Dota

Dota: Jogadores com baixa pontuação de conduta são banidos até 2038

São 19 anos de banimento
@iugahtk
Lucas Hagui
escreve para o Versus.
Foto: Dota 2/Reprodução
Foto: Dota 2/Reprodução

A Valve anunciou, entre uma série de novidades para a nova temporada competitiva de Dota 2, ondas de punições para infratores em variados critérios, com destaque para os banimentos de jogadores com baixa pontuação de conduta até 2038, totalizando 19 anos sem poder jogar ranqueadas.

Leia mais


As punições são de acordo com as atitudes negativas realizadas pelos usuários, como quebra dos Termos de Serviço do Steam, venda e compra de contas, baixa pontuação comportamental, elo boosting e outros pontos que infringem as regras gerais. A primeira das ondas é especificamente para jogadores tóxicos que receberam muitas denúncias.

Entre os diferentes tipos de punições estão bloqueios nos inventários, nas contas da Steam e também proibição de jogar partidas ranqueadas até 2038. Vale ressaltar que as contas da Steam que foram banidas terão seus números de telefone do Steam Guard adicionados em uma lista especial, o que proíbe a pessoa de jogar ranqueadas mesmo que crie uma outra conta associada ao mesmo número.

Além disso, essa onda de banimentos chega junto de mudanças para o sistema ranqueado de Dota 2, que já estava operando com a seleção de posições, mas agora será refinado em diversos pontos. Segundo a Valve, o matchmaking agora colocará mais ênfase em emparelhar jogadores de mesmo nível em cada função do mapa. Ou seja, de o jogador no meio é o de maior rank em um time, no time adversário o jogador no meio também será o de maior rank.

Para ajudar ainda mais a melhorar a experiência do usuário em Dota 2, foi implementado a opção de denunciar jogadores com base nas escolhas no draft. Se um usuário escolheu entrar na fila como Hard Support (pos5), mas selecionou um herói carry, será possível denunciá-lo por isso.

Em adição, a divisão do MMR entre Core e Suporte, testada na atualização anterior, será alterada para que vitórias e derrotas afetem as duas classificações, mas em níveis diferentes dependendo do papel escolhido na fila.

Por fim, a desenvolvedora admite que contas secundárias (smurfs) são um problema em Dota 2 e que busca maneiras efetivas de combater o efeito negativo desses usuários nas filas. A primeira medida é mudar o requisito para acesso às ranqueadas: agora a métrica é baseada em tempo de jogo e será necessário ter pelo menos 100 horas no MOBA. Qualquer usuário que atualmente consegue jogar ranked, mas não preenche esse requisito, será impedido de jogar.

Siga o Versus nas redes sociais para mais notícias - Facebook, Twitter, Instagram e YouTube.

Tags Relacionadas
Dota
Mais notícias
Dota: Pain garante classificação para Summit 11 Minor
Dota

Dota: Pain garante classificação para Summit 11 Minor

Torneio acontece em novembro
Beatriz Coutinho
CS:GO atinge maior pico de jogadores da história e torna-se maior jogo do Steam
CS:GO

CS:GO atinge maior pico de jogadores da história e torna-se maior jogo do Steam

Com o recorde, o game ultrapassou PUBG e Dota 2
Matheus Oliveira
Dota 2: Ex-Infamous, Beastcoast recebe convite para disputar ESL One Hamburg 2019
Dota

Dota 2: Ex-Infamous, Beastcoast recebe convite para disputar ESL One Hamburg 2019

Torneio começa em 25 de outubro
Beatriz Coutinho