
Escrito por
Beatriz Coutinho
Imagem: Reprodução
Imagem: Reprodução

Você já imaginou como seria incrível torcer por uma equipe brasileira na Overwatch League? Antes de sua preparação para participar da grande final da competição, o analista Josh “Sideshow” Wilkenson contou ao Versus que conhece pro players brasileiros e que vê-los jogando na liga "é só uma questão de tempo".

Leia mais:

Brasil na Overwatch League?

Apesar de contar com um pro player brasileiro, João Pedro "Hydration" Goes, a Overwatch League não possui nenhuma equipe totalmente brasileira. Por enquanto, o país só pode mostrar seu talento na Overwatch Contenders, liga menor, que abrange diversas regiões do mundo, inclusive a América do Sul.

Ainda assim, o mundo continua de olho neles e Sideshow afirmou que até mesmo conhece alguns jogadores. "Antes de entrar na Overwatch League, eu trabalhava com Team Fortress 2 e alguns jogadores de Overwatch também. Eu consigo me lembrar da Monster Gaming e da Brasil Gaming House", contou o analista.

Para Sideshow, os brasileiros têm muitas chances de entrar na OWL "se continuarem se desenvolvendo e a infraestrutura continuar melhorando", disse o britânico.

"Acho que a América do Sul e o Brasil têm muito potencial. O CS:GO mostra que o Brasil tem muito talento e consegue se lanças num jogo e performar bem. Existem jogadores brasileiros talentosos que jogam muito bem, acho que é mais questão de tempo do que qualquer outra coisa", explicou Sideshow.

Imagem: Reprodução
Imagem: Reprodução

Overwatch League, o espetáculo

Para o analista, trabalhar na Overwatch era um mistério no início do torneio, já que ninguém sabia o que esperar de algo tão novo, mas o resultado foi surpreendente e positivo.

"Esses seis, sete meses foram fenomenais. Adoro trabalhar com cada um dos membros de talentos e time de produção. É muito bom poder contar com uma equipe de produção grande, que faz nossas ideias para o show virarem realidade e ter esse tipo de sorte para eu poder me desenvolver como comentarista e analista", contou Sideshow.

"Poder estar evolvido com a primeira temporada é algo que eu realmente não estava esperando, porque eu não tenho o mesmo calibre que caras como Monty, Sam Worthy, esses grandes nomes dos eSports. Mas tem sido uma grande honra trabalhar ao lado deles", confessou o caster.

Para ele, o desenvolvimento da liga está indo muito bem, "principalmente em questão de popularidade e de ter uma base de fãs expandida que não estava necessariamente envolvida com eSports antes". Sideshow acredita que os planos para o futuro do torneio o tornarão ainda melhor, como o sistema de jogos home away (cada time em sua própria cidade sede) e novos times.

Além da liga principal, o analista contou que tenta ao máximo acompanhar a Overwatch Contenders. Para não ficar de fora desse assunto, ele realiza uma série de podcasts com casters de várias regiões.

"É para eu me manter atualizado, porque acho que é importante saber o vai e vem da tier 2. Assim, sou capaz de perceber talentos ali no meio, porque é necessário saber identificar e elencar talento para você conseguir falar sobre investimento e sua história no competitivo.

Imagem: Reprodução/Overwatch League
Imagem: Reprodução/Overwatch League

Final da temporada inaugural

Para Sideshow, a final da temporada inaugural será "extremamente disputada. É a melhor final que poderíamos desejar, já que os times jogam de forma acelerada e agressiva".

O analista acredita que o a vitória esteja a favor da Philadelphia Fusion, que enfrentará a London Spitfire, mas que as previsões estão próximas de um 50/50. "Os times tem tido inconsistências durante a temporada, com altos e baixos, erros e acertos. Então, se algum deles conseguir a vantagem final, será ele que conseguirá a vitória", explicou.

Questionado sobre os possíveis motivos que fazem as equipes terem campanhas inconsistentes, ele acredita que todos podem apresentar bons e maus momentos.

"Performance é algo que não dá pra manter perfeitamente ao longo de seis meses. Quando você tem jogos com tanta frequência, passa a ver pessoas em um dia ruim porque elas já jogaram mais de uma vez em todas essas semanas", explicou o analista.

A conclusão da temporada inaugural da Overwatch League acontece entre os dias 27 e 28 de julho, no Barclays Center, em Nova Iorque, EUA. Os jogos serão transmitidos no canal oficial da liga na Twitch a partir das 2oh do horário de Brasília.

* A jornalista viajou a convite da Blizzard

Helena Nogueira é repórter e Bia Coutinho é redatora no Versus. Siga-as no Twitter em @helenavnogueira e @biaacoutinhoo.

Tags Relacionadas
Overwatch
Mais notícias
Overwatch League: Finais da temporada 2020 são definidas; Fleta garante MVP
Overwatch

Overwatch League: Finais da temporada 2020 são definidas; Fleta garante MVP

Os últimos embates da temporada acontecem em outubro
Matheus Oliveira
Finais da Overwatch League 2020 terão transmissões em português
Overwatch

Finais da Overwatch League 2020 terão transmissões em português

Os fãs brasileiros poderão aproveitar a competição na íntegra
Matheus Oliveira
Overwatch Contenders: Inscrições da Open Division ainda estão abertas
Overwatch

Overwatch Contenders: Inscrições da Open Division ainda estão abertas

Saiba como participar e disputar por vagas no principal torneio do game na América do Sul
Matheus Oliveira