Dota

Dota: Valve proíbe pro player de jogar Major de Chongqing após caso de racismo

Equipe do jogador perdeu 20 pontos no Dota Pro Circuit
@biaacoutinhoo
Beatriz Coutinho
escreve para o Versus.
Imagem: Reprodução
Imagem: Reprodução

Na última segunda-feira (3), a Valve se pronunciou sobre o caso de racismo que envolvia o pro player Carlo "Kuku" Palad, jogador da organização TNC Predator. De acordo com a desenvolvedora, Kuku não poderá disputar o Major de Chongqing (Xunquim) e a TNC também será punida por ter tentado "mascarar" o caso.

Leia mais:

Após fazer comentários racistas durante a décima temporada da DreamLeague, e publicar um post no site Weibo que não explicou o que realmente aconteceu no caso, a comunidade chinesa expressou seu descontentamento com a situação em diversas redes sociais. Diante da questão, a Valve decidiu que Kuku não poderá disputar o Major Xunquim.

No último sábado (2), a TNC utilizou o Twitter para dizer aos fãs que o governo chinês poderia barrar a entrada de Kuku na China e que caso ele entrasse no país, o governo não poderia garantir a segurança do pro player. Em comunicado oficial, a Valve esclareceu a situação.

"Estivemos acompanhando a recente situação sobre a TNC e o Major Xunquim e como ela se desdobrou. Antes, para esclarecer, Kuku não está banido pelo governo chinês. Enquanto houve muita ansiedade ao redor da presença do jogador e os problemas que ela poderia causar, nós não acreditamos que a presença dele pudesse criar uma ameaça real à segurança."

De acordo com a Valve, a desenvolvedora não interviu no caso antes pois sempre espera que "os times lidem com esses tipos de problema profissionalmente."

"Quando elas falham em fazer isso, nós aparecemos. Uma coisa é errar e se desculpar, outra muito diferente é um time mentir ou tentar encobrir um jogador. A TNC não lidou bem com a situação em múltiplas situações, fazendo tudo se tornar muito pior do que precisava ser", explicou a desenvolvedora do MOBA.

Além do banimento de Kunku do Major, a Valve também aplicou uma punição que reduziu em 20% os pontos da TNC no Dota Pro Circuit. Antes, a equipe tinha 900 pontos e agora possui 720.


Bia Coutinho é redatora do Versus. Siga-a no Twitter em @biaacoutinhoo.

Tags Relacionadas
Dota
Mais notícias
Dota: Snapfire mal foi revelada e os fãs já fizeram ilustrações incríveis dela
Dota

Dota: Snapfire mal foi revelada e os fãs já fizeram ilustrações incríveis dela

Quem tem coragem de pedir biscoitos à ela?
Beatriz Coutinho
Dota: OG vence Team Liquid e é campeã do The International 2019
Dota

Dota: OG vence Team Liquid e é campeã do The International 2019

Com a vitória, equipe volta para casa com mais de US$ 15 milhões
Helena Nogueira
Dota: Void Spirit, novo herói do MOBA, será lançado ainda em 2019
Dota

Dota: Void Spirit, novo herói do MOBA, será lançado ainda em 2019

Personagem será disponibilizado com Snapfire também em Dota Underlords
Helena Nogueira